Abrir menu principal

Estação Ferroviária de Marco de Canaveses

estação ferroviária em Portugal
Marco de Canaveses IPcomboio2.jpg
Estação de Marco de Canavezes, em 2009.
Linha(s) Linha do Douro (PK 59,954)
Coordenadas 41° 10′ 51,32″ N, 8° 08′ 12,97″ O
Concelho Marco de Canaveses
Serviços Ferroviários Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgRBSicon LSTR red.svgIRBSicon LSTR yellow.svgU
Horários em tempo real
Serviços Ligação a autocarros Serviço de táxis Bilheteiras
Sala de espera Telefones públicos
Lavabos Parque de estacionamento Acesso para pessoas de mobilidade reduzida Lavabos adaptados


Logos IP.png
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon BHF grey.svgJuncal (Sentido Pocinho)
BSicon BHF grey.svgMarco de Canaveses
BSicon BHF grey.svgLivração (Sentido Ermesinde)
BSicon CONTf grey.svg

A Estação Ferroviária de Marco de Canaveses, igualmente conhecida como Estação de Marco, é uma infra-estrutura ferroviária da Linha do Douro, que serve a localidade de Marco de Canaveses, no Distrito do Porto, em Portugal.

Dresine da Rede Ferroviária Nacional na estação, em 2009.

CaracterizaçãoEditar

Localização e acessosEditar

Esta interface situa-se na localidade de Marco de Canaveses, junto à Avenida Manuel Pereira Soares.[1]

Descrição físicaEditar

Em Janeiro de 2011, a estação possuía 3 vias de circulação, duas com 316 e uma com 374 m de comprimento; as duas gares tinham 138 e 210 m de comprimento, e uma altura de 30 cm.[2]

ServiçosEditar

A estação é utilizada por comboios Regionais, InterRegionais e Urbanos da operadora Comboios de Portugal.[3]

 
Comboio histórico na estação de Marco, em 2016.

HistóriaEditar

Esta estação faz parte do troço da Linha do Douro entre Caíde e Juncal, que foi inaugurado em 15 de Setembro de 1878.[4]

Um diploma do Ministério das Comunicações publicado no Diário do Governo n.º 90, II Série, de 19 de Abril de 1948, aprovou um projecto da Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses para a ampliação da estação de Marco de Canaveses.[5]

No XIII Concurso das Estações Floridas, em 1954, a estação de Marco foi premiada com uma menção honrosa especial.[6]

Em meados de 1968, a Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses estava a preparar um contrato para a renovação de vários troços, incluindo uma intervenção parcial entre Ermesinde e Marco de Canaveses.[7]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Marco de Canaveses». Comboios de Portugal. Consultado em 22 de Novembro de 2014 
  2. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. pp. 71–85 
  3. «Comboios Regionais > Linha do Douro» (PDF). Comboios de Portugal. 1 de Julho de 2016. Consultado em 26 de Novembro de 2016 
  4. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. pp. 528–530. Consultado em 23 de Abril de 2013 
  5. «Parte Oficial» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 60 (1450). 16 de Maio de 1948. pp. 323–324. Consultado em 26 de Novembro de 2016 
  6. «XIII Concurso das Estações Floridas» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 67 (1608). 16 de Dezembro de 1954. 365 páginas. Consultado em 26 de Novembro de 2016 
  7. «Vão melhorar os serviços da C. P.» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 81 (1928). 16 de Agosto de 1968. 96 páginas. Consultado em 26 de Novembro de 2016 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre a Estação de Marco de Canaveses

Ligações externasEditar