Abrir menu principal

Estação Maracanã

página de desambiguação
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Maracanã é uma estação integrada de metropolitanos da Zona Norte do Rio de Janeiro, operada pelo MetrôRio e pela SuperVia.[1]


Maracanã
Entrada da estação intermodal Maracanã, 2014
Informações
Maracanã está localizado em: Baixada Fluminense e parte da cidade do Rio de Janeiro
Maracanã
Localização da Estação Maracanã
Endereço Av. Presidente Castelo Branco, S/N - Maracanã, Rio de Janeiro/RJ
Coordenadas 22° 54' 33.38" S 43° 14' 1.74" O
Administração Logo da SuperVia.svg SuperVia
Uso Atual Estação de metropolitanos
Sigla MNA
Linhas Linha Deodoro
Linha Santa Cruz
Linha Japeri
Linha Belford Roxo
Linha Saracuruna
Integração Logo MetroRio.svg Linha 2
Estrutura Superfície
Níveis 1
Plataformas 3
Serviços Terminal rodoviário Banheiro Escada rolante Acesso à deficiente físico Elevador Restaurante Caixa Eletrônico
Outras Informações
Inauguração 1885 (134 anos)
Fechamento 17 de agosto de 2013 (6 anos)
Inauguração da atual edificação 02 de julho de 2014 (5 anos)
Nome antigo Derby Clube
Próxima Estação
Sentido Centro
Sv-vorangelinecontshortdis.svg Sv-vorangelinecontshort.svg Sv-vpurplelinecontshort.svg Sv-vbluelinecontshort.svg Sv-vgreenlinecontshort.svg Sv-vredlinecontshort.svg
Sv-vorangeinterincldis.svg Sv-vorangeinterleftydis.svg Sv-vpurpleintermiddle.svg Sv-vblueintermiddle.svg Sv-vgreenintermiddle.svg Sv-vredinterright.svg São Cristóvão
Sv-vorangeinterleft.svg Sv-vpurpleintermiddle.svg Sv-vblueintermiddle.svg Sv-vgreenintermiddle.svg Sv-vredinterright.svg Maracanã
Sv-vorangeline.svg Sv-vpurpleline.svg Sv-vblueline.svg Sv-vgreenline.svg Sv-vredstation.svg Mangueira/Jamelão
Sv-vorangelineshort.svg Sv-vpurplelineshort.svg Sv-vbluelineshort.svg Sv-vgreenlineshort.svg Sv-vredlinecontshort.svg
Sv-vorangeinterleft.svg Sv-vpurpleinterright.svg Sv-vblueline.svg Sv-vgreenline.svg Sv-vredline.svg Triagem
Sv-vorangelinecontshort.svg Sv-vpurplelinecontshort.svg Sv-vblueline.svg Sv-vgreeninterleft.svg Sv-vredinterright.svg São Francisco Xavier
Sv-vblueinterleft.svg Sv-vgreeninterright.svg Sv-vredlinecontshort.svg Silva Freire
Sv-vbluelinecontshort.svg Sv-vgreenlinecontshort.svg
Sentido Baixada/Zona Oeste

Índice

HistóriaEditar

Estação de tremEditar

Após a abertura do Clube de Corridas (1847) e do ressurgimento do Jockey Club (1868), o Rio de Janeiro vivia grande entusiasmo pelo turfe e demais esportes equestres. Por conta de desentendimentos com os diretores do Jockey, o engenheiro Paulo de Frontin fundou em 6 de março de 1885 o Derby Club. Para implantar o hipódromo da nova entidade, Frontin adquiriu terras da Baronesa do Itamaraty, localizadas às margens do quilômetro 4 da linha do centro (futura linha Deodoro) da Estrada de Ferro de D. Pedro II. O hipódromo foi inaugurado em 2 de agosto de 1885, sendo que seu projeto contemplou um apeadeiro chamado Derby Club especialmente construído para atendê-lo.[2]

Com o tempo, a popularidade do hipódromo do Derby cresceu ao ponto de se tornar o principal da cidade. Isso mudou após a construção do Hipódromo da Gávea em 1926. Com o tempo, o hipódromo do Derby foi perdendo público até a sua desativação na década de 1930. Apesar da grande frequência de visitantes, a estação do Derby ainda era tratada pela Central do Brasil (sucessora da E.F. Dom Pedro II) como parada ocasional de trens, causando reclamações da sociedade (que via os trens muitas vezes passarem sem parar na estação, mesmo em dias de movimentados eventos equestres).[3][4]

Com a desativação do hipódromo do Derby Club, a estação havia sido desativada por volta de 1935 (embora ali existisse desde 1924 uma oficina de trens da Central).[5]

A estação de Derby Club só foi reformada e reaberta pela Central do Brasil para operação regular em 1950, pouco tempo após a inauguração do Estádio do Maracanã. Para atender ao público, foi construída uma passarela ligando a estação ao estádio.[6]

Em 17 de Agosto de 2013, a estação foi fechada para reformas. Reaberta em 15 de junho de 2014, a estação atende as linhas de Deodoro, Santa Cruz, Japeri, Belford Roxo e Saracuruna, além de também realizar a integração com os trens da Linha 2 da MetrôRio.[7]

PlataformasEditar

Diagrama da estação Maracanã
Sentido Zona Norte/Oeste/Baixada

a
1

b

c
2

d

e
3

f
Sentido Centro

Legenda

                     Linha férrea

  Plataforma


GaleriaEditar

Estação do metrôEditar

Maracanã
Acesso principal da estação repleta de torcedores.
Uso atual   Estação de Metrô
Administração   Metrô Rio
Linha   Linha 2
Sigla MRC
Posição Superfície
Plataformas 2 (Laterais)
Movimento em 2017 3,198 milhões de passageiros[8]
Serviços          
Conexões   Maracanã
Informações históricas
Inauguração 19 de novembro de 1981 (37 anos)[10]
Inauguração da
atual edificação
02 de julho de 2014 (5 anos)
(Estação Intermodal)[9]
Projeto arquitetônico Projeto Arquitetos Associados Ltda. (PAAL), de Sabino Machado Barroso, Jaime Zettel e José de Anchieta Leal (1979)[11][12]
Localização
 
 
Maracanã
Localização da Estação Maracanã
22° 54' 35" S 43° 14' 02" O
Endereço Av. Radial Oeste x Av. Prof. Manoel de Abreu
Município   Rio de Janeiro - RJ
País   Brasil
Próxima estação
Sentido Pavuna   Sentido Estácio/Botafogo
Triagem São Cristóvão
Maracanã

HistóriaEditar

Os projetos da estação Maracanã foram contratado pela Companhia do Metropolitano do Rio de Janeiro junto à empresa Projeto Arquitetos Associados Ltda. (PAAL), de Sabino Machado Barroso, Jaime Zettel e José de Anchieta Leal. Apresentados ao público (ao lado dos de Triagem,São Cristóvão e Maria da Graça) em junho de 197, previam uma integração direta com a estação de trem ali existente.[13]

No entanto, naquela época apenas a estação de metrô foi construída. Iniciadas em 16 de março de 1977, as obras da estação Maracanã foram realizadas pelas empresas Cetenco Engenharia S.A. e Ecisa - Engenharia, Comercio e Industria S/A pelo valor de 320 milhões de cruzeiros.[14][15] Apesar do prazo de 600 dias para a realização das obras, atrasos e problemas financeiros fizeram com que elas durassem 1700 dias. A estação foi inaugurada em 19 de novembro de 1981.[10][16] Localiza-se no cruzamento da Avenida Radial Oeste com a Avenida Professor Manoel de Abreu. Atende os bairros do Maracanã e da Tijuca.

Em 02 de julho de 2014, foi inaugurada a Estação Intermodal do Maracanã.[9] Construída por ocasião das melhorias do entorno do Estádio do Maracanã para a Copa do Mundo FIFA de 2014, a nova estação possibilita integração paga dos usuários do metrô com os trens da SuperVia.

ToponímiaEditar

A estação recebeu esse nome por estar situada em frente ao Estádio do Maracanã, palco de grandes momentos do futebol brasileiro e mundial. O nome Maracanã é derivado dos vocábulos tupis maracá (chocalho) e (semelhante), que combinados significam semelhante a um chocalho.[17]

AcessosEditar

A estação possui duas entradas: uma dá acesso à passarela que leva ao Estádio do Maracanã e à UERJ e o outro é utilizado para acessar a Estação Maracanã dos trens da SuperVia.

ArredoresEditar

Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã)Editar

 Ver artigo principal: Estádio do Maracanã

O Estádio Jornalista Mário Filho, mais conhecido como Maracanã, é um estádio de futebol inaugurado em 16 de junho de 1950, apesar de estar inacabado e repleto de andaimes.[18] Ao longo dos anos, foi sede de importantes eventos do esporte mundial, a exemplo das edições da Copa do Mundo de 1950 e de 2014 e dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016.[19]

MaracanãzinhoEditar

 Ver artigo principal: Maracanãzinho

O Ginásio Gilberto Cardoso, mais conhecido como Maracanãzinho, é um ginásio poliesportivo inaugurado em 1954.[20] Parte do Complexo Esportivo do Maracanã, conta desde 2009 com uma Calçada da Fama, visando homenagear atletas de diversas modalidades.[21]

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)Editar

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) é uma universidade pública estadual inaugurada em 04 de dezembro de 1950. Criada a partir da fusão de diversas faculdades existentes, a instituição teve, ao passar dos anos, seu nome alterado diversas vezes, até ganhar seu nome atual em 1975.[22]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Maracanã -- Estações Ferroviárias do Estado do Rio de Janeiro». www.estacoesferroviarias.com.br 
  2. Manuel Fernandes Figueira (29 de março de 1908). «Memoria histórica da Estrada de Ferro Central do Brazil». Imprensa Nacional, página 497-Cópia digitalizada pela Biblioteca Digital da Câmara dos Deputados do Brasil. Consultado em 3 de julho de 2019 
  3. Alexandre dos Passos (4 de novembro de 1927). «Turf-Diversas». Jornal do Brasil, ano XXXVII, edição 263, página 12/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 5 de julho de 2019 
  4. «A Central e os concursos hípicos do Derby Club». A Noite, ano XXIII,edição 7827, página 8/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 8 de setembro de 1933. Consultado em 5 de julho de 2019 
  5. «Elucidando a causa do desastre». A Noite, Ano XXIV, edição 8573, página 10/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 24 de outubro de 1935. Consultado em 5 de julho de 2019 
  6. «Novas plataformas na estação Derby Club». Diário do Noite (RJ), Ano XXII, edição 4799, página 2/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 27 de junho de 1950. Consultado em 5 de julho de 2019 
  7. Release (2 de julho de 2014). «Governo do Estado inaugura Estação Intermodal Maracanã e entrega novos trens para a SuperVia». Odebrecht. Consultado em 5 de julho de 2019 
  8. «Passageiros transportados no Metrô, segundo as estações e linhas no Município do Rio de Janeiro entre 1995-2017» (xls). Prefeitura do Rio de Janeiro. Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  9. a b ELIZARDO, Marcelo (02 de julho de 2016). «Estação Intermodal do Maracanã é inaugurada». G1. Consultado em 18 de agosto de 2016  Verifique data em: |data= (ajuda)
  10. a b «UrbanRail.Net > South America > Brazil > Rio de Janeiro Metro» (em inglês). UrbanRail.Net. Consultado em 18 de agosto de 2016 
  11. Vivian Wyler (22 de março de 1979). «Estações do Metrô». Jornal do Brasil, Ano LXXXVIII, edição 344, Caderno B, página 5. Consultado em 23 de abril de 2019 
  12. «Portfólio» (PDF). PAAL Arquitetura. 2017. Consultado em 23 de abril de 2019 
  13. «Linha 2 do Metrô só espera edital para começar obras». Jornal do Brasil, Ano LXXXVI, edição 83, Seção Cidade, página 12/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 30 de junho de 1976. Consultado em 4 de julho de 2019 
  14. «Governador visita metrô e pede compreensão do povo por obras». Jornal do Brasil, Ano LXXXVI, edição 337, Seção Cidade, página 12/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 16 de março de 1977. Consultado em 4 de julho de 2019 
  15. «Estação Maracanã». Cetenco Engenharia S.A. 1981. Consultado em 4 de julho de 2019 
  16. «Metropolitano agrada mas faltam sanitários». Luta Democrática, Ano XXVI, edição 8184, página 3/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 30 de novembro de 1981. Consultado em 4 de julho de 2019 
  17. «Curiosidades - Maracanã». Maracanã Online. Consultado em 18 de agosto de 2016 
  18. RAMOS, Raphael (18 de janeiro de 2014). «Em 1950, Maracanã foi inaugurado inacabado e repleto de andaimes». Estadão. Consultado em 18 de agosto de 2016 
  19. CARDINALI, Alysson (04 de agosto de 2016). «Palco de duas finais de Copa e outros eventos, Maracanã recebe a Olimpíada». O Dia. Consultado em 18 de agosto de 2016  Verifique data em: |data= (ajuda)
  20. LUCENA, Felipe (21 de junho de 2016). «História do Maracanãzinho». Diário do Rio. Consultado em 18 de agosto de 2016 
  21. «Maracanãzinho inaugura Calçada da Fama». Jornal do Brasil. 18 de abril de 2009. Consultado em 18 de agosto de 2016 
  22. «Institucional - A Universidade». UERJ. Consultado em 18 de agosto de 2016 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Maracanã
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Maracanã