Abrir menu principal
Estádio do Bessa Século XXI
Estadio do bessa.jpg

Nomes
Nome Estádio do Bessa Século XXI
Apelido Bessa
Características
Local Boavista, Porto
Gramado Relva natural (105 x 68 m)
Capacidade 28 263 espectadores[1]
Construção
Data 1998
Custo 31.000.000 €
Inauguração
Data 30 de dezembro de 2003
Partida inaugural Boavista FC x Málaga CF
Recordes
Público recorde 22 834 pessoas
Partida com mais público Boavista vs Benfica
Proprietário Boavista FC
Administrador Boavista FC
Arquiteto Grupo3 Arquitectura
Mandante Boavista FC

O Estádio do Bessa Século XXI é um estádio de futebol situado na cidade do Porto, em Portugal, e é o atual estádio oficial do Boavista Futebol Clube. Tem capacidade para 28 263 espectadores, sendo o décimo maior estádio de Portugal.

Construído para substituir a antiga casa do Boavista, o original Estádio do Bessa, foi inaugurado em 2003 num amigável contra o Málaga CF. Foi um dos dez estádios que recebeu o Campeonato Europeu de Futebol de 2004.

Índice

DescriçãoEditar

O Estádio do Bessa Séc. XXI faz parte de um Complexo Desportivo localizado na parte ocidental da Cidade do Porto, integrado na zona habitacional do Bessa.

É conhecido pela sua aparência e constituição semelhantes aos tradicionais estádios ingleses, onde a proximidade do público com o relvado é priorizado, tendo as bancadas (nomeadamente o seu nível superior) com uma inclinação próxima dos 45º. Esta configuração é também consequência do espaço limitado em que o Estádio está inserido. No Brasil, o Estádio Independência também tem uma construção semelhante.

É constituído por quatro bancadas (duas laterais com dois pisos e duas centrais com três pisos) limitadas por quatro torreões onde se localizam os acessos verticais para os níveis superiores. A comunicação horizontal entre as bancadas realiza-se através de uma galeria com 12 metros de largura, com acessos a partir das pracetas Poente e Nascente. Todos os lugares do estádio são sentados e cobertos, sendo a capacidade total de 28.263 lugares.

Na Bancada Poente estão concentrados todos os serviços do Boavista Futebol Clube e da SAD, balneários, zonas VIP, camarotes, restaurantes, instalações para a comunicação social, salas para eventos e um auditório.[1]

 
Panorâmica do Estádio do Bessa

CaracterísticasEditar

Os materiais de revestimento exterior do estádio são predominantemente betão, tijolo maciço, alumínio e aço, indo ao encontro da zona que envolve o estádio.

É também de realçar os dois painéis digitais de grande dimensão e excelente resolução, colocados nas bancadas poente e nascente. O sistema de vigilância corresponde às expectativas em termos de modernidade e eficácia. As cerca de 30 câmaras, com visão de 360 graus, possibilitam o controlo de qualquer incidente e a detecção de qualquer foco perturbador no bom funcionamento do estádio.

ConstruçãoEditar

A construção do Estádio do Bessa Séc. XXI iniciou-se em 30 de junho de 1998 e ficou concluída em 30 de dezembro de 2003, ainda antes da organização do Campeonato Europeu de Futebol de 2004 ser entregue a Portugal.

As obras começaram com a demolição da bancada nascente do antigo Estádio do Bessa, libertando espaço para a construção da chamada Nova Bancada e do novo parque de estacionamento nascente, ambos concluídos a 4 de agosto de 1999.

A construção da bancada poente procedeu-se da mesma forma e iniciou-se em janeiro de 2000, tendo sido concluída em Agosto de 2001. Entre maio e julho de 2002 procedeu-se ao rebaixamento do nível do antigo relvado em cerca de um metro e à construção de outro totalmente novo, incluindo um novo sistema de drenagem e de rega, devidamente alinhado relativamente às novas bancadas.

A bancada norte começou a ser construída em outubro de 2002 e foi concluída em julho de 2003 enquanto a construção da bancada sul foi iniciada em janeiro de 2003 e foi concluída em dezembro de 2003, no mesmo mês da inauguração.

Durante todo o processo de construção, foram demolidas as antigas bancadas e construíram-se as novas bancadas no mesmo local, mantendo sempre o estádio em funcionamento, com a realização de jogos nacionais e internacionais, nomeadamente da Liga dos Campeões da UEFA.

A construção ficou totalmente concluída em 30 de Dezembro de 2003.[2][3]

InauguraçãoEditar

  • Inauguração Oficial: 30 de dezembro de 2003
  • Jogo Inauguração: Boavista 0–0 Málaga

Acessos e TransportesEditar

O Estádio do Bessa está localizado junto à Avenida da Boavista, garantindo acesso à A1, à Via de Cintura Interna e a outros nós rodoviários principais.

Em termos de transporte público, o estádio é servido pelo Metro do Porto, nomeadamente pelas estações de Francos e da Casa da Música, conectando o estádio à Estação Ferroviária de Porto-Campanhã e ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro. É também servido por vários linhas urbanas da SCTP.

HistóriaEditar

Após a inauguração das suas novas instalações, o Boavista Futebol Clube entregou o estádio ao Comité de Organização do Euro 2004.

Apesar da sua localização privilegiada, recebeu apenas três jogos do torneio internacional. Curiosamente, todos os jogos realizados no Bessa durante a competição resultaram em empate.

Época Prova Fase Casa Res. Fora
2004 Campeonato
Europeu
de Futebol
Fase de Grupos Grécia   1–1   Espanha
Letónia   0–0   Alemanha
Dinamarca   2–2   Suécia

Após a conclusão do torneio, o estádio voltou a ser entregue ao clube mandante, tornando-se um dos estádios mais modernos da Primeira Liga. Porém, os primeiros anos de existência do novo estádio coincidiram com a diminuição do poder do Boavista FC. Apesar disto, o clube permaneceu no principal escalão.

Porém, no final da época 2006–07, o clube boavisteiro foi rebaixado à Segunda Liga por decisões administrativas. Na época seguinte, nomeadamente por perda de receitas financeiras, o clube voltou a descer, passando para o terceiro escalão nacional.[4]

Estas descidas consecutivas de divisão diminuíram consideravelmente as médias de assistência do estádio mas, em 2014, o clube voltou a ser reintegrado no principal escalão. Porém, esta subida repentina deu-se sem ter em consideração o nível do plantel e do orçamento do clube.[5] Apesar de todas as restrições, o clube conseguiu permanecer na Primeira Liga.

Este retorno ao principal palco do futebol português aumentou as médias de assistência do estádio, consequentemente permitindo ao clube aumentar o seu orçamento a cada época que passa. Atualmente, o estádio recebe o sétimo maior acumulado de assistência do país.[6]

Ficha técnicaEditar

  • Capacidade Total: 28263 lugares
    • Bancada Nascente - 7530
      • Nascente Nível 1 - 3760 Lugares
      • Nascente Nível 2 - 770 Lugares
      • Nascente Nível 3 - 3000 Lugares
    • Bancada Norte - 7200
      • Norte Nível 1 - 4200 Lugares
      • Norte Nível 2 - 3000 Lugares
    • Bancada Sul - 7000
      • Sul Nível 1 - 4000 Lugares
      • Sul Nível 2 - 3000 Lugares
    • Bancada Poente - 6533
      • Poente Nível 1 - 3900 Lugares
      • Poente Nível 2 - 460 Lugares
      • Poente Nível 3 - 1500 Lugares
      • Comunicação Social - 673 lugares

Referências