Diferenças entre edições de "Economia da Bahia"

17 bytes adicionados ,  23h06min de 24 de fevereiro de 2008
m
Desambiguação assistida por bot: Belmonte - Mudado(s) link(s) para Belmonte (Bahia)
m (-Verbete eliminado)
m (Desambiguação assistida por bot: Belmonte - Mudado(s) link(s) para Belmonte (Bahia))
 
=== Região Extremo Sul ===
O Extremo Sul é a segunda região de maior atração de investimentos da Bahia e nela está concentrada a produção de [[celulose]] do Estado. Beneficiando-se da montagem de nova infra-estrutura para viabilizar a produção de celulose e o desenvolvimento do [[turismo]], conta com investimentos de implantação de derivados da [[fruticultura]] ([[concentrado]]s, [[néctar]]es e [[geléia]]s), vinculados ao setor [[mineral]] ([[mármore]]s e [[granito]]s em [[Teixeira de Freitas]]) e ao segmento metal-mecânico (retífica e manutenção de máquinas em [[Mucuri]]). Entre os investimentos de ampliação, encontram-se projetos de grande porte alocados ao segmento madeireiro. No setor [[agropecuário]], o Extremo-Sul possui aptidões diversas. Tem na [[pecuária]] [[bovino|bovina]] a utilização dominante, seguida do cultivo do [[mamão]], [[cacau]], [[café]], [[coco-da-baía]], [[abacaxi]], [[melancia]], [[mandioca]] e [[eucalipto]]. A [[silvicultura]] desempenha importante papel econômico na Região. Várias empresas atuam nesse segmento, orientadas para a produção de celulose e [[carvão]] de uso [[siderurgia|siderúrgico]]. Excluindo a produção de papel e celulose, essa região apresenta um baixo nível de [[industrialização]]. A fragilidade estrutural do sistema industrial é evidente, com uma concentração no segmento madeireiro (40,3% em 1992). A indústria mobiliária é de pequena expressão, com 49 estabelecimentos em [[1992]], mas representando apenas 6,4% no cômputo global. Estatísticas indicam que o Estado da Bahia fabrica apenas 17% de sua demanda de móveis. São gêneros industriais emergentes os de [[alimentação]], [[vestuário]], [[calçado]]s e [[artefato]]s de [[tecido]]s. Uma alternativa de [[agroindústria|agroindustrialização]] que vem sendo apontada para os tabuleiros costeiros do Extremo-Sul da Bahia é a da implantação de empreendimentos de grande, médio e pequeno portes voltados à produção de [[óleo]] de [[dendê]]. Considerado como fator relevante para a diversificação e fortalecimento da economia regional, o turismo apresenta grande perspectiva de expansão, principalmente nos municípios situados ao longo do litoral. No Extremo Sul, localiza-se o segundo mais importante pólo turístico do Estado da Bahia, a [[Costa do Descobrimento]], dotada de infra-estrutura [[hotel|hoteleira]] e de [[aeroporto]], envolvendo além de [[Porto Seguro]], [[Arraial d’Ajuda]], [[Trancoso (Bahia)|Trancoso]], [[Caraivas]] e os municípios de [[Santa Cruz Cabrália]] e [[Belmonte (Bahia)|Belmonte]].
 
=== Região Oeste ===
1 137 298

edições