Diferenças entre edições de "Maria Madalena"

11 bytes adicionados ,  02h35min de 23 de março de 2008
 
== Maria Madalena no Novo Testamento ==
De acordo com o Novo Testamento, Jesus Cristo expulsou sete [[demônio|demônios]] de Maria Madalena, argumento suficiente para que ela acreditasse que ele realmente fôsse o [[Messias]]. ([[Evangelho segundo Lucas|Lucas]] 8:2; 11:26; [[Evangelho segundo Marcos|Marcos]] 16:9). Madalena esteve presente na [[crucificação]] e no funeral de Cristo, juntamente com [[Maria, mãe de Jesus|Maria de Nazaré]] e outras mulheres. ([[Evangelho segundo Mateus|Mateus]] 27:56; Marcos 15:40; Lucas 23:49; [[Evangelho segundo João|João]] 19.25) (Mateus 27:61; Marcos 15.47; Lucas 23:55). No sábado após a crucificação, saiu do [[Calvário (Gólgota)|Calvário]] rumo a [[Jerusalém]] com outros crentes para poder comprar certos perfumes, a fim de preparar o corpo de Cristo da forma como era de costume funerário. Permaneceu na cidade durante todo o sábado, e no dia seguinte, de manhã muito cedo, "quando ainda estava escuro", foi ao sepulcro, achou-o vazio, e recebeu de um [[anjo]] a notícia de que Cristo havia [[Ressurreição|ressuscitado]] e que devia informar tal fato aos apóstolos. (Mateus 28:1-10; Marcos 16:1-5,10,11; Lucas 24:1-10; João 20:1,2; compare com João 20:11-18). Nada mais se sabe sobre ela a partir da leitura dos Evangelhos Canônicos.
 
Em Lucas 8:2, faz-se menção, pela primeira vez, de "Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios". Não há qualquer fundamento bíblico para considerá-la como a [[prostituição|prostituta]] arrependida de seus pecados que pediu perdão a Cristo. Este episódio é freqüentemente identificado com o relato de Lucas 7:36-50, ainda que não seja referido o nome da mulher em causa.
Utilizador anónimo