Abrir menu principal

Estádio Ronaldo Luis Nazário de Lima

Figueira de Mello
Estádio Ronaldo Nazário
Estádio Figueira de Melo.JPG
Vista do gramado
Nomes
Nome Estádio Ronaldo Luis Nazário de Lima
Apelido Figueirinha (antigo)
Antigos nomes Estádio Figueira de Mello
Características
Local Rua Figueira de Mello, 200 - São Cristóvão (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, Brasil
Gramado Grama natural (101 x 66 m)
Capacidade 800 espectadores[1]
Inauguração
Data 23 de abril de 1916
Partida inaugural São Cristóvão 1 x 1 Santos
Primeiro gol Heitor "Leão" Pinheiro (São Cristóvão)
Recordes
Público recorde 19.040 pessoas
Data recorde 14 de julho de 1926
Partida com mais público São Cristóvão 2 x 3 Vasco
Outras informações
Remodelado 1946
Proprietário São Cristóvão
Mandante São Cristóvão

O Estádio Ronaldo Luis Nazário de Lima, ou somente Ronaldo Nazário, é um estádio de futebol que pertence ao São Cristóvão de Futebol e Regatas, fica localizado no bairro de São Cristóvão, que deu nome ao clube, anteriormente era chamado de Estádio Figueira de Mello. Seu nome atual é em homenagem ao ex-jogador do São Cristóvão e da seleção brasileira, Ronaldo Luís Nazário de Lima, conhecido com Ronaldo "Fenômeno" e que saiu das categorias de base do clube.

HistóriaEditar

O antigo Campo da rua Figueira de Mello, edificado com arquibancadas de madeira em torno e que com o passar dos anos foi sendo edificado em cimento, foi inaugurado a 23 de abril de 1916, na partida jogada entre equipe da casa e o Santos-SP, tendo como público, seis mil pessoas.

A primeira vez que o Santos usou a sua camisa atual (neste dia usou shorts pretos e como o campo estava com lama trocou de camisa no decorrer do jogo) foi no amistoso de inauguração do Campo da Rua Figueira de Mello, contra o São Cristóvão, em 1916, e inspirado neste clube, que já usava o branco.

Durante muito tempo, a partir desta data, o Santos pintou o escudo do São Cristóvão nos muros da Vila Belmiro e associados destes dois clubes podiam usufruir das respectivas sedes, mutuamente.

Em 1943, por determinação legal, após incidentes de superlotação na partida envolvendo a partida entre o time da casa e o Flamengo, o São Cristóvão teve que demolir as arquibancadas com estrutura de madeira, reinaugurando as suas instalações na partida em que foi derrotado por 5 a 3 pelo Vasco da Gama, em 29 de junho de 1946.

No passado recente o estádio do clube alvo já teve capacidade para oito mil pessoas, recebendo com frequência públicos entre 10 mil e 20 mil na década de 1930, mas com a demolição de parte das arquibancadas, inclusive parte das antigas arquibancadas de cimento, atualmente tem uma capacidade muito menor.

Pertence ao São Cristóvão de Futebol e Regatas e é utilizado também pelas equipes do Botafogo Football, Fluminense Imperadores Football e Vasco Patriotas, todos times brasileiros de futebol americano.

Em 2013 o estádio foi renomeado para homenagear o ex-jogador Ronaldo Nazário.

Ligações externasEditar