Diferenças entre edições de "Meditações"

11 bytes adicionados ,  12h10min de 17 de março de 2008
corr link
(iniciando o artigo)
(corr link)
'''Meditações''' (em [[Língua grega antiga|grego]] Τὰ εἰς ἑαυτόν, ''Ta eis heautón'' literalmente "[pensamentos/escritos] endereçados a si mesmo") é o título de uma série de escritos pessoais do [[imperador romano]] [[Marco Aurélio]] onde ele apresentou suas idéias sobre a [[filosofia]] [[Estoicismo|estóica]].
 
Marco Aurélio escreveu os doze livros das Meditações em grego, como uma fonte para sua própria orientação e para se melhorar como pessoa. É possível que grandes partes da obra tenham sido escritas em [[Sírmio]], onde ele passou muito tempo planejando campanhas militares entre os anos de 170 a 180. Sabe-se que partes dela foram escritas enquanto ele estava acampado em ''[[Aquincum]]'', na [[Panônia]], devido à notas na própria obra que indicam que o segundo livro foi escrito durante suas campanhas contra os [[quados]], no rio Granova (atual [[Rio Hron|Hron]]), e o terceiro livro foi escrito em [[Carnunto]]. Não se sabe ao certo se ele teve a intenção de publicar seus escritos, e o título "Meditações" é apenas o mais célebre dentre diversos outros comumente designados à coleção. A obra segue o formato de citações, que variam em tamanho, de uma frase à parágrafos longos.