Abrir menu principal

Estação Ferroviária de Ceira

Ceira
Encerramento 4 de Janeiro de 2010
Linha(s) Ramal da Lousã
(PK 7,956)
Coordenadas 40° 09′ 53,69″ N, 8° 23′ 17,33″ O
Concelho Coimbra

A Estação Ferroviária de Ceira é uma interface encerrada do Ramal da Lousã, que servia a vila de Ceira, no Concelho de Coimbra, em Portugal.

Índice

HistóriaEditar

 
Horário do Ramal da Lousã em 1913, incluindo a estação de Ceira.

Planeamento e inauguraçãoEditar

Durante o planeamento de uma linha entre Coimbra e a Covilhã, na Década de 1860, o engenheiro Pedro Inácio Lopes projectou que a via férrea deveria passar perto da foz do Rio Ceira, no percurso entre a Portela do Mondego e Miranda do Corvo.[1]

Esta estação encontrava-se no troço entre Coimbra e Lousã do Ramal da Lousã, que abriu à exploração no dia 16 de Dezembro de 1906, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[2]

Século XXIEditar

Em Fevereiro de 2009, a circulação no Ramal da Lousã foi temporariamente desactivada para a realização de obras, tendo os serviços sido substituídos por autocarros.[3]

Em 4 de Janeiro de 2010, o troço de Coimbra - Parque a Miranda do Corvo foi encerrado, para a reconversão do sistema ferroviário num metro de superfície; durante o processo, foi instituído um serviço rodoviário de substituição.[4][5]

Suburbanos - Coimbra
(Serviços ferroviários suburbanos de passageiros,
na região de Coimbra)

Serviços:   em funcionamento
  extinto em 2009 •   extinto em 2004


 
   
 
(ʟ) Lobazes 
   
 Moinhos (ʟ)
(ʟ) Miranda do Corvo 
   
 Trémoa (ʟ)
(ʟ) Padrão 
   
 Vale de Açor (ʟ)
(ʟ) Meiral 
   
 Ceira (ʟ)
(ʟ) Lousã-A 
   
 Conraria (ʟ)
(ʟ) Lousã 
   
 Carvalhosas (ʟ)
(ʟ) Prilhão-Casais 
   
 S. José (Calhabé) (ʟ)
(ʟ) Serpins 
 
 
 Coimbra-Parque (ʟ)
(ʟ) Coimbra 
 
 
 
 
 
 
       
 
 
 
 
 
   
 
 
 
(ʟ)(n) Coimbra-B 
         
 
(n) Souselas 
       
 
 
 
(f)(n) Pampilhosa 
   
 Bencanta (n)
(f) Mala 
   
 Espadaneira (n)
(f) Silvã-Feiteira 
   
 Casais (n)
(f) Enxofães 
   
 Taveiro (n)
(f) Murtede 
   
 V. Pouca Campo (n)
(f) Cordinhã 
   
 Amial (n)
(f) Cantanhede 
   
 Pereira (n)
(f) Limede-Cadima 
   
 Formoselha
(f) Casal 
   
 Alfarelos (a)(n)
(f) Arazede 
   
 Montemor (a)
(f) Bebedouro 
   
 Marujal (a)
(f) Liceia 
   
 Verride (a)
(f) Santana-Ferreira 
   
 Reveles (a)
(f) Costeira 
   
 Bif. de Lares (a)(o)
(f) Alhadas 
   
 Lares (o)
(f) Carvalhal 
   
 Fontela (o)
(f) Maiorca 
   
 Fontela-A (o)
 
   
 Figueira da Foz (f)(o)

Linhas: a R. Alfarelosf R. Figueira da Foz
ʟ R. Lousãn L. Norteo L. Oeste
Fonte: Diagrama oficial (2001)

Ver tambémEditar

Referências

  1. ABRAGÃO, Frederico de Quadros (16 de Outubro de 1956). «No Centenário dos dos Caminhos de Ferro em Portugal: Algumas notas sobre a sua história» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1652). p. 472-509. Consultado em 23 de Maio de 2017 
  2. TORRES, Carlos Manitto (16 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1682). p. 61-65. Consultado em 30 de Setembro de 2013 
  3. «Obras condicionam circulação de comboios na Linha da Lousã este fim-de-semana». Público. 6 de Fevereiro de 2009. Consultado em 30 de Setembro de 2013 
  4. «Ramal da Lousã - Interrupção da circulação». Comboios de Portugal. Consultado em 30 de Setembro de 2013 [ligação inativa] 
  5. «Utentes do ramal da Lousã queixam-se de atrasos nos transportes alternativos». Público. 4 de Janeiro de 2010. Consultado em 30 de Setembro de 2013 

Ligações externasEditar