Estádio Proletário Guilherme da Silveira

estádio de futebol no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
(Redirecionado de Estádio de Moça Bonita)

O Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho ou Estádio de Moça Bonita é um estádio de futebol localizado no bairro de Bangu, Rio de Janeiro, pertencente ao Bangu Atlético Clube.

Moça Bonita
Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho


Nome Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho
Características
Local Rua Sul América, 950, Bangu - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 9.024 espectadores[1]
Inauguração
Data 17 de novembro de 1947
Partida inaugural Bangu 4 x 2 Flamengo (12/12/1948)[2][3]
Primeiro gol Brasil Joel Resende (Bangu)
Recordes
Público recorde 32.000 pessoas
Data recorde 14 de março de 1970
Partida com mais público Bangu 1 x 1 Seleção Brasileira
Proprietário Bangu Atlético Clube
Administrador Bangu Atlético Clube

Foi inaugurado no dia 17 de novembro de 1947[4], para substituir o antigo Campo da Rua Ferrer, fechado em 1943.

História

editar

O Bangu deixou sua antiga casa da Rua Ferrer quando a fábrica que deu origem ao time vendeu o terreno. O espaço comprado para sediar o novo estádio ficava na antiga Fazenda da Viúva, local conhecido como Moça Bonita - apelido que acabou se estendendo para o estádio. Por quatro anos, o time peregrinou por estádios emprestados, já que o início das obras - e consequentemente sua conclusão - prevista para 1944, atrasou cerca de um ano. As obras foram bancadas pela Fábrica Bangu. O projeto era mais grandioso do que o que acabou sendo realizado: capacidade era estimada em 60 mil pessoas.[5] O projeto do estádio Proletário foi de autoria de João Correia Lima ao passo que o engenheiro responsável pelas obras foi Antônio Gomes da Fonseca Ferreira [3].

A primeira partida no Estádio Moça Bonita só ocorreu em 12 de dezembro de 1948, na partida vencida pelo Bangu sobre o Flamengo por 4 a 2 [3][2]. O primeiro gol no estádio foi de Joel Resende, do Bangu.[6]

O Estádio de Moça Bonita teve capacidade de 15.000 pessoas, já tendo recebido públicos maiores, como na partida Bangu 0 a 0 Fluminense, quando 16.136 pessoas pagaram pelos ingressos, em partida válida pelo Campeonato Carioca de 1977.[7][carece de fonte melhor] Após reformas, a capacidade de público oficial em 2017 é de 9.024 pessoas. Por questões de segurança dos torcedores o número de ingressos é reduzido para no máximo 8.000 pessoas.[8] Em 4 de fevereiro de 2017, o Nova Iguaçu F.C recebeu o Flamengo para partida válida pela terceira rodada do Campeonato Carioca, e a partida contou com um público pagante de 6.134 torcedores, 6.984 presentes e renda de R$ 212.375,00. O Flamengo venceu a partida pelo placar de 4 a 0.[9]

O recorde de público (não confirmado) seria de 32.000 espectadores, na partida entre Bangu e a Seleção Brasileira, no dia 14 de março de 1970[10], que terminou empatada em 1 a 1.[11]

O estádio passou por reformas para o Campeonato Carioca de 2012 com instalação de cadeiras oriundas do Maracanã e reformas nos vestiários, banheiros, cabines de imprensa, sistema de iluminação e gramado.

De 2017 a 2022, o estádio ficou sem receber partidas oficiais à noite.[12]

Em 2018, o vereador Zico (PTB) apresentou o Projeto de Lei n° 1005/2018 propondo tombar a sede do Complexo Esportivo Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho.[10]

Em 2022, parte das estruturas das fachadas e da cobertura do Estádio Aquático Olímpico, palco das provas de natação dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 foram doadas ao Estádio.[13] As reformas começaram em maio de 2023, prevendo a demolição da estrutura antiga para reconstruir seguindo exigências modernas de um estádio.[14]

Referências

  1. http://cdn.cbf.com.br/content/201410/20141024155740_0.pdf
  2. a b «Flamengo vs Bangu». Consultado em 18 de novembro de 2023 
  3. a b c Sérgio Mello (16 de abril de 2016). «Construção do Estádio Proletário Guilherme da Silveira, 'Moça Bonita', do Bangu A.C. (RJ), de 1947». Consultado em 18 de novembro de 2023 
  4. «Um guia com todos os estádios da cidade do Rio de Janeiro». Verminosos por Futebol. 20 de setembro de 2018. Consultado em 5 de março de 2022 
  5. «Os 70 anos de Moça Bonita, a relíquia do Bangu encravada no coração do futebol carioca - Trivela». Trivela. 19 de novembro de 2017 
  6. «A inauguração de Moça Bonita». bangu.net. Consultado em 1 de junho de 2022 
  7. «Estatísticas Fluminense - Principal». fluzao.xyz. a. Consultado em 1 de junho de 2022 
  8. «Estádio do Bangu, Moça Bonita passa por reforma e está pronto para jogos do cari». www.msn.com. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  9. «Nova Iguaçu x Flamengo - Campeonato Carioca 2017-2017». globoesporte.com. Consultado em 1 de junho de 2022 
  10. a b Rio, Redação Diário do (11 de março de 2019). «Vereador quer tombar sede do Bangu, o Moça Bonita». Diário do Rio de Janeiro. Consultado em 23 de novembro de 2022 
  11. «Súmula do jogo Bangu 1 x 1 Brasil». bangu.net. Consultado em 1 de junho de 2022 [ligação inativa] 
  12. Fern, Raphael; es (20 de outubro de 2022). «Moça Bonita, estádio do Bangu, deve voltar a receber jogos noturnos em 2023». Diário do Rio de Janeiro. Consultado em 23 de novembro de 2022 
  13. Marino, Gabriela (1 de setembro de 2022). «Prefeitura doa parte da estrutura do Estádio Aquático Olímpico dos Jogos Rio 2016 ao Bangu Atlético Clube». Super Rádio Tupi. Consultado em 23 de novembro de 2022 
  14. Estádio Moça Bonita começa a receber obras de modernização

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.