Abrir menu principal

Estação Rio Grande da Serra

Bem tombado pelo CONDEPHAAT na cidade de Rio Grande da Serra
CPTM icon.svg Rio Grande da Serra
Vista das duas plataformas da estação Rio Grande da Serra, em julho de 2017.
Uso atual Bahn aus Zusatzzeichen 1024-15.svg Estação de trens metropolitanos
Proprietário Bandeira do estado de São Paulo.svg Governo do Estado de São Paulo
Administração RFFSA (1975–1984)
CBTU Logo2.svg CBTU (1984–1994)
CPTM icon.svg CPTM (1994–atualmente)
Linhas 10turquoise.png Turquesa

Estrada de Ferro Santos-Jundiaí
(SPR, 1867–1969)

Código SP-2082
Sigla RGS
Posição Superfície
Níveis 1
Plataformas Laterais (2)
Vias Duas
Altitude 748 metros acima do nível do mar
Movimento em 2016 Média de 8,9 mil passageiros por dia
Zona tarifária Única (R$ 4,00)
Serviços Acesso à deficiente físico Banheiro Venda de Bilhetes Achados e Perdidos Centro de Informações
Conexões Terminal rodoviário
Site CPTM icon.svg Linhas da CPTM
Informações históricas
Nomes antigos Rio Grande
Icatuaçu
Inauguração 16 de fevereiro de 1867 (152 anos)
Projeto arquitetônico São Paulo Railway Company
Localização
Localização Gnome-globe.png Estação Rio Grande da Serra
Endereço Ao sul da Est. Guilherme Pinto Monteiro, s/n - Jardim Maria Paula
Município Bandeira-riograndedaserra.png Rio Grande da Serra
País  Brasil
Próxima estação
Sentido Brás 10turquoise.png Sentido Rio Grande da Serra
Ribeirão Pires–Antônio Bespalec -
Rio Grande da Serra
Mapa diagrama-da Linha-10.png

A Estação Rio Grande da Serra é uma estação ferroviária, pertencente à Linha 10–Turquesa da CPTM, localizada no município de Rio Grande da Serra. Desde 2002 é a estação terminal da Linha 10.

HistóriaEditar

Pequena reforma na estação, em julho de 2005.

A estação foi inaugurada com o nome de Rio Grande, construída de pau a pique e plataforma não ladrilhada. Local deserto na época, era uma estação intermediária para alimentação de água das locomotivas e cruzamentos de trens. Foi a segunda estação ferroviária construída no estado de São Paulo.

Rio Grande da Serra tornou-se município em 1964, com o nome atual. Sua estação continua a mesma do início do século, bem conservada. Funciona hoje atendendo aos trens metropolitanos da CPTM, sendo ponta de linha, já que a continuação para Paranapiacaba não recebe mais trens desde 2002.[1]

FerroanelEditar

O projeto do Contorno Ferroviário da Região Metropolitana de São Paulo, considera à Estação Evangelista de Souza como ponto inicial do trecho do Ferroanel Sul. O traçado ligará Ouro Fino Paulista, em Ribeirão Pires, à Estação Evangelista de Souza, em Parelheiros, permitindo que os trens de carga atravessem a Região Metropolitana de São Paulo sem interferir no transporte de passageiros da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos[2].

CaracterísticasEditar

Sigla Estação Inauguração Integração Plataformas Posição Notas
RGS Rio Grande da Serra 16 de fevereiro de 1867 Bilhete Único da SPTrans. Laterais Superfície Construída pela SPR

Diagrama da estaçãoEditar

Diagrama da Estação Rio Grande da Serra
Sentido Brás
1

a

b
2
Sentido Rio Grande da Serra

Legenda

                     Linha ferrêa

  Plataforma


Linhas

Plataforma 1 e 2: Linha 10–Turquesa da CPTM
Via a: Sentido Brás (Eventual Embarque e desembarque)
Via b: Sentido Rio Grande da Serra (Embarque e desembarque)
(Obs.: Esquema de utilização da plataforma pode variar dependendo do dia e em caso de manutenção.)

Referências

  1. Antecedentes Históricos do ABC Paulista, Wanderley dos Santos, 1992
  2. http://www.dgabc.com.br/Noticia/2698238/estudo-para-obras-do-ferroanel-deve-ficar-pronto-no-fim-do-ano

Ligações externasEditar