Estádio D. Afonso Henriques

estádio em Guimarães, Portugal

O Estádio D. Afonso Henriques é um estádio de futebol localizado na cidade de Guimarães, Portugal. Atualmente propriedade do Vitória SC. Foi remodelado para o Euro 2004 e tem capacidade para 30 029 lugares sentados. Nele são disputadas as partidas em casa da equipa Principal e da equipa B do Vitória SC.

Estádio D. Afonso Henriques
Estádio D. Afonso Henriques
UEFA 4 de 4 estrelas.


Nomes
Nome Estádio Rei Dom Afonso Henriques
Apelido Estádio do Rei
Características
Local Guimarães - Portugal
Relvado Relva natural (105 x 68 m)
Capacidade 30 029 espectadores[1]
Construção
Data 1965 (59 anos)

Remodelado em 2002 / 2003

Custo 37 301 575 € [2]
Inauguração
Data 25 de julho de 2003 (20 anos)
Partida inaugural Vitória SC 4 x 1 1. FC Kaiserslautern
Primeiro golo Afonso Martins
Recordes
Público recorde 29 917 pessoas
Data recorde 20-11-2018
Outras informações
Remodelado 11-03-2002 > 25-07-2003
Proprietário Vitória Sport Clube
Arquitecto Eduardo Guimarães

A cerimónia inaugural do remodelado estádio foi a 25 de Julho de 2003, momento em que a Câmara Municipal de Guimarães fez a entrega da obra ao Vitória Sport Clube, "O Estádio D. Afonso Henriques", perante cerca de 29 865 espectadores.

O estádio é composto por quatro bancadas independentes, a Topo Sul encontra-se totalmente coberta, sendo que as restantes estão apenas parcialmente tapadas. Todas as bancadas foram construídas em betão armado, com diferentes capacidades e cada uma delas encontra-se provida apenas de lugares sentados. As três bancadas maiores dividem-se em dois sectores: superior e inferior.[3]

História editar

Depois do Campo da Atouguia, do José Minotes, da Perdiz, do Benlhevai e do Campo da Amorosa, o Vitória tinha nova casa. Em 1962 é lançado um novo concurso para a criação de uma nova bancada no recinto pouco tempo depois, cerca de 2 anos, a Federação Portuguesa de Futebol entrega 200 contos para a colocação de relva no estádio.[4] Por imposição da Federação, que exigiu que todos os clubes da primeira divisão, jogassem em campo relvado, foi então a 3 de Janeiro de 1965 que apesar de as obras ainda não estarem concluídas[5] assistiu-se com pompa e circunstância à cerimónia inaugural do Estádio Municipal de Guimarães. Situado no coração da cidade, foi o primeiro estádio do Vitória SC, construído de forma a substituir o antigo "Campo da Amorosa" (Demolido) que foi a casa do clube durante cerca de 20 anos. Com capacidade para cerca de 15 mil lugares sentados o projeto custou cerca de 8 500 contos.[4] O jogo inaugural do novo palco opôs o Vitória SC e Os Belenenses para a I divisão portuguesa, em que a equipa Vitoriana venceu por (2-1). Aos 9 minutos de jogo, o vimaranense Albertino Castro, jogador formado nas escolas do clube, marcou o primeiro golo no novo palco.[6] Inácio, já na reta final da partida, fez o golo do triunfo vitoriano.[5]

Até então o estádio era propriedade da Câmara Municipal de Guimarães, sendo que a 27 de Dezembro de 1989 a Assembleia Municipal votava favoravelmente a cedência do Estádio Municipal de Guimarães ao Vitória Sport Clube.[7]

Por ocasião da organização do Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 de 1991, em Portugal, o recinto foi um dos estádios escolhidos para receber os jogos do torneio e o estádio teve a sua primeira grande remodelação.

Em 30 Setembro 1995, foi aprovada em Assembleia Geral uma proposta de metodologia para escolha do novo nome do Estádio. Os sócios votaram entre duas propostas, "Afonso Henriques" e "Vitória Sport Clube". Numa primeira fase do processo também foram propostos os nomes de Estádio da Amorosa e José Maria Castro Rodrigues,[8] posteriormente descartados. Venceu com 453 votos, contra 358, a proposta com o nome D. Afonso Henriques em homenagem a D. Afonso I, primeiro Rei e fundador de Portugal.

Entre 11-03-2002 a 25-07-2003, a fim de receber o Euro 2004, e de forma a ter as melhores condições para acolher as partidas, o Estádio D. Afonso Henriques sofreu profundas obras de remodelação que o tornaram num palco de excelência para jogos de futebol. As bancadas e outras áreas que servem o público foram remodeladas de forma a acomodarem 30 mil espectadores. O estádio é obra de um arquiteto da terra, o Eduardo Guimarães, que fechou o estádio com a nova bancada sul que da rua se assemelha a de um edifício dando uma homogeneidade entre as ruas e o estádio com uma envolvente verde com espaços de estar e lazer e boas acessibilidades.[9]

O "layout" de cadeiras dispostas nas bancadas vai levar os adeptos a imaginar um torneio medieval. No topo Sul está desenhado D. Afonso Henriques, nas restantes veem-se bandeiras coloridas. Nas casas de banho e bares, os azulejos das paredes estão decorados com o Castelo de Guimarães, escudos, capacetes, espadas e ainda um esboço da maqueta do estádio.[10] A inauguração do novo palco teve lugar a 25 de Julho de 2003, com a cerimónia inaugural, momento em que a Câmara Municipal de Guimarães fez a entrega da obra ao Vitória Sport Clube, ainda sob a presidência de Pimenta Machado, já com a nova designação “Estádio D. Afonso Henriques”. Os vimaranenses a encheram totalmente as bancadas do novo D. Afonso Henriques (cerca de 29 865) e assistiram a um espetáculo multimédia, seguido do jogo entre o Vitória SC e o 1. FC Kaiserslautern, que os vimaranenses venceram por expressivos 4-1. Marcaram Afonso Martins (que estreou o novo recinto), Nuno Assis, Rubens Júnior e Guga.[11]

O estádio completou 50 anos de existência em 2015. Santuário do Futebol, palco de emoções fortes o estádio que é casa do Vitória Sport Clube, reflete também a quase veneração que o Rei D. Afonso Henriques merece no clube que o adotou para ser o seu símbolo.

O recinto foi em 2019 escolhido para acolher dois jogos da primeira edição da recém-criada Liga das Nações da UEFA. A Câmara Municipal de Guimarães atribuiu ao Vitória um subsídio extraordinário de 88 500 euros para a realização de várias intervenções de melhoramento no Estádio D. Afonso Henriques, as obras visaram melhorar as fachadas do estádio, com a substituição de estruturas nas fachadas das bancadas Poente e Norte e a instalação de dois ecrãs gigantes com tamanho superior e dotados de tecnologia de ponta.[12][13]

Já em 2021 o Vitória SC anunciou em nota publicada no sítio oficial que "já se iniciou o processo com vista à substituição das cadeiras existentes por cadeiras rebatíveis" de forma faseada em todo o anfiteatro. O clube minhoto anunciou também que está em curso a "instalação da chamada caixa de segurança do setor visitante", correspondente à bancada norte inferior, com cerca de 1.500 lugares, o que vai libertar a bancada norte superior "em exclusivo para sócios e adeptos" vitorianos.[14]

Em 2023, o Vitória SC assinou um contrato com Sustainable Energy Systems (SES) para a criação de uma comunidade de produção de energia e sua exploração durante 15 anos, podendo o Vitória ficar com “a propriedade do projeto” após expirado esse prazo ou “antes”, se assim o entender. Com um investimento global de 800 mil euros sendo inteiramente suportado e desenvolvido pela SES, o projeto reúne 1.900 painéis solares instalados na cobertura do estádio e na academia do vitória, e conta com uma potência de 1 megawatt capaz de assegurar 45% das necessidades energéticas do estádio vitoriano e de proporcionar uma redução de até 30% na fatura energética de cerca de 350 famílias vimaranenses reduzindo a emissão em cerca de 654 toneladas de CO2, o equivalente a plantar 4.575 árvores.[15]

Eventos Musicais editar

O maior evento musical que este palco recebeu foi a 1º edição do North Music Festival nos dias 2 e 3 de junho de 2017.[16] Este Festival Urbano Português é composto maioritariamente por artistas portugueses entre eles Salvador Sobral que tinha vencido o Festival Eurovisão da Canção 2017. O evento contou com público total de cerca de 16 mil pessoas.[17]

Eventos Desportivos de Seleções editar

Jogos Internacionais da Seleção Nacional editar

# Data Resultado Oponente Competição Espectadores
1 16/02/1983 0–3   França Partida amistosa 9 000
2 26/03/1999 7–0   Azerbeijão Qualificações para o Campeonato Europeu de Futebol de 2000 14 650
3 06/09/2003 0–3   Espanha Partida amistosa 21 176
4 14/10/2009 4–0   Malta Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2010 - Europa 29 350
5 03/09/2010 4–4   Chipre Qualificações para o Campeonato Europeu de Futebol de 2012 9 100
6 06/02/2013 2–3   Equador Partida amistosa 20 286
7 20/11/2018 1–1   Polónia Liga das Nações da UEFA de 2018–19 29 917
8 21/03/2024 5–2   Suécia Partida amistosa 27 532

Jogos Internacionais da Seleção Nacional Feminina editar

# Data Resultado Oponente Competição Espectadores
1 07/04/2023 1–2   Japão Partida amistosa 9 758
2 11/04/2023 1–1   País de Gales Partida amistosa 11 055

Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 de 1991 editar

O primeiro torneio internacional que o D. Afonso Henriques acolheu, foi o Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 de 1991, no qual recebeu 3 jogos a contar para a Fase de grupos do Grupo C e um jogo da meia final.

Data Resultados Ronda Espectadores
16 Junho 1991   Egito 0–1   União Soviética Grupo C 5 680
20 Junho 1991   Austrália 1–0   Egito 8 800
20 Junho 1991   Trindade e Tobago 0–4   União Soviética 8 800
26 Junho 1991   Brasil 3–0   União Soviética Semifinal 22 000

Campeonato Europeu de Futebol de 2004 editar

O Estádio D. Afonso Henriques recebeu dois jogos da fase de grupos da UEFA Euro 2004. Entre eles o jogo de abertura e o último jogo do Grupo C, que viria a confirmar a eliminação da Itália na Fase de Grupos.

Data Resultados Ronda Espectadores
14 Junho 2004   Dinamarca 0–0   Itália Grupo C 29 595
22 Junho 2004   Itália 2–1   Bulgária 16 002

Campeonato Europeu de Futebol Sub-21 de 2006 editar

Foi também palco de dois jogos do Grupo A da fase final do Euro 2006 sub-21, que se realizara no Norte de Portugal.

Data Resultados Ronda Espectadores
25 Maio 2006   França 3–0   Alemanha Grupo A 8 023
28 Maio 2006   Alemanha 0–1   Portugal 28 174

Liga das Nações da UEFA de 2018–19 editar

Em 2018 acolheu o encontro entre Portugal x Polónia, referente ao último jogo do Grupo 3 da Liga A da primeira edição da Liga das Nações da UEFA de 2018–19. No ano seguinte serviu de palco para dois jogos da Fase Final da mesma competição.

Data Resultados Ronda Espectadores
6 Junho 2019   Países Baixos 3–1 (pro)   Inglaterra Semifinal 25 711
9 Junho 2019   Suíça 0–0 (pro) (5–6 p) Play Off 3º lugar 15 742

Assistências no D. Afonso Henriques editar

Ao longo dos anos o Vitória de Guimarães tem sido o quarto clube com mais espectadores nos jogos, atrás apenas dos três maiores clubes portugueses Benfica, Porto e Sporting. Manteve essa posição até à época 2009/2010 de forma contínua, sendo a única exceção as épocas de 2010/11 e de 2011/12 onde foi o 5º[18]. Desde a época 2012/13 em diante, volta a retomar o quarto lugar tendo até distanciando dos outros clubes de forma notável, demonstrando e confirmando que é o quarto clube com mais associados e melhor assistências em Portugal. Tem sempre boas assistências quer seja na Primeira Liga, na Taça da Liga, na Taça de Portugal, na Supertaça Cândido de Oliveira e até mesmo nas Competições da UEFA tais como a Liga Europa e a Liga Conferência.

Assistência Média Anual (Primeira Liga Portuguesa) editar

Dados de 1984/85 a 2003/04[19] Dados de 2004/05 a 2008/09[20] Dados desde 2009/10[21]

Época Assistências
1983/84 -
1984/85 14.133
1985/86 17.333
1986/87 20.667
1987/88 15.842
1988/89 17.000
1989/90 15.412
1990/91 10.105
1991/92 13.176
1992/93 9.118
Época Assistências
1993/94 8.735
1994/95 10.235
1995/96 7.412
1996/97 9.029
1997/98 9.353
1998/99 6.676
1999/00 8.635
2000/01 7.822
2001/02 8.155
2002/03 4.729
Época Assistências
2003/04 10.728
2004/05 15.199
2005/06 15.983
2006/07 20.602[22]
2007/08 19.578
2008/09 16.579
2009/10 15.884
2010/11 13.949
2011/12 12.078
2012/13 12.253
Época Assistências
2013/14 11.194
2014/15 15.906
2015/16 12.422
2016/17 18.756[23]
2017/18 16.015
2018/19 18.249[24][25]
2019/20 16.910[26]
2020/21 0[27]
2021/22 10.768[28][29]
2022/23 16.116
Época Assistências
2023/24 17.388
2024/25 -
2025/26 -
2026/27 -
2027/28 -
2028/29 -
2029/30 -
2030/31 -
2031/32 -
2032/33 -

  Atualizado em 13 de maio de 2024

Incidentes editar

O estádio assistiu ao colapso do jogador do SL Benfica, Miklós Fehér. Isto ocorreu durante um jogo do campeonato entre o Vitória de Guimarães e o Benfica, a 25 de Janeiro de 2004. No final da segunda parte, Fehér recebeu um cartão amarelo pouco depois de entrar como suplente. Ele então desmaiou e teve uma paragem cardíaca, morrendo mais tarde no hospital. Sempre que o Benfica joga em Guimarães, há uma cerimónia em memória do local onde Fehér desmaiou.

Referências

  1. «Património». vitoriasc.pt. Vitória Sport Clube. Consultado em 31 de agosto de 2017 
  2. Relatório Final - Avaliação do impacte económico do Euro 2004
  3. Barreto, Edir. «Estádio Dom Afonso Henriques - Knoow». Consultado em 5 de agosto de 2019 
  4. a b «Estádio do Vitória comemora este sábado 50 anos de existência». GMRTV 
  5. a b «Estádio D. Afonso Henriques faz hoje 50 anos. - Digital de Vizela». Consultado em 5 de agosto de 2019 
  6. «Vitória Sport Clube». www.facebook.com. Consultado em 4 de agosto de 2019 
  7. SC, Vitória. «Vitória Sport Clube - Site Oficial». Vitória Sport Clube - Site Oficial. Consultado em 4 de agosto de 2019 
  8. «Um estádio para conquistar». www.record.pt. Consultado em 4 de agosto de 2019 
  9. Guimarães, José Eduardo (25 de julho de 2023). «D. Afonso Henriques: o estádio que é convergência de vontades vitorianas». Guimarães, agora!. Consultado em 9 de janeiro de 2024 
  10. «Um estádio para conquistar». www.record.pt. Consultado em 5 de agosto de 2019 
  11. «História - Vitória Sport Clube». 6 de julho de 2021. Consultado em 9 de janeiro de 2024 
  12. «Câmara atribui 88.500 euros ao Vitória para obras no Estádio D. Afonso Henriques». www.guimaraesdigital.com. Consultado em 5 de agosto de 2019 
  13. «V. Guimarães: Estádio D. Afonso Henriques terá dois novos ecrãs gigantes». Maisfutebol. Consultado em 5 de agosto de 2019 
  14. «Vitória de Guimarães vai instalar novas cadeiras e caixa de segurança no estádio». www.record.pt. Consultado em 7 de janeiro de 2024 
  15. «Comunidade de energia do Estádio D. Afonso Henriques inaugurada no sábado». jornaldeguimaraes.pt. Consultado em 15 de fevereiro de 2024 
  16. «North Music Festival - O primeiro grande festival do ano é a Norte | e-cultura». www.e-cultura.pt. Consultado em 6 de fevereiro de 2024 
  17. «North Music Festival começa na sexta-feira com "excelentes expectativas"». Notícias ao Minuto. 23 de maio de 2018. Consultado em 6 de fevereiro de 2024 
  18. «Liga Portugal». www.ligaportugal.pt. Consultado em 31 de maio de 2023 
  19. «EFS Attendances». www.european-football-statistics.co.uk. Consultado em 31 de maio de 2023 
  20. «Vitória SC - Desenvolvimento da audiência». www.transfermarkt.pt. Consultado em 30 de maio de 2023 
  21. «Liga Portugal». www.ligaportugal.pt. Consultado em 30 de maio de 2023 
  22. Gonçalo, Nuno (13 de junho de 2007). «Assistências da Bwin Liga e Liga Vitalis 2006/2007». Desportugal. Consultado em 31 de maio de 2023 
  23. https://www.facebook.com/maisfutebol. «D. Afonso Henriques à conquista de recordes de público». Maisfutebol. Consultado em 30 de maio de 2023 
  24. https://www.facebook.com/diariodesportivo.ojogo/?fref=ts (23 de dezembro de 2018). «Recorde de assistência no V. Guimarães-Sporting». www.ojogo.pt. Consultado em 30 de maio de 2023 
  25. Guimarães, Mais (27 de dezembro de 2018). «ASSISTÊNCIAS NOS ESTÁDIOS: VITÓRIA TEM O DOBRO DOS ADEPTOS DO RIVAL BRAGA». Mais Guimarães. Consultado em 30 de maio de 2023 
  26. SAPO. «COVID-19: I Liga 2019/20 vai ser a mais longa e tardia de sempre». SAPO Desporto. Consultado em 31 de maio de 2023 
  27. SAPO. «Um ano de COVID-19 em Portugal, um ano de estádios sem adeptos: o impacto (desportivo e financeiro) para os 'três grandes'». SAPO Desporto. Consultado em 31 de maio de 2023 
  28. ECO (21 de agosto de 2021). «Nos jogos da Liga, ainda nenhum estádio chegou à lotação permitida». ECO. Consultado em 31 de maio de 2023 
  29. https://www.facebook.com/DiariodeNoticias.pt/?fref=ts (9 de julho de 2021). «Futebol profissional com 33% da lotação dos estádios no arranque da época». www.dn.pt. Consultado em 31 de maio de 2023 

Ligações externas editar