Abrir menu principal

Estádio Mané Garrincha (Rio de Janeiro)


Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo estádio de Brasília, veja Estádio Mané Garrincha.
Marechal Hermes
Estádio Mané Garrincha
Nomes
Nome Estádio Mané Garrincha
Antigos nomes Estádio Glorioso de Marechal Hermes
Características
Local Rio de Janeiro, RJ
Gramado Grama natural
Capacidade 12.000 lugares [1]
Construção
Data 1977 a 1978
Inauguração
Data 22 de outubro de 1978
Partida inaugural Botafogo 2-1 Portuguesa da Ilha
Primeiro gol (Botafogo)
Outras informações
Proprietário Botafogo de Futebol e Regatas
Mandante Botafogo

Estádio Mané Garrincha, também conhecido como Marechal Hermes, ou anteriormente, Estádio Glorioso de Marechal Hermes, foi um antigo estádio de futebol do Botafogo de Futebol e Regatas no bairro de Deodoro, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro.

Antes, porém, o campo pertencia ao Sport Club União (clube este fundado em 5 de Novembro de 1915, alvinegro também), atual União Futebol Clube. O campo foi inaugurado em 1922.

O maior artilheiro do Estádio é o ex-jogador Mendonça.

Índice

Divisões de baseEditar

Atualmente, em Marechal Hermes, ficam localizados os times de futebol das categorias de base do Botafogo de Futebol e Regatas. Integram o local, as equipes:

  • Junior
  • Juvenil
  • Infantil
  • Mirim
  • Pré-mirim

Além dessas divisões, no local são realizadas as "peneiras" com o objetivo de selecionar os novos jogadores do clube.

Em Marechal Hermes, existe também escolinhas de futebol que atendem à população local.

HistóriaEditar

Foi reinaugurado em 22 de outubro de 1978 numa partida entre Botafogo e Portuguesa da Ilha, vencida pelo alvinegro por 2 a 1. O Botafogo passou a realizar apenas alguns de seus jogos como mandantes em Marechal Hermes pois havia perdido a sede de General Severiano no bairro de Botafogo. A última partida do Botafogo lá foi realizada em 20/07/1986, vencendo o Goytacaz de Campos por 1 a 0.

As arquibancadas do estádio eram sobre armações tubulares.[1]

Na década de 1990, ao recuperar General Severiano e arrendar o Estádio Caio Martins, o time profissional do Botafogo deixou de utilizar o estádio de Marechal Hermes, que foi demolido e passou a ser a casa das divisões de base do clube. As equipes inferiores do Botafogo mandam algumas partidas no local.

Partida inauguralEditar

22 de outubro de 1978
Botafogo 2 – 1 Portuguesa-RJ Estádio Glorioso de Marechal Hermes, Rio de Janeiro
Público: 19.211 pagantes (renda: Cr$ 573.295,00)
Árbitro: Élson Pessoa
Auxiliares:

  46'
Mendonça   79'
Luisinho   84'
  • Botafogo: Zé Carlos, Perivaldo, Osmar, Renê e Ademir Vicente; Wecsley, Mendonça e Ademir Lobo; Gil (Cremílson), Luizinho Lemos (João Paulo) e Dé. Técnico: Danilo Alves.
  • Portuguesa: Chico, Sérgio Roberto, Márcio, Fernando e Dori; Édson, Carlinhos (Emílio) e Jair; Zair, Luisinho e Bruno. Técnico: José Storino.

Referências

  1. «Página editada em 21 de junho de 2009 e disponível em 5 de julho de 2014». Consultado em 5 de julho de 2014. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 
  Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.