Abrir menu principal

Estação Ferroviária de Contenças

estação ferroviária em Portugal
(Redirecionado de Estação de Contenças)
Contenças IPcomboio2.jpg
IPestacao.jpg
Inauguração 3 de Agosto de 1882
Linha(s) Linha da Beira Alta (PK 133,800)
Coordenadas 40° 34′ 01,13″ N, 7° 42′ 55,83″ O
Concelho Mangualde
Serviços Ferroviários Sem serviços
Horários em tempo real
Serviços Serviço de táxis
Telefones públicos Sala de espera
Acesso para pessoas de mobilidade reduzida


Logos IP.png
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon BHF grey.svgMangualde (Sentido Pampilhosa)
BSicon BHF grey.svgContenças
BSicon BHF grey.svgGouveia (Sentido Vilar Formoso)
BSicon CONTf grey.svg

A Estação Ferroviária de Contenças, igualmente conhecida como Contenças - Vila Nova de Tazem, é uma interface da Linha da Beira Alta, que serve a Freguesia de Santiago de Cassurrães, no Distrito de Viseu, em Portugal.

Índice

CaracterizaçãoEditar

Localização e acessosEditar

Situa-se junto ao Largo da Estação, na localidade de Contenças Gare.[1]

Descrição físicaEditar

Em Janeiro de 2011, apresentava duas vias de circulação, ambas com 431 m de comprimento, enquanto que as plataformas tinham 257 e 225 m de extensão, e 45 e 50 cm de altura.[2]

 
Mapa da Linha da Beira Alta, incluindo a estação de Contenças.

HistóriaEditar

InauguraçãoEditar

A Linha da Beira Alta abriu à exploração, de forma provisória, em 1 de Julho de 1882, tendo sido definitivamente inaugurada pela Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses da Beira Altaem 3 de Agosto do mesmo ano.[3]

Século XXEditar

No dia 15 de Maio de 1934, a Companhia da Beira Alta instalou um despacho central de camionagem na localidade de Vila Nova de Tazem, realizando serviços de passageiros, bagagens e mercadorias com esta interface.[4] Nesse ano, foi concluída a construção de um muro de suporte, na estrada de acesso ao cais, e foram instaladas novas cancelas no acesso ao cais.[5] No ano seguinte, o Conselho Superior de Caminhos de Ferro autorizou que esta interface subisse de categoria, de apeadeiro para estação.[6]

Século XXIEditar

Em 19 de Agosto de 2009, a Linha da Beira Alta foi interrompida entre Contenças e Gouveia, devido a um incêndio em Contenças de Baixo.[7] A circulação foi reposta cerca de 7 horas depois.[8]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Contenças - Linha da Beira Alta». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 3 de Maio de 2017 
  2. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  3. TORRES, Carlos Manitto (16 de Março de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 71 (1686). p. 133-140. Consultado em 5 de Fevereiro de 2014 
  4. «Viagens e Transportes» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 46 (1115). 1 de Junho de 1934. p. 297. Consultado em 29 de Outubro de 2012 
  5. «O que se fez nos caminhos de ferro em Portugal, em 1934» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 47 (1129). 1 de Janeiro de 1935. p. 27-29. Consultado em 29 de Outubro de 2012 
  6. «Caminhos de Ferro: Pareceres do Conselho Superior» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 47 (1131). 1 de Fevereiro de 1935. p. 56. Consultado em 29 de Outubro de 2012 
  7. «Circulação de comboios cortada entre Contenças e Gouveia». Diário Digital. 19 de Agosto de 2009. Consultado em 23 de Agosto de 2011. Arquivado do original em 27 de Março de 2016 
  8. «Incêndios: Linha da Beira Alta reaberta». Rádio Renascença. 19 de Agosto de 2009. Consultado em 23 de Agosto de 2011 [ligação inativa] 

Ligações externasEditar