Diferenças entre edições de "Ironia"

1 544 bytes adicionados ,  16h46min de 19 de março de 2008
sem resumo de edição
m (Revertidas edições por 189.7.79.108, para a última versão por Eric Duff)
A ''ironia'' é um instrumento de [[literatura]] ou de [[retórica]] que consiste em dizer o contrário daquilo que se pensa, deixando entender uma distância intencional entre aquilo que dizemos e aquilo que realmente pensamos.
{{Figuras de linguagem}}
Considera-se '''ironia''' quando, pelo contexto, pela entoação, ou pela contradição de termos, sugere-se o contrário do que as [[palavra]]s ou [[frase|frases]] parecem exprimir. A intenção é, geralmente, depreciativa ou [[sarcasmo|sarcástica]], embora o sarcasmo tenha um tom mais agressivo. Existe frequentemente na linguagem corrente, como quando dizemos "Vens num belo estado!" (para indicar que reprovamos a aparência de alguém) ou "acho que dou conta do recado..." (quando estamos perfeitamente seguros)
 
Na Literatura, a ironia é a arte de gozar com alguém ou de alguma coisa, com vista a obter uma reacção do leitor, ouvinte ou interlocutor.
Ela pode ser utilizada, entre outras formas, com o objectivo de denunciar, de criticar ou de censurar algo. Para tal, o locutor descreve a realidade com termos aparentemente valorizantes, mas com a finalidade de desvalorizar. A ironia convida o leitor ou o ouvinte, a ser activo durante a leitura, para reflectir sobre o tema e escolher uma determinada posição.
 
[[Image:Situational irony.jpg|thumb|300px|Um aviso de ''proibido fumar'' colocado sobre figuras de [[Sherlock Holmes]] fumando, um exemplo típico da ironia de situação.]]
 
O termo Ironia [[Sócrates|Socrática]], levantado por [[Aristóteles]], refere-se ao [[método socrático]]. Neste caso, não se trata de ironia no sentido moderno da Palavra.
 
 
==Tipos de ironia==
A maior parte das teorias de retórica distingue três tipos de ironia: oral, dramática e de situação.
* A ironia oral é a disparidade entre a expressão e a intenção: quando um locutor diz uma coisa mas pretende dizer outra coisa, ou então quando um significado literal é contrário para atingir o efeito desejado.
* A ironia dramática (ou sátira) é a disparidade entre a expressão e a compreensão/cognição: quando uma palavra ou um acção põe uma questão em jogo e a plateia entende o significado da situação, mas a personagem não.
* A ironia de situação é a disparidade existente entre a intenção e o resultado: quando o resultado de uma acção é contrário ao desejo ou efeito esperado. Da mesma maneira, a ironia infinita (cosmic irony) é a disparidade entre o desejo humano e as duras realidades do mundo externo. Certas doutrinas afirmam que a ironia de situação e a ironia infinita, não são ironias de todo
{{Figuras de linguagem}}
 
Exemplos:
65

edições