Abrir menu principal

Estação Ferroviária de Sabugo

estação ferroviária em Portugal
(Redirecionado de Estação de Sabugo)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a estação na Linha do Oeste. se procura a antiga estação na Linha do Dão, veja Estação Ferroviária de Sabugosa. se procura o antigo apeadeiro na Linha da Beira Baixa, veja Apeadeiro de Sabugal.
Sabugo IPcomboio2.jpg
Estação de Sabugo em 2018.
Linha(s) Linha do Oeste (PK 25,377)
Coordenadas 38° 49′ 50,03″ N, 9° 18′ 00,17″ O
Concelho Sintra
Serviços Ferroviários Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgR
Horários em tempo real
Serviços Acesso para pessoas de mobilidade reduzida


Logos IP.png
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon HST grey.svgPedra Furada (Sentido Fig. da Foz)
BSicon BHF grey.svgSabugo
BSicon HST grey.svgTelhal (Sentido Cacém)
BSicon CONTf grey.svg

A Estação Ferroviária de Sabugo é uma gare da Linha do Oeste, que serve a Freguesia de Almargem do Bispo, no Distrito de Lisboa, em Portugal. Funcionava originalmente como ponto de entroncamento com o Ramal Sabugo - Siemens.[carece de fontes?]

CaracterizaçãoEditar

Localização e acessosEditar

Esta interface situa-se junto à Rua da Estação, no Concelho de Sintra.[1]

Descrição físicaEditar

Em Janeiro de 2011, contava com duas vias de circulação, com 318 e 320 m de comprimento; as gares apresentavam ambas 150 m de extensão, tendo a primeira 25 cm de altura, e a segunda, 30 cm.[2]

 ServiçosEditar

Transporte ferroviárioEditar

CP RegionalEditar

    CP Regional
R
Lisboa-Santa Apolónia ↔ Leiria
R
Mira Sintra-Meleças ↔ Caldas da Rainha
R
Mira Sintra-Meleças ↔ Torres Vedras
Estação anterior   Comboios de Portugal Estação seguinte
Telhal
Direção Lisboa
  CP Regional
Linha do Oeste
  Pedra Furada
Direção Figueira da Foz

Padrão de serviços de comboioEditar

O apeadeiro é servido por todos os comboios do tramo sul da Linha do Oeste, todos eles de tipologia regional. É servida por oito comboios diários por sentido, três dos quais com início em Lisboa-Santa Apolónia e término em Leiria (vice-versa). O primeiro comboio em sentido Lisboa inicia em Torres Vedras, bem como aí termina o último no sentido Figueira da Foz.[3]

Transportes urbanosEditar

  VimecaEditar

  ScotturbEditar

HistóriaEditar

Século XIXEditar

 
Estação de Sabugo, na Década de 1930.

Esta interface faz parte do troço da Linha do Oeste entre Agualva - Cacém e Torres Vedras, que entrou ao serviço em 21 de Maio de 1887, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[4]

Século XXEditar

Em 18 de Outubro de 1936, realizou-se uma festa de inauguração após várias terem sido feitas várias obras de modificação na estação do Sabugo, durante a qual se homenagearam três ferroviários da Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses.[5] Estas alterações, organizadas pelo chefe da estação, Carlos José da Costa, contemplaram uma sala de espera, um gabinete de serviço, e um jardim.[6] A cerimónia iniciou-se com a chegada de Lima Henrique, director geral, e de outros altos funcionários da Companhia, e do presidente da Câmara Municipal de Sintra, Álvaro de Miranda e Vasconcelos, no comboio das 10 e 30, tendo-se seguido uma sessão solene onde foram descerrados os retratos dos ferroviários homenageados; a seguir, foram inaugurados os melhoramentos na estação, e visitados os jardins.[6] Depois visitaram-se as pedreiras em Pero Pinheiro, e o evento foi concluído com um almoço oferecido pelo chefe da estação.[6]

Em 26 de Dezembro de 1936, uma comissão de utentes do Sabugo tinha entregue uma petição à Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses, com mais de uma centena de assinaturas de particulares e comerciais, pedindo que fosse atrelada uma carruagem mista a um comboio de mercadorias, para servir o Sabugo e outras localidades.[7][8] A comissão criticava o facto de não existir um comboio servindo aquelas localidades que chegasse a Lisboa antes das 9 da manhã, criando problemas aos estudantes e trabalhadores, levando à deslocalização dos habitantes para a capital.[7] Em 6 de Março de 1937, a Comissão de Proprietários do Sabugo e Vale de Lobos pediu novamente à CP para ser satisfeito o seu pedido, prevendo que esta medida iria aumentar consideravelmente o tráfego da estação do Sabugo, já no próximo Verão.[7]

Em 25 de Março de 1937, foi realizada na estação do Sabugo uma cerimónia pelo cinquentenário da inauguração do lanço entre o Cacém e Torres Vedras, tendo a estação sido decorada para o efeito.[9] A cerimónia iniciou-se logo de manhã, com o lançamento de foguetes, e à noite houve um banquete, presidido pelo director da Gazeta dos Caminhos de Ferro, onde foi homenageado o chefe da estação, Carlos José da Costa.[9] Terminou com uma verbena junto da estação, com música de uma banda de Jazz de Lisboa.[9]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Sabugo - Linha do Oeste». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 6 de Junho de 2016 
  2. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  3. «COMBOIOS REGIONAIS > Linha do Oeste. Horários» (PDF). Comboios de Portugal. 24 junho 2017 
  4. TORRES, Carlos Manitto (16 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1682). p. 61-64. Consultado em 7 de Maio de 2014 
  5. «Melhoramentos Ferroviários na estação do Sabugo» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 48 (1172). 16 de Outubro de 1936. p. 482. Consultado em 7 de Maio de 2014 
  6. a b c «Melhoramentos Ferroviários na Estação do Sabugo» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 48 (1173). 1 de Novembro de 1936. p. 510-511. Consultado em 7 de Maio de 2014 
  7. a b c «Pedido à C. P.» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 49 (1182). 16 de Março de 1937. p. 150. Consultado em 1 de Janeiro de 2018 
  8. «Pelos Caminhos de Ferro» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 49 (1177). 1 de Janeiro de 1937. p. 23. Consultado em 1 de Janeiro de 2018 
  9. a b c «Caminhos de Ferro Portugueses» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 49 (1187). 1 de Junho de 1937. p. 284. Consultado em 1 de Janeiro de 2018 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre a Estação de Sabugo

Ligações externasEditar