Serra do Lenheiro: diferenças entre revisões

1 378 bytes removidos ,  7 de março de 2008
texto trocado por '{{SUBST:VDA3|1=http://www.tiradentes.net/lenheiro1.htm}}'
( texto trocado por '{{SUBST:VDA3|1=http://www.tiradentes.net/lenheiro1.htm}}')
Parte da Serra do Lenheiro foi decretada como Parque Municipal Ecológico, de acordo com seu ato de criação através do decreto municipal 2160 – 28/09/93 e pela Lei no. 3356 – 01/04/98.
 
<!--VDA de {{{1}}} / apagar em {{<includeonly>subst:</includeonly>lc:{{<includeonly>subst:</includeonly>#time:j "de" F|+30 days}}}} -->
Com uma área de pouco mais de dois quilômetros quadrados, o Parque localiza-se logo acima da Igreja de Nossa Senhora das Mercês e teria como objetivo proteger a Serra do Lenheiro e oferecer uma alternativa de lazer para a população da cidade e visitantes.
{{VDA2|1=http://www.tiradentes.net/lenheiro1.htm|2=6 de abril}}
 
"Inscrições (pinturas) rupestres são traços e outros sinais pintados ou gravados nas rochas do mundo inteiro, inclusive no Brasil, de autores desconhecidos. Vale dizer, pinturas e desenhos de formas diversas, simétricas ou não. Muitas são semelhantes à símbolos alfabéticos, outras são figuras zoomórficas ou antropomórficas, em formas, estilos e atitudes diferentes.
As pinturas rupestres encontradas na Serra do Lenheiro, segundo estudiosos devem ter sido pintadas por tribos nômades de humanos a cerca de 6 a 9 mil anos atrás. Homens que viviam em cavernas e se imagina, abrigavam-se na Serra para caçar onde tinham boa visão de caça e possíveis inimigos como outras tribos.
Sua importância, ou uma das principais, é servir de testemunho da passagem ou permanência de grupos humanos no local ou região em que hoje são encontradas. Serve para explicar o complexo ou o traço cultural do grupo que as executaram e talvez a época da permanência do grupo executante".
 
<!-- *****************************************************************************************
Segundo uma lenda, a escultura do rosto feminino existente em uma pedra na Serra do Lenheiro está ligada a uma paixão proibida.
Não retirem este comentário, porque ajuda no controlo e manutenção das [[Special:Shortpages]].
Durante o período da escravidão, um escravo apaixonou-se pela filha do seu senhor e como este romance seria impossível, o escravo apaixonado esculpiu na pedra o rosto daquela jovem!
****************************************************************************************** -->
Após a homenagem, suicidou-se, dando origem a mais uma lenda da Serra do Lenheiro de São João del Rei.