Abril Despedaçado: diferenças entre revisões

1 681 bytes removidos ,  21 de setembro de 2005
m
VDA de http://www.submarino.com.br/books_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=1&ProdId=151965&franq=134562
(Abril Despedaçado)
 
m (VDA de http://www.submarino.com.br/books_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=1&ProdId=151965&franq=134562)
{{VDA|http://www.submarino.com.br/books_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=1&ProdId=151965&franq=134562}}
Sinopse
 
O "Kanun" é um código moral transmitido há séculos de forma oral pelas montanhas libanesas. Quando alguém de uma família é assassinado, um membro dessa família tem permissão de matar alguém da outra. Os assassinatos entre clãs podem perdurar por décadas. Ismael Kadaré trata deste mecanismo, um tanto absurdo, em seu romance. O livro foi adaptado para o cinema em 2001 por Walter Salles, que transpôs o cenário para o sertão baiano.
 
 
Resenhas Editoriais:
 
Abril despedaçado
 
O jovem montanhês Gjorg Berisha dá um tiro de fuzil e "toma o sangue" de Zef Kryeqyq. É a quadragésima quinta morte de uma vendeta iniciada setenta anos antes, quando um desconhecido foi vítima de um Kryeqyq depois de ser acolhido pelo clã dos Berisha. A matança entre as duas famílias é uma imposição do Kanun, código moral que há séculos é transmitido de boca em boca nas montanhas albanesas (assim como na região de Kossovo).
Com rigor de antropólogo, Ismail Kadaré vai ao fundo dessa fantástica codificação do assassinato como direito e dever e extrai de lá toda a fúria das tragédias. Tão minucioso quanto cruel, o Kanun especifica os menores detalhes da vendeta: quem, como, onde e quando matar; a posição do cadáver; o anúncio da morte; o velório e o banquete fúnebre; o sepultamento da vítima; os prazos da vingança e as tréguas entre os clãs; as humilhações que devem ser impostas à família enquanto ela não "recuperar o sangue" que lhe foi tomado.
O jovem Gjorg cumpre seu dever de cobrar dos Kryeqyq o sangue que eles devem aos Berisha, e os Kryeqyq têm agora o direito de recuperar o sangue que lhes foi tomado, matando Gjorg dentro de 28 dias. É o Kanun - esse círculo vicioso de execuções - que impulsiona o enredo de Abril despedaçado
75 368

edições