Diferenças entre edições de "Economia da Somália"

1 626 bytes adicionados ,  18h17min de 4 de setembro de 2005
sem resumo de edição
A [[Somália]] tem uma [[economia de mercado]]. É um dos países mais pobres do planeta, tendo relativamente poucos recursos naturais.
#redirect [[Somália]]
 
A maior parte da economia foi devastada na [[guerra civil]]. A agricultura é o setor mais importante, com a criação de [[gado]] respondendo por cerca de 40% do [[PIB]] e por cerca de 65% das exportações. Grande parte de sua população que vive da criação de gado é nômade ou seminômade. Além do gado, a [[banana]] é outro importante item de exportação. O [[açúcar]], o [[sorgo]], o [[milho]] e os [[peixe]]s são produtos para o mercado interno.
 
O pequeno setor industrial se baseia no processamento de produtos agrícolas, e responde por 10% do PIB; a maioria das instalações industriais foi fechada por causa da guerra civil. Além disso, em [[1999]], distúrbios na capital, [[Mogadíscio]] e áreas vizinhas atrapalharam ações de ajuda internacional.
 
A Somália tem uma das mais altas taxas de [[mortalidade infantil]] do mundo, com cerca de 10% das crianças morrendo pouco depois de nascer e 25% das sobreviventes morrem antes dos 5 anos de idade. A organização humanitária Médicos Sem Fronteiras considera a situação do país "catastrófica".
 
Atualmente, algumas áreas do país estão mais economicamente ativas do que antes da guerra, quando o regime [[socialismo|socialista]] de [[Siad Barre]] eliminou a livre iniciativa. O norte do país, em especial, recuperou-se economicamente. Apesar do país continuar pobre, o número de pessoas vivendo abaixo da [[linha da pobreza]] tem diminuído.
 
[[categoria:Somália]]
 
[[en:Economy of Somalia]]
[[es:Economía de Somalia]]