Esperteza

A esperteza pode ser considerada agudeza ou sutileza nas ações. Alguns relacionam o termo à perspicácia, astúcia, manha, ronha. Porém, oficialmente parece não haver uma clara distinção entre a esperteza e a inteligência, e os hábitos linguísticos é que determinarão se podem ser consideradas sinônimas.

Esperteza e inteligênciaEditar

A inteligência pode ser definida como a capacidade de resolver situações problemáticas novas mediante reestruturação dos dados perceptivos.

Esperteza é uma forma de inteligência rápida e que leva a soluções via de regra inusitadas.Já inteligência pode ter a ver com resolução de problemas, pode ser rápida ou não, inusitada ou não, mas o termo também se aplica à capacidade de aprender facilmente.

Entre as mais diversas definições, esperteza pode ser considerada a capacidade maliciosa de adaptar-se habilmente a situações adversas, tirando proveito da situação. Este aproveitamento, (devida subjetividade), é considerado por muitos como inteligência e criatividade.

A esperteza (ou inteligência) e a psicometriaEditar

Dizem que não se pode medir o índice de esperteza de um determinado indivíduo, porém, embora existam controvérsias quanto aos métodos empregados, os testes psicométricos podem demonstrar se aquele possui maior ou menor capacidade na resolução de problemas. Havendo desta forma a confusão entre os termos, pois, inteligência pode ser associada ao método científico e a lógica na resolução de problemas, enquanto a esperteza pode ser associada ao empirismo e também na resolução muitas vezes dos mesmos problemas, porém de forma não convencional.

No BrasilEditar

No Brasil, o termo esperteza, muitas vezes é utilizado para definir a ação, ou atividades do indivíduo malandro, que se utiliza do hedonismo para resolver situações de forma maliciosa. O sujeito inteligente é chamado muitas vezes desdenhosamente de caxias (caxias, ou cdf's: indivíduos que procuram aprimorar seus conhecimentos e transmiti-los para outros, ou ainda, pessoas que recebem tarefas excessivas, que a outrem deveriam caber, também chamados de burros).

Isto, de certa forma, acaba por criar uma imagem que denigre o brasileiro, muitas vezes visto como um indivíduo preguiçoso, que não respeita as normas, leis, bons costumes, e que gosta de levar vantagem em tudo (Lei de Gerson).

EtimologiaEditar

A palavra se origina do latim, sendo que expertus significava acordado, atento, perceptivo, vigilante, esperto, desperto; vem daí o termo nordestino espertar ser usado como sinônimo de despertar.

Fonte: https://origemdapalavra.com.br/palavras/esperto/

ExpertiseEditar

Expertise é uma palavra de origem francesa que significa experiência, especialização, perícia. Consiste no conjunto de habilidades e conhecimentos de uma pessoa, de um sistema ou tecnologia.

Expertise é o conhecimento adquirido com base no estudo de um assunto e a capacidade de aplicar tal conhecimento, resultando em experiência, prática e distinção naquele campo de atuação. Está relacionada com as habilidades e competência para executar algo.

No mercado de trabalho, expertise pode ser considerada sinônimo de know-how. Por exemplo, "a expertise tecnológica da empresa será exportada". É uma forma de reconhecimento da competência da empresa naquele campo. O resultado de uma avaliação ou perícia feita por um expert também se denomina expertise.

Expertise é uma característica de um expert, uma pessoa que se torna especialista em determinada área, se destacando pela sua destreza e competência na execução de um trabalho. Um expert é um perito, um experto, uma pessoa versada no conhecimento de determinada coisa. É alguém com muita experiência e prática, e por isso, considerado apto a dar o seu parecer com base nos seus conhecimentos.

Fonte: https://www.significados.com.br/expertise/

CorrelatosEditar

Ver também