Estêvão Branković

Estêvão III (Stefan Branković em servo-croata) foi um déspota da Sérvia entre 1458 e 1459. Era filho de Jorge I, irmão mais novo de Lázaro II e foi regente em nome de sua sobrinha Helena Maria. Permaneceu fora da linha de sucessão até a morte de todos os seus parentes, a quem sucedeu por breve período.

Estêvão Branković
Nascimento 1417
Belgrado (Despotado Sérvio)
Morte 9 de outubro de 1476 (58–59 anos)
Údine
Sepultamento Krušedol monastery
Cidadania Despotado Sérvio, Império Otomano
Etnia Sérvios
Progenitores
Cônjuge Saint Angelina of Serbia
Filho(s) Jovan Branković, Jorge II Branković, Maria Branković
Irmão(s) Katarina Branković, Mara Branković, Lázaro Branković, Grgur Branković
Ocupação presbítero ortodoxo, soberano,
Religião Igreja Ortodoxa Sérvia

Com a morte de Helena, foi coroado déspota. No entanto, em 8 de abril de 1458, os reis Matias I da Hungria e Estêvão Tomás da Bósnia invadiram a Sérvia e o destronaram, impondo no trono o usurpador bósnio Estêvão IV, filho deste último e marido de Helena Maria.

Quando a Sérvia foi conquistada pelos otomanos, no ano seguinte, o filho de Estêvão, João da Sérvia, conduziu os refugiados sérvios para o sul do país. Lá foi reconhecido como Príncipe dos Sérvios.

Estêvão III foi canonizado e é venerado como santo pela Igreja Ortodoxa Sérvia.

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.