Esporte Clube Internacional

Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Sport Club Internacional (de Porto Alegre).

O Esporte Clube Internacional é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Santa Maria, no estado do Rio Grande do Sul. Foi fundado originalmente com as cores preto, amarelo e vermelho, trocadas posteriormente para o vermelho e branco, sendo assim muitas vezes associado ao Sport Club Internacional, clube homônimo que reside em Porto Alegre. Hoje, o alvirrubro disputa a Série A2 do Gauchão.

Inter de Santa Maria
InterSM2019.png
Nome Esporte Clube Internacional
Alcunhas Alvirrubro
Diabos Rubros
Inter-SM
Interzinho
Mascote Dinossauro
Principal rival Riograndense
Fundação 16 de maio de 1928 (94 anos)
Estádio Presidente Vargas
(Baixada Melancólica)
Capacidade 12 000 Pessoas
Presidente Luís Cláudio Melo
Treinador(a) Sananduva
Patrocinador(a) Coase Construtora
Santa Lúcia
DellaPasqua
Bella Dica
Material (d)esportivo Fatto Confecções
Competição Campeonato Gaúcho - Série A2
Website intersm.com.br
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual

HistóriaEditar

 
Estádio Presidente Vargas, o estádio do Internacional SM - localizado no bairro Noal.

Fundado em 16 de maio de 1928, o Esporte Clube Internacional nasceu como resultado de várias reuniões no extinto Café Guarany entre um grupo de jovens que praticavam o foot-ball. A primeira diretoria, segundo jornais da época era composta por Carlos Peixoto (Presidente Honorário), Romano Franco (Presidente Efetivo), Antonio Lozza (Vice-Presidente), Marcino Castilho (1º Secretário), José Sfredo Sobrinho (2º Secretário), Luiz Cechella (1º Tesoureiro), José B. Lozza (2º Tesoureiro), Francisco Callage (Orador), Victorino Pereira da Silva (Capitão Geral), Miguel Pereira Gomes, Raphael Voto, Cícero M. Fontoura, Olavo Castagna, Paulo Domingues, José Carlos Almeida, Pedro Mothcy, João Fernandes e Santos da Silva Gomes.

Segundo Nelson Gündel, ex-dirigente e ex-jogador, por sugestão de Érico Weber – um dos fundadores – o clube nasceu com as cores da bandeira alemã – preto, amarelo e vermelho. Com os primeiros sinais da Segunda Guerra Mundial, pressentindo problemas pelas movimentações alemãs, o próprio Érico sugeriu ao então presidente Antonio Lozza que o preto e o amarelo fossem pelo branco. Dessa forma, o clube assumiu as cores defendidas até hoje. Sobre o nome, Gündel diz que a opção por Internacional se deve à sugestão de Victorino Pereira da Silva, que, à época, almejava fundar um clube que superasse os ferroviários do Riograndense Futebol Clube – o mais forte da cidade até então. Como parte desta aspiração optou por um nome de maior abrangência – Internacional.

A primeira partida da história do Internacional ocorreu em 19 de agosto de 1928, vitória por 2 a 0 para o Militar Foot-Ball Club. O primeiro gol da história do clube foi marcado na partida seguinte, dia 30 de setembro de 1928, na derrota por 2 a 1 para o Gaúcho Foot-Ball Club. A primeira vitória do Internacional só ocorreu em sua terceira partida: 4 a 1 sobre o União de Jacuhy (atual cidade de Sobradinho), em 25 de novembro de 1928. O Internacional jogou com: João; Nenê e Graxa; Gomes, Monte e Asbu; Gury, Gama, Jango, Ribeiro e Tabica. Os gols do clube foram marcados por Jango (2), Monte e Ribeiro.

Na primeira partida oficial, válida pelo Torneio Início de 1930, o colorado santa-mariense venceu o 7 de Setembro por 1 a 0, no Estádio dos Eucaliptos, no dia 13 de maio daquele ano. O gol foi anotado por Tabica.

Em 1931, o Internacional conquistou o seu primeiro troféu, em uma partida amistosa contra o Brasil (vitória do Inter-SM por 5x2). Três anos mais tarde, venceu seu primeiro campeonato oficial: o Citadino de Segundos Quadros de Santa Maria.

No dia 12 de maio de 1940, o Internacional venceu pela primeira vez o seu maior rival, o Riograndense por 1x0, gol marcado por Navalha. Com a equipe principal, o primeiro título foi o Campeonato Citadino de Santa Maria de 1942. Na sequência, o clube conseguiria dois tricampeonatos de Santa Maria (1944/1945/1946 e 1949/1950/1951).

Em 1954, o clube disputou seu primeiro Campeonato Gaúcho. Em 1971, terminou na terceira colocação da Copa Governador do Estado, competição da qual seria campeão em 1979 (vitória por 1x0 na prorrogração sobre o Estrela por 1 a 0, gol de Hélio Oliveira, no Presidente Vargas) e 1987 (também por 1x0 sobre o Novo Hamburgo, gol de Bira, no Estádio Santa Rosa).

Disputou o Campeonato Brasileiro de 1981 - Taça de Prata. Participou da primeira divisão do futebol brasileiro em 1982 e de uma semifinal de Campeonato Brasileiro Série B em 1984.

Em 1991, conquistou o Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão, ao vencer o Ipiranga de Sarandi por 1x0, gol de Cássio, na casa do adversário.

No ano de 2002, na tentativa de se desassociar do Sport Club Internacional e criar uma identidade própria, o clube muda seu nome para Santa Maria Esporte Clube, seu escudo e suas cores para cinza e amarelo. Essa mudança ocorre durante a disputa da série B do gauchão de 2002 até o final daquele ano, sendo revertida em 2003.

No dia 29 de setembro de 2007, após sete anos participando da segunda divisão estadual, a equipe comandada por Bebeto Rosa regressou à Primeira Divisão do campeonato estadual vencendo o EC Pelotas por 2 a 1 na Baixada Melancólica com os gols de Cirilo e Alê Menezes. A melhor colocação do clube na história dos estaduais da primeira divisão ocorreu em 1980, 1981 e 2008, quando terminou o campeonato em terceiro lugar. No campeonato de 1973 também acabou a última fase em terceiro lugar.

TítulosEditar

EstaduaisEditar

Campanhas destacadasEditar

Torneios estaduaisEditar

Referências

  1. Desconhecidos os campeões citadinos entre 1953 a 1961.

Ligações externasEditar