Abrir menu principal

Estádio Municipal Irmão Gino Maria Rossi

Manduzão
Nomes
Nome Estádio Municipal Irmão Gino Maria Rossi
Apelido Manduzão
Características
Local Pouso Alegre, MG, Brasil
Gramado Grama natural (110 x 75 m)
Capacidade 26.000 pessoas[1]
Construção
Data 1996
Inauguração
Data 1997
Partida inaugural Pouso Alegre 1x3 Atlético-MG
Primeiro gol Alessandro (Pouso Alegre)
Recordes
Público recorde 19.000 pessoas
Data recorde 1998
Partida com mais público Cruzeiro 2x1 Botafogo
Outras informações
Remodelado 2013
Proprietário Prefeitura Municipal de Pouso Alegre
Administrador José Carlos do Nascimento (Espoleta)
Mandante [[]]
Pouso Alegre Futebol Clube
[[]]

O Estádio Municipal Irmão Gino Maria Rossi, conhecido popularmente como Manduzão, é um estádio de futebol localizado na cidade de Pouso Alegre, no estado de Minas Gerais. Atualmente, é utilizado pelo Pouso Alegre Futebol Clube, em disputas da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro.

Construção, Inauguração e ReformasEditar

As obras do Manduzão tiveram duração aproximada de um ano, durante o ano de 1996, simultaneamente à construção da Avenida Ayrton Senna, posteriormente rebatizada de Avenida Prefeito Jair Siqueira (Avenida Dique), que dá acesso ao estádio.

Sua inauguração ocorreu em 1997, com eventos festivos com a participação de atletas da cidade e a presença da campeã mundial de basquete Hortência, que deu uma volta olímpica na pista de atletismo do estádio como símbolo de sua abertura. A primeira partida oficial realizada no estádio foi entre o Pouso Alegre e o Atlético Mineiro, com resultado favorável ao time da capital. Entretanto, o primeiro gol do estádio foi marcado pelo jogador do Pouso Alegre, Alessandro.

Depois de sua inauguração, o estádio foi utilizado pelo Pouso Alegre e pelo Guarani, em torneios amadores, além de alguns amistosos, entre eles, o que ocorreu em 2002 entre Palmeiras e Caldense, em uma pré-temporada do time paulista, e de jogos da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro, sediados por times da região, como a Caldense.

Durante esse período, o estádio foi bastante utilizado também para a realização de shows e festivais, o que acabou prejudicando a qualidade de seu gramado e diminuindo seu uso para atividades esportivas.

O estádio já passou por diversas reformas e revitalizações, especialmente em 2003, quando constataram problemas estruturais, e em 2016, quando foi roubada a fiação de seus holofotes.

Pouso Alegre Futebol Clube e Campeonato MineiroEditar

Em 2017, o Pouso Alegre Futebol Clube retomou suas atividades, com a volta aos gramados em 2018, após 9 anos licenciado. O Manduzão recebe obras de recuperação das arquibancadas e gramado, além de revitalização da fachada e abertura de uma loja oficial do Pouso Alegre.

"Em 2005, quando voltei pra Pouso Alegre, o pessoal ficou cobrando que agora a cidade tinha estádio, mas não via o time jogando. Resolvemos conversar com a Diretoria da época, mas era muito difícil o diálogo. Tínhamos o interesse no retorno, em buscar parcerias e recursos. Mas a resposta que tivemos era que o clube não seria aberto pra ninguém, como se ele tivesse um dono, o que não é o caso. Assim, só nos restou a justiça como forma de resolver isso e abrir o clube para as pessoas participarem dele. Em 2016, a justiça destituiu os diretores e nomeou uma comissão para fazer a eleição, quando assumi a gestão. Quando assumimos, fomos verificar a situação e apareceram as diversas dívidas e pendências fiscais, inclusive com o antigo campo indo a leilão por um débito enorme de IPTU. Fomos negociando, arrumando, e quando a prefeitura decretou a utilidade pública do antigo campo, negociamos para quitar as dívidas, e ainda recebemos um terreno onde será nosso futuro CT. Em 2018, retornamos ao futebol profissional, mas ainda foi tudo muito corrido entre a regularização e a montagem do time. O estádio também estava abandonado por falta de recursos do poder público e mesmo por falta de destinação, mas estamos mantendo ele agora, revitalizando. Montamos um time razoável que quase se classificou para o acesso no ano passado, mas infelizmente não deu. Esse ano, com um planejamento maior e tempo para montagem da equipe, estamos bem competitivos, com o objetivo de ter uma das vagas pra segunda divisão e logo chegar à primeira. Esse ano também montamos as categorias de base, e estamos trabalhando pra ter cada vez mais sucesso! Mas o principal, a gente já tinha uma ideia de que o torcedor ia gostar de acompanhar, porque o pessoal de Pouso Alegre sempre gostou muito de futebol, mas o pessoal abraçou o time, com média de mais de 6 mil torcedores por jogo no ano passado e esperamos aumentar esse ano!" [2]

Em 2019, o Pouso Alegre novamente disputou a segunda divisão mineira, avançando às quartas de final com a melhor campanha da primeira fase do torneio e a liderança do seu grupo e foi campeão invicto, alcançando a primeira taça do time profissional. Após 22 anos, em 2020, o Pouso Alegre Futebol Clube volta a disputar o Campeonato Mineiro - Módulo 2.

Outros times que utilizam o estádioEditar

Além do Pouso Alegre Futebol Clube, o Manduzão também foi a casa do Guarani de Pouso Alegre, e do time de Futebol Americano Pouso Alegre Gladiadores.


  Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências