Abrir menu principal

Alterações

652 bytes adicionados ,  16h28min de 7 de novembro de 2007
m
+cat
{{wikificar}}
Eletroquímico e meteorologista francês nascido em Chatillon-sur-Loing. Loiret, descobridor da célula fotovoltaica (1839) e considerado o pai da eletroquímica como ciência. Entrou para a École Polytechnique (1806) após estudar na Escola Central de Fontainebleau e no College Henri IV com Augustin Louis de Cauchy (1789-1857). Entrou para uma escola militar em Metz (1808) da qual saiu no ano seguinte como segundo tenente. Em seguida, durante mais dois de dois anos, lutou na guerra contra a Espanha, sob as ordens do General Suchet. Feito capitão e Cavaleiro da Legião de Honra, foi nomeado inspetor assistente de estudos na École Polytechnique. Durante a invasão (1814) voltou a ativa como militar, mas sua então pouca resistência física fê-lo desistir definitivamente da carreira militar e passou a se dedicar ao verdadeiro sucesso de sua vida: o estudo da eletricidade. Concordou com André-Marie Ampère (1775-1836), mas discordou da teoria eletromotiva de Volta, quando começou a se aprofundar em suas pesquisas em eletroquímica. Em termoeletricidade desenvolveu (1829) a célula de corrente constante, precursora da famosa célula de Daniell, e aplicou seus resultados para à construção de um termômetro elétrico que empregou para determinações de temperatura interna em animais, do solo em diferentes profundidades, e da atmosfera a diferentes altitudes. Também pesquisou meteorologia, clima, agricultura e metalurgia. Publicou mais de quinhentos artigos e vários livros, entre eles Traité expérimental de l'électricité et du magnétisme, et de leurs rapports avec les phénomènes naturels, 7 vols (1834-1840), Eléments d'électrochimie appliquée aux sciences naturelles et aux arts (1843), Traité de physique considérée dans ses rapports avec la chimie et les sciences naturelles, 2 vols. (1842-1844), Traité des engrais inorganiques en général, et du sel marin en particulière (1848), Des climats et de l'influence qu'exercent les sols boisés et non boisés (1853) e Eléments d'électrochimie appliquée aux sciences naturelles et aux arts, segunda e póstuma edição (1864), alé de vários outros trabalhos escritos com seu filho Edmond. Morreu em Paris e foi o primeiro de quatro gerações de cientistas franceses que deu contribuições científicas significantes por dois séculos. Foi o pai do físico [[Alexandre Edmond Becquerel]] (1820-1891) e do médico Louis Alfred Becquerel (1814-1862), avô do Nobel de Física (1903) Antoine Henri Becquerel (1852-1908) e bisavô do também físico Jean Antoine Becquerel (1878-1953). Ganhou a Copley Medal da Royal Society de Londres, embora não tenha tido em vida o devido reconhecimento como cientista e inventor entre oa britânicos. Foi eleito membro da Académie des Sciences (1829), tornou-se professor de física e administrator do Museu de História Natural de Paris (1837) e Comandante da Legião de Honra. Foi avo do famosissimo [[Antoine cesar Becquerel]].
 
'''Antoine César Becquerel'''' (7 de março]] de [[1788] — [[18 de janeiro]] de [[1878]]) foi um [[cientista]] [[francês]] e um pioneiro no estudo dos fenômenos [[elétrico]] e da [[luminescência]].
 
Eletroquímico e meteorologista francês nascido em Chatillon-sur-Loing. Loiret, descobridor da célula fotovoltaica (1839) e considerado o pai da eletroquímica como ciência. Entrou para a École Polytechnique (1806) após estudar na Escola Central de Fontainebleau e no College Henri IV com Augustin Louis de Cauchy (1789-1857).
 
Entrou para uma escola militar em Metz (1808) da qual saiu no ano seguinte como segundo tenente. Em seguida, durante mais dois de dois anos, lutou na guerra contra a Espanha, sob as ordens do General Suchet. Feito capitão e Cavaleiro da Legião de Honra, foi nomeado inspetor assistente de estudos na École Polytechnique. Durante a invasão (1814) voltou a ativa como militar, mas sua então pouca resistência física fê-lo desistir definitivamente da carreira militar e passou a se dedicar ao verdadeiro sucesso de sua vida: o estudo da eletricidade.
 
Concordou com André-Marie Ampère (1775-1836), mas discordou da teoria eletromotiva de Volta, quando começou a se aprofundar em suas pesquisas em eletroquímica. Em termoeletricidade desenvolveu (1829) a célula de corrente constante, precursora da famosa célula de Daniell, e aplicou seus resultados para à construção de um termômetro elétrico que empregou para determinações de temperatura interna em animais, do solo em diferentes profundidades, e da atmosfera a diferentes altitudes.
 
Também pesquisou meteorologia, clima, agricultura e metalurgia. Publicou mais de quinhentos artigos e vários livros, entre eles Traité expérimental de l'électricité et du magnétisme, et de leurs rapports avec les phénomènes naturels, 7 vols (1834-1840), Eléments d'électrochimie appliquée aux sciences naturelles et aux arts (1843), Traité de physique considérée dans ses rapports avec la chimie et les sciences naturelles, 2 vols. (1842-1844), Traité des engrais inorganiques en général, et du sel marin en particulière (1848), Des climats et de l'influence qu'exercent les sols boisés et non boisés (1853) e Eléments d'électrochimie appliquée aux sciences naturelles et aux arts, segunda e póstuma edição (1864), alé de vários outros trabalhos escritos com seu filho Edmond.
 
Morreu em Paris e foi o primeiro de quatro gerações de cientistas franceses que deu contribuições científicas significantes por dois séculos. Foi o pai do físico [[Alexandre Edmond Becquerel]] (1820-1891) e do médico Louis Alfred Becquerel (1814-1862), avô do Nobel de Física (1903) Antoine Henri Becquerel (1852-1908) e bisavô do também físico Jean Antoine Becquerel (1878-1953).
 
Ganhou a Copley Medal da Royal Society de Londres, embora não tenha tido em vida o devido reconhecimento como cientista e inventor entre oa britânicos. Foi eleito membro da Académie des Sciences (1829), tornou-se professor de física e administrator do Museu de História Natural de Paris (1837) e Comandante da Legião de Honra. Foi avo do famosissimo [[Antoine cesar Becquerel]].
 
[[Categoria:Físicos da França]]
 
 
[[de:Antoine César Becquerel]]
[[en:Antoine César Becquerel]]
[[es:Antoine César Becquerel]]
[[fr:Antoine Becquerel]]
[[gl:Antoine César Becquerel]]
[[io:Antoine César Becquerel]]
[[nl:Antoine César Becquerel]]
[[ja:アントワーヌ・セザール・ベクレル]]
[[pl:Antoni Cezar Becquerel]]
[[ro:Antoine Cesar Becquerel]]
[[ru:Беккерель, Антуан Сезар]]
186 462

edições