Abrir menu principal

Alterações

322 bytes adicionados, 12h23min de 24 de março de 2008
sem resumo de edição
No género '''policial''', os argumentos quase sempre envolvem crimes e criminosos, policiais e detectives particulares, [[gângster]]s e ladrões.
 
Os primeiros filmes abordavam a luta da polícia contra os gângster de [[Chicago]], ocorrida nos tempos da ''[[Lei Seca]]''. ''Scarface'' fazia uma alusão ao chefão da vida real [[Al Capone]]. [[James Cagney]] se tornaria célebre interpretando gângsters violentos e loucos em filmes como ''[[ Inimigo Público]] (BR)'', ''[[White Heat | Fúria Sanguinária]] (BR)'' e ''[[Angels with Dirty Faces | Os Anjos da Cara Suja]] (BR)''.
 
Nos anos 40 muitos filmes policiais ficaram conhecido pelo seu estilo cinematográfico pelo nome de filmes ''noir'' (filmes escuros), nome dado pelos críticos franceses. [[Humphrey Bogart]] foi o maior astro desse tipo de filmes, interpretando detetives particulares adaptados das novelas policiais de sucesso, como em ''Relíquia Macabra''(BR) e ''A Beira do Abismo'' (BR).
 
[[Orson Welles]] também foi outro gênio que gostava do gênero, dirigindo em 1947 ''[[The Lady from Shanghai | A Dama de Xangai]] (BR)'', no qual tingiu de louro os cabelos de sua então esposa [[Rita Hayworth]], transformada numa mortífera ''loura fatal'' .
 
Também é característico desses filmes haver uma narração do protagonista, o que não quer dizer que ele termine a história necessariamente vivo.
Nos anos 60 e 70, os filmes passaram a se tornar mais violentos, com os policiais se envolvendo pessoalmente nos casos que investigavam, seguindo o modelo de ''Bullit'', de [[Steve McQueen]]; e as duas partes de ''Operação França'', com [[Gene Hackman]]. Nesses filmes são famosas as fantásticas cenas de perseguição envolvendo carros. ''Chinatown'', com [[Jack Nicholson]] e dirigido por [[Roman Polanski]], que conta uma trama cujo protagonista é um típico detetive dos anos 40/50 e que se envolve com uma "loura fatal", seria mais um grande sucesso dessa época.
 
A partir dos anos 70 os filmes passaram a abordar com mais frequência as atividades da [[Máfia]], principalmente depois do sucesso do diretor Coppola, que realizou as duas primeiras partes de ''[[O Poderoso Chefão]] (BR)''. [[Robert De Niro]] e [[Al Pacino]] se tornaram astros do gênero. Pacino faria dois filmes baseados em histórias policiais reais: ''[[Dog Day Afternoon | Um dia de cão]] (BR)'', sobre uma dupla de bandidos homossexuais; e ''[[Serpico | Sérpico]]'', um policial que denunciou a corrupção de seus companheiros. De Niro interpretaria o próprio Al Capone no filme de [[Brian de Palma]] '' [[Os Intocáveis]] (BR)''.
 
No Brasil tivemos em 1977 ''[[Lúcio Flávio, o passageiro da agonia]]'', também baseado na vida de um criminoso real. [[Reginaldo Faria]] era o protagonista, que também já tinha feito sucesso nesse gênero com o ótimo filme ''[[Assalto ao trem pagador]]'', nos anos 60. Outro grande sucesso brasileiro de filmes policiais foi ''[[Pixote, a lei do mais fraco]]'' do mesmo diretor de Lúcio Flávio: [[Héctor Babenco]].
[[Categoria:Géneros de cinema|Policial]]
 
[[da:Kriminalfilm]]
 
[[de:Kriminalfilm]]
{{semiw}}
[[en: Crime films]]
[[es:Cine de gángsters]]
[[fr:Film policier]]
[[hr:Kriminalistički film]]
[[nl:Misdaadfilm]]
[[pl:Film kryminalny]]
[[ru:Детективный фильм]]
[[sv:Gangsterfilm]]
37 740

edições