Diferenças entre edições de "Pierre Bouguer"

2 bytes adicionados ,  08h08min de 17 de julho de 2007
m
sem resumo de edição
m (Bot: Adicionando: ja:ピエール・ブーゲ)
m
|data_morte = [[15 de Agosto]] de [[1758]]
|local_morte = [[Paris]]
|nacionalidade = [[Image:Flag of France.svg|20px]] Francês
}}
'''Pierre Bouguer''' ([[Le Croisic|Croisic]], [[16 de Fevereiro]] de [[1698]] - [[Paris]], [[15 de Agosto]] de [[1758]]) foi um [[matemática|matemático]], [[física|físico]] e [[hidrografia|hidrógrafo]] [[França|francês]].
 
Seu pai, [[Jean Bouguer]], um dos melhores hidrógrafos do seu tempo, era professor em [[Le Croisic|Croisic]] e autor de um tratado sobre [[navegação]]. Em [[1713]], Pierre Bouguer é contratado para suceder a seu pai. Em [[1727]], é premiado pela ''[[Académie des Sciences]]'' pela sua apresentação ''Sur la meilleure manière de former et distribuer les mâts des bateaux (Sobre a melhor forma de distribuir os mastros dos navios)'' e obtem ainda outros dois prémios pelas suas dissertações ''Sur la meilleure méthode pour observer l'altitude des étoiles en mer (Sobre o melhor método de observar a altura das estrelas no mar)'' e ''Sur la meilleure méthode pour observer la variation de la boussole en mer'' (''Sobre o melhor método de observação da variação da [[bússola]] no mar)''), tendo em conta certas anomalias da [[força gravítica]].
 
Em [[1729]], publica ''Essai d'optique sur la gradation de la lumiérelumière'' (''Ensaio de óptica sobre a gradação da luz)''), cujo objectivo é a determinação da quantidade de luz perdida quando esta atravessa uma dada distância na [[atmosfera]] terrestre. Descobre que a luz [[sol]]ar é cerca de 300 vezes mais intensa que a da [[Lua]]. Este ensaio é realmente inovador. Por um lado, é o primeiro registo de medidas [[fotometria|fotométricas]] de [[luminância]], por outro, nele Bouguer demonstra o fenómeno de [[adaptação (olho)|adaptação]] do olho à luminosidade determinando um valor relativo (1/64) a partir do qual a distinção entre duas intensidades luminosas diferentes é impossível. Este último trabalho, precede em dois séculos os trabalhos de [[psicofísica]], e um dos fundadores desta disciplina, [[Ernst Weber]] utilizará o seu nome para designar a relação entre o limiar de detecção e intensidade: trata-se da [[relação de Bouguer-Weber]].
 
Em [[1730]] é nomeado professor de [[hidrografia]] em [[Le Havre]] e sucede a [[Pierre Louis Maupertuis]] como geómetra associado da ''Académie des Sciences''. Foi também o inventor dum [[heliómetro]], mais tarde melhorado por [[Joseph von Fraunhofer]]. É eleito para a ''Académie des Sciences'' para tomar o lugar de Maupertuis, estabelecendo-se então em Paris.
 
Em [[1735]], viaja pelopelos [[PerúAndes]] com [[Charles Marie de La Condamine]] e [[Louis Godin]] com o propósito de medir um grau do [[meridiano]] próximo do [[Linha do Equador|equador]]. Serão necessários dez anos para completar esta tarefa, cujo relato é publicado em [[1749]] em ''Détermination de la Figure de la Terre'' (''Determinação da forma da Terra)''). Durante esta viagem, efectua observações [[gravimetria|gravimétricas]] em altitude pondo em evidência a [[Anomalia de Bouguer|anomalia]] que tem o seu nome. Em [[1746]] publica a sua obra-prima ''Traité du navire'' (''Tratado do navio)''), a primeira síntese de [[arquitectura naval]] onde explica a utilização do metacentro como medida da estabilidade dos navios. Quase todos os seus escritos ulteriores são sobre a teoria de navegação e arquitectura naval.
 
Na [[matemática]], Pierre Bouguer desenvolveu trabalhos na área das [[curva]]s sobre o [[Plano (geometria)|plano]]. Introduz em [[1734]] os símbolos <math>\ge</math> para &nbsp;''maior ou igual'' &nbsp;e <math>\le</math> para &nbsp;''inferior ou igual''.
 
[[Categoria:Matemáticos da França|Bouguer,Pierre]]
 
[[Categoria:Físicos da França|Bouguer, Pierre]]
 
38 326

edições