Abrir menu principal
CPTM icon.svg São Miguel Paulista
Uso atual Bahn aus Zusatzzeichen 1024-15.svg Estação de trens metropolitanos
Proprietário Bandeira do estado de São Paulo.svg Governo do Estado de São Paulo
Administração RFFSA (1975–1984)
CBTU Logo2.svg CBTU (1984–1994)
CPTM icon.svg CPTM (1994–atualmente)
Linha 12blue.png Safira
Sigla SMP
Movimento em 2015 25,0 mil
Serviços Acesso à deficiente físico Terminal rodoviário Escada rolante Elevador Bicicletário
Informações históricas
Inauguração 1 de janeiro de 1934 (85 anos)

29 de julho de 2013 (5 anos) Atual edificação

Projeto arquitetônico Una Arquitetos [1]
Localização
Localização Gnome-globe.png Estação São Miguel Paulista
Endereço Rua Beraldo Marcondes, 136
São Miguel Paulista
Próxima estação
Sentido Brás 12blue.png Sentido Calmon Viana
Comendador Ermelino Jardim Helena–Vila Mara
São Miguel Paulista

A Estação São Miguel Paulista é uma estação ferroviária pertencente à Linha 12–Safira da CPTM, localizada no município de São Paulo.

Índice

HistóriaEditar

A estação foi construída pela EFCB em 7 de fevereiro de 1926, junto com a Variante de Poá, que foi inaugurada somente em 1 de janeiro de 1934. No fim dos anos 1970 foi reconstruída pela RFFSA, tendo sido reinaugurada em 10 de junho de 1982 [2]. Foi administrada pela CBTU até 1994, quando foi repassada (junto com as outras linhas e estações da CBTU) à CPTM.

O projeto de reconstrução da estação a oeste da atual foi apresentado inicialmente em 2002, no Plano Diretor da CPTM. Em 2004, foi contratado o escritório Una Arquitetos, para o desenvolvimento do projeto básico. Apesar de ter sido anunciada em junho de 2007, a reconstrução da estação continuou no papel até o início da década de 2010, quando foi contratado o projeto executivo.[3]

Em 2010, começou a ser implantada a nova estação um pouco mais à frente, no sentido Brás. Após alguns atrasos, a nova estação foi entregue em 29 de julho de 2013, porém só com a via no sentido Brás funcionando, pois, para embarcar no sentido Calmon Viana, ainda era preciso utilizar a estrutura antiga. Em 3 de agosto de 2013, a nova estação passou a funcionar definitivamente nos dois sentidos, sendo desativada a antiga estação, na Rua Salvador de Medeiros. A nova estação foi inaugurada apenas com o acesso sul, próximo à Praça Padre Aleixo; em 21 de outubro de 2014 foi inaugurado o acesso norte, feito pelo Jardim Lapenna. Assim, pode-se também passar de um lado para o outro, servindo de passarela de interligação entre os bairros.

O deslocamento da estação de sua localização original causou prejuízos ao centro comercial de São Miguel, em especial ao calçadão da rua Serra Dourada, implantado em 1979 em frente à saída sul da antiga estação,[4] sendo o único do seu tipo fora da região central de São Paulo.[5]

Apesar do protesto dos comerciantes locais e da promessa do projeto de um novo acesso para a estação reconstruída feita em 2013, que atenderia as ruas Salvador de Medeiros e Serra Dourada, nenhuma obra foi realizada até o momento.[6]

TabelaEditar

Sigla Estação Inauguração Integração Plataformas Posição Notas
SMP São Miguel Paulista 1 de janeiro de 1934 Bilhete Único da SPTrans. Centrais Superficie Estação reconstruída pela CPTM, sendo inaugurada em 29 de julho de 2013

Referências

  1. «Estação São Miguel Paulista». Una Arquitetos. 2004. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  2. «Maior apoio a trólebus descartado por ministro». Folha de S. Paulo, Ano 62, edição 19427, seção Local, página 11. 11 de junho de 1982. Consultado em 19 de agosto de 2018 
  3. «Estação São Miguel Paulista». Una Arquitetos. Consultado em 19 de agosto de 2018 
  4. «Prefeito quer mais verdura e menos boate». Folha de S. Paulo, Ano 58, edição 18453, página 12. 12 de outubro de 1979. Consultado em 19 de agosto de 2018 
  5. Arthur dos Reis (2 de outubro de 2015). «Comércio no calçadão de São Miguel perde força». Portal São Miguel. Consultado em 19 de agosto de 2018 
  6. Vander Ramos e Rafael Balago (16 de julho de 2013). «CPTM e lojistas entram em acordo para abertura da estação São Miguel». Folha de S. Paulo. Consultado em 19 de agosto de 2018 

Ligações externasEditar