Diferenças entre edições de "Recuperação intraoperatória de sangue"

371 bytes adicionados ,  01h05min de 16 de dezembro de 2007
acrescimos
(wikificando)
(acrescimos)
'''Recuperação intra-operatória de sangue''', é uma prática da [[medicina]] cujo procedimento envolve a recuperação de [[sangue]] perdido durante [[cirurgia]] e sua reinfusão no paciente.
[[Image:Ubc-hospital.jpg|right|thumb|250px|Hospital da [[:en:University of British Columbia|Universidade de British]],Colúmbia [[ColumbiaBritânica]], [[Vancouver]] (UBC)[http://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S0955388699000661]]]
Este procedimento tem sido usado por muitos anos e ganhou uma maior atenção e aceitação ao longo do tempo, visto que os riscos associados da [[transfusão sanguínea]] passou a ter maior [[publicidade]]. Várias técnicas médicas foram desenvolvidas para auxiliar no tratamento do paciente com o próprio sangue no período da cirurgia. Estes medicamentos são utilizados com freqüência em [[cirurgia torácica]], [[cirurgia vascular]] e [[cirurgia cardiovascular]]es, onde a utilização sangue tem sido tradicionalmente alta. Com um maior esforço no sentido de evitar os efeitos adversos devido à transfusão assim como também foi à ênfase na conservação sangue {{Ver artigo principal| [[Alternativas médicas ao sangue]]}}.
 
*4 – [[armazenamento]]: em sistema conectado na veia do paciente e pronto para reinfusão, assim que necessário, o que deverá ser feito em até 4 horas.
 
A [[cirurgia]] [[rim|renal]] não permite o acesso do aspirador diretamente no pequeno corte na região lombar. Foi então idealizada uma pequena variação técnica que consiste num saco esterilizado preso ao dorso da paciente com campo cirúrgico plástico colante. À medida que o sangue misturado com [[soro fisiológico]] sai pela bainha, entra no reservatório que é então aspirado para a máquina. Esse aparelho é manejado por pessoal médico e paramédico do banco de sangue e da empresa, devidamente treinados.
 
Ao longo dos anos vários estudos têm sido feitos para comparar esses métodos de recuperação sanguínea em termos de segurança, em [[BCR|relação custo/beneficio]] e, muitas vezes com equívocos ou resultados contraditórios, no entanto os procedimentos<ref>[http://www.watchtower.org/t/20000108/diagram_01.htm Alguns métodos usados em tratamentos médicos e cirurgia sem sangue]</ref> revelam que até em casos extremos, podem-se recuperar litros de sangue com esse sistema <ref>{{cite journal | author = Boldt J, Zickmann B, Fedderson B, Herold C, Dapper F, Hempelmann G. | title = Six different hemofiltration devices for blood conservation in cardiac surgery | journal = Ann Thorac Surg | date = May 1991 | volume = 51 | issue = 5 | pages = 747–53 | id = PMID 2025077 }}</ref><ref>{{cite journal | author = Sutton RG, Kratz JM, Spinale FG, Crawford FA Jr. | title = Comparison of three blood-processing techniques during and after cardiopulmonary bypass | journal = Ann Thorac Surg | date = October 1993 | volume = 56 | issue = 4 | pages = 938–43 | id = PMID 8215672 }}</ref><ref>{{cite journal | author = Eichert I, Isgro F, Kiessling AH, Saggau W. | title = Cell saver, ultrafiltration and direct transfusion: comparative study of three blood processing techniques | journal = Thorac Cardiovasc Surg | date = June 2001 | volume = 49 | issue = 3 | pages = 149–52 | id = PMID 11432472 }}</ref><ref>{{cite journal | last = Freischlag | first = Julie Ann | title = Intraoperative blood salvage in vascular surgery - worth the effort? | journal = Crit Care | date = 2004 | volume = 8 | issue = Suppl 2 | pages = S53–S56 | url = http://ccforum.com/content/8/S2/S53 </ref>.
 
==Veja também==
==Ligações externas==
{{en}}
* [http://www.pennhealth.com/health_info/bloodless/blood_glossary.html University of Pennsylvania Health System: News and Periodicals]
* [http://www.shotuk.org/Shot%20Report%202004.pdf UK: Serious Hazards of Transfusion Reports] (pdf)
* [http://www.traqprogram.ca/library/adverse-events.asp Transfusion-associated adverse events]
3 574

edições