Diferenças entre edições de "Nellie Bly"

37 bytes adicionados ,  02h23min de 12 de fevereiro de 2008
m
sem resumo de edição
m (Bot: Adicionando: ms:Nellie Bly)
m
[[Image:Nelliebly.jpg|frame|Nellie Bly]]
'''Elizabeth Jane Cochran''', mais conhecida pelo [[pseudônimo]] '''Nellie Bly''' ([[Cochran's Mills]], [[Pensilvânia]], [[5 de maio]] de [[1864]] ---— [[Nova York]], [[Nova Iorque (Estado)|Nova York]], [[27 de Janeiro]] de [[1922]]), foi uma [[Jornalismo|jornalista]] [[Estados Unidos da América|americana]], pioneira das reportagens investigativas.
 
Sua carreira começou com uma [[carta]] revoltada, que ela mandou ao editor de uma coluna [[Sexismo|sexista]] do [[jornal]] ''Pittsburgh Dispatch''. A qualidade desta carta levou o editor a pedir a Cochran, que estava procurando emprego, que se tornasse [[repórter]] desse jornal. O editor também criou o pseudônimo '''''Nelly Bly''''', vindo do nome de uma [[canção]] popular de [[Stephen Foster]].
 
Bly escreveu vários artigos invstigativos antes de ser relegada à seção [[Feminino|feminina]] do jornal. Então, ela deixou o ''Dispatch'' e foi para Nova York, onde conseguiu trabalho no ''New York World'', o jornal [[Factóide|sensacionalista]] de [[Joseph Pulitzer]] (criador do [[Prémio Pulitzer]]). Seu primeiro trabalho foi sobre o Sanatório de Mulheres na Ilha Blackwell, no qual se expôs às mesmas condições inumanas das pacientes do local. Sua marca registrada, a partir daí, seriam os disfarces e espionagens para conseguir [[Furo (jornalismo)|furos]] de reportagem.
 
Em [[1888]], O ''New York World'' decidiu mandar um repórter numa [[viagem]] ao redor do mundo, como no livro "''[[Le tour du monde en quatre-vingts jours|A volta ao mundo em oitenta dias]]"'' de [[Júlio Verne]]. Nellie Bly foi escolhida para essa viagem, que partiria de [[Hoboken]], [[Nova Jersey]], em [[14 de novembro]] de [[1889]].
 
Depois de 72 dias, 6seia horas, 11onze minutos e 14 segundos após sua partida, em [[25 de janeiro]] de [[1890]], Nellie chegou a Nova York, realizando a volta ao mundo mais rápida até então, recorde esse que seria quebrado alguns meses mais tarde por [[George Francis Train]], que completou a viagem em 62 dias.
[[ImageImagem:NellieBlyStamp37.JPG|frame|left|Selo de Neliie Bly]]
 
Na sua viagem ao redor do mundo, ela visitou não só a [[Inglaterra]], [[Japão]], [[China]] e [[Hong Kong]] como no livro, mas também [[Brindisi]] (o lar de Júlio Verne), [[Colombo]] e [[San Francisco]]. Ela também foi a primeira mulher a viajar ao redor do mundo sem a companhia de um homem, se tornando um [[modelo]] para as mulheres da época.
 
[[Image:NellieBlyStamp37.JPG|frame|left|Selo de Neliie Bly]]
Nellie Bly casou-se com o milionário [[Robert Seaman]] em [[1895]], e se aposentou por um tempo. Com a morte de seu marido em [[1904]], ela passou a controlar seus negócios. Mais tarde, ela voltaria a fazer reportagens, cobrindo uma convenção de [[Feminismo|femininstas]] em [[1913]] e a [[Primeira Guerra Mundial]] do ''front'' oriental da [[Europa]].
 
Elizabeth Cochrane morreu de [[pneumonia]] aos 57 anos de idade.
 
Há um pequeno [[parque de diversões]] no [[Brooklyn]], em Nova York, com o seu nome, baseado no tema da ''Volta ao Mundo em 80 dias''.
 
 
 
=={{Links externos}}==
{{commonscommons1|Nellie Bly}}
*[http://digital.library.upenn.edu/women/bly/madhouse/madhouse.html Reportagens de Nellie Bly] {{((en))}}
*[http://www.library.csi.cuny.edu/dept/history/lavender/386/nellie.html A viagem de Bly ao redor do mundo] {{((en))}}