Abrir menu principal

Estação Ferroviária do Barreiro

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a estação ferroviária ao serviço no Barreiro. Para outros resultados para gares ferroviárias do Barreiro, veja Estação do Barreiro (desambiguação).
Barreiro Logos IP.png
Estação do Barreiro, em 2008.
Inauguração 14 de Dezembro de 2008
Linha(s) Linha do Alentejo (PK 0,000)
Coordenadas 38° 39′ 08,76″ N, 9° 04′ 48,16″ O
Concelho Barreiro
Serviços Ferroviários Urbano (Linha do Sado)
Serviços Ligação a autocarros Ligação a barcos Serviço de táxis Acesso para pessoas de mobilidade reduzida Telefones públicos Parque de estacionamento Bilheteira Caixas Multibanco

A Estação Ferroviária do Barreiro é uma infra-estrutura da Linha do Alentejo, que serve de interface entre os serviços ferroviários da Margem Sul do Tejo com os transportes fluviais da Soflusa para Lisboa, em Portugal.

Índice

Nova estação do Barreiro em 2008, durante as obras de construção.

DescriçãoEditar

ServiçosEditar

Esta estação é utilizada por serviços urbanos da Linha do Sado, assegurados pela operadora Comboios de Portugal.[1]

Vias e plataformasEditar

Em Janeiro de 2011, apresentava 3 vias de circulação, com 208, 170 e 145 m de comprimento; as plataformas tinham todas 102 m de extensão, e 90 cm de altura.[2]

Localização e acessosEditar

Esta interface situa-se na cidade do Barreiro, junto à Avenida de Sapadores.[3]

 ServiçosEditar

Transporte RodoviárioEditar

Transportes Sul do TejoEditar

TST 305 - BARREIRO (Est) - Bº MARINHEIROS / Bº ALENTEJANO

TST 317 - BARREIRO (Est) - VALE DA AMOREIRA

TST 318 - BARREIRO (Est) - SARILHOS PEQUENOS

TST 326 - BARREIRO (Est) - PALMELA

TST 410 - BARREIRO (Est) - ALCOCHETE (Freeport)/MONTIJO (Est)

Transportes Colectivos do BarreiroEditar

TCB 1 e 2 - TERMINAL (Via Alhos Vedros/Via Estrada da Amizade) (Circulação)

TCB 3 - TERMINAL - CIDADE SOL

TCB 4 - TERMINAL - CIDADE SOL "

TCB 7 - TERMINAL - BARRA-A-BARRA/PCTª BARRA-A-BARRA

TCB 8 - TERMINAL - QTª DA VÁRZEA "

TCB 14 e 15 - TERMINAL (Via Fidalguinhos) (Circulação)

TCB 16 - TERMINAL - COINA (EST.) (Via Penalva)

TCB 17 - ESCOLA ALFREDO SILVA - CABEÇO VERDE (Bº Liberdade) (via Verderena)+

TCB 37 - TERMINAL - STº ANTÓNIO ª

TCB 71 - TERMINAL (Circulação)/ TERMINAL - FONTAINHAS º

TCB 149 e 150 - TERMINAL (Circulação) '

TCB 701 e 702 - TERMINAL (Circulação) (via Alhos Vedros) ´

" - carreiras horas de ponta

+ - com algumas horas com terminal no Terminal Rodoviário

ª - última carreira

º - carreira noturna

' - carreiras fim de semana

´ - carreira de domingo, no sábado são servidas as carreiras 1 e 2

Transporte FerroviárioEditar

Urbanos de LisboaEditar

    CP Urbanos de Lisboa
 
Praias do Sado-A ↔ Barreiro

Padrão de serviços de comboioEditar

Estação anterior   Comboios de Portugal Estação seguinte
Barreiro-A
Direção Praias do Sado-A
  CP Lisboa
Linha do Sado
  Terminal

Transporte FluvialEditar

    Soflusa
Barreiro ↔ Terreiro do Paço

HistóriaEditar

O troço entre o Barreiro e Bombel do Caminho de Ferro do Sul (posteriormente denominado de Linha do Sul e depois integrado na Linha do Alentejo) entrou ao serviço a 15 de Junho de 1857[4], enquanto que a segunda estação, construída junto ao embarcadouro para os transportes fluviais, esteve ao serviço entre 4 de Outubro de 1884[5] e 14 de Dezembro de 2008, quando foi inaugurada a estação nova, no âmbito do projecto de modernização da Linha do Sado.[6][7] Este projecto, executado pela Rede Ferroviária Nacional, também incluiu a reconstrução das estações do Barreiro-A e Lavradio.[8] A nova estação ficou situada a nascente da antiga, de forma a ficar mais perto do terminal fluvial.[9] Com a entrada em serviço da nova estação, o antigo terminal ferroviário foi encerrado e entrou em abandono, situação que foi criticada pela autarquia do Barreiro, que pretendia preservar aquela estrutura.[9]

Ver tambémEditar

CP-USGL + Soflusa + Fertagus

(Serviços ferroviários suburbanos de passageiros na Grande Lisboa)
Serviços:   Sado (CP+Soflusa)  Sintra (CP)
  Fertagus  Azambuja (CP)  Cascais (CP)


(n) Azambuja 
   
 
   
 Praias do Sado-A (u)
(n) Esp. Azambuja 
   
 
   
 Pç. do Quebedo (u)
(n) V. N. Rainha 
   
 
   
 Setúbal (u)
(n) Carregado 
   
 
   
 Palmela (u)
(n) Cast. Ribatejo 
       
 Venda do Alcaide (u)
(n) Vila Franca de Xira 
       
 Pinhal Novo (u)(a)
(n) Alhandra 
       
 Penteado (a)
(n) Alverca 
         
 Moita (a)
(n) Póvoa 
         
 Alhos Vedros (a)
(n) Santa Iria 
         
 Baixa da Banheira (a)
(n) Bobadela 
         
 Lavradio (a)
(n) Sacavém 
         
 Barreiro-A (a)
(n) Moscavide 
         
 Barreiro (a)
(n) Oriente 
       
 (Soflusa)
(n)(z) Braço de Prata 
       
 Terreiro do Paço (a)
(n) Santa Apolónia 
       
 Penalva (u)
(z) Marvila 
       
 Coina (u)
 
       
 Fogueteiro (u)
(z) Roma - Areeiro 
       
 Foros de Amora (u)
(z) Entrecampos 
       
 Corroios (u)
(z)(7) Sete Rios 
       
 Pragal (u)
 
 
 
 
 
 Campolide (z)(s)(u)*
(s) Benfica 
         
 Rossio (s)
(s) Sta. Cruz / Damaia 
         
 Cais do Sodré (c)
(s) Reboleira 
         
 Santos (c)
**(z) Alcântara - Terra 
 
 
 
 
 Alcântara - Mar (c)**
(s) Amadora 
           
 Belém (c)
(s) Queluz - Belas 
           
 Algés (c)
(s) Monte Abraão 
           
 Cruz Quebrada (c)
(s) Massamá-Barcarena 
           
 Caxias (c)
(s)(o) Agualva-Cacém 
           
 Paço de Arcos (c)
(o) Mira Sintra-Meleças 
 
     
 Santo Amaro (c)
(s) Rio de Mouro 
       
 Oeiras (c)
(s) Mercês 
       
 Carcavelos (c)
(s) Algueirão - Mem Martins 
       
 Parede (c)
(s) Portela de Sintra 
       
 S. Pedro Estoril (c)
(s) Sintra 
       
 S. João Estoril (c)
 
       
 Estoril (c)
(c) Cascais 
       
 Monte Estoril (c)

Linhas: a L.ª Alentejoc L.ª Cascaisz L.ª Cintura
n L.ª Norteo L.ª Oestes L.ª Sintrau L.ª Sul7 C.ª 7 R.
(*) vd. Campolide-A (**) vd. Pass. Sup. Alcântara

Fonte: Página oficial, 2013.02
(nomes das estações de acordo com a fonte)
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre a Estação do Barreiro

Referências

  1. «Comboios Urbanos > Lisboa - Praias do Sado A / Barreiro» (PDF). Comboios de Portugal. 11 de Setembro de 2016. Consultado em 20 de Agosto de 2017. 
  2. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  3. «Barreiro». Comboios de Portugal. Consultado em 13 de Novembro de 2014. 
  4. SANTOS, 1995:108
  5. «Estação do Caminho de Ferro Sul e Sueste». Câmara Municipal do Barreiro. Consultado em 3 de Outubro de 2010. 
  6. COSTA, Júlio (3 de Abril de 2008). «REFER iniciou obras na Linha do Sado». Setúbal na Rede. Consultado em 3 de Outubro de 2010. [ligação inativa] 
  7. FERREIRA, Leandro (12 de Dezembro de 2008). «Tracção eléctrica chega ao Sado a 14 de Dezembro». Transportes-XXI. Consultado em 3 de Outubro de 2010. 
  8. LOPES, José Silveira (18 de Outubro de 2009). «Crimes ambientais ? Não, obrigado!». Jornal do Barreiro. Arquivado do original em 22 de Janeiro de 2012 
  9. a b «Autarquia quer 'preservar e dar vida' a antiga estação de ferro fluvial desactivada». Jornal Sol. 10 de Abril de 2010. Arquivado do original em 12 de Abril de 2010 

BibliografiaEditar

  • SANTOS, Luís Filipe Rosa (1995). Os Acessos a Faro e aos Concelhos Limítrofes na Segunda Metade do Séc. XIX. Faro: Câmara Municipal de Faro. 213 páginas 

Ligações externasEditar