Abrir menu principal
   |- style="font-size: 85%;"
       |Erro::  valor não especificado para "nome_comum"
   |- style="font-size: 85%;"
       | Erro::  valor não especificado para "continente"


Estado de Damasco
État de Damas (Francês)
دولة دمشق (Árabe)
Flag of Kingdom of Syria (1920-03-08 to 1920-07-24).svg
1920 – 1924 Flag of Syria French mandate.svg

Bandeira de

Bandeira

Localização de
Localização do Estado de Damasco (amarelo) dentro do Mandato para a Síria
Capital Damasco
Língua oficial Francês
Árabe
Governo Mandato da Liga das Nações
Período histórico Período entreguerras
 • 3 de Setembro de 1920 Mandato concedido
 • 22 de Junho de 1922 Federação Estabelecida
 • 1 de Dezembro de 1924 Unificação de Alepo e Damasco

O Estado de Damasco (1920-1924; Francês: État de Damas; Árabe: دولة دمشق Dawlat Dimashq) foi um dos seis estados estabelecidos pelo General francês Henri Gouraud no Mandato Francês da Síria que seguiu a conferência de San Remo e a derrota da monarquia de curta duração do Rei Faisal na Síria.

Os outros estados eram o Estado de Alepo (1920), o Estado Alauíta (1920), o Estado Jabal al-Druze (1921) e o Sanjaco de Alexandreta (1921). O Estado do Grande Líbano (1920) tornou-se mais tarde o país moderno do Líbano.

Índice

EstabelecimentoEditar

O Estado de Damasco foi declarado pelo General Francês Henri Gouraud em 3 de Setembro de 1920,[1] tendo Damasco como capital. O primeiro presidente do novo estado foi Haqqi Al-Azm. O estado de Damasco incluía Damasco e a região circundante, além das cidades de Homs, Hama e do vale do rio Orontes.

O novo estado de Damasco perdeu quatro Qada (sub-distritos) que tinham sido parte do Vilaiete (distrito) de Damasco durante os tempos otomanos ao principalmente Monte Líbano Cristão, para criar o novo Estado do Grande Líbano. O território separado de Damasco corresponde hoje ao Vale do Beca e ao sul do Líbano. Damasco e, mais tarde, a Síria, protestaram continuamente contra a separação dessas terras e continuaram exigindo-as de volta ao longo do período do mandato. A população dessas regiões, que era principalmente Muçulmana, também protestou contra a separação de Damasco.

Federação Síria e o Estado da SíriaEditar

Em 22 de Junho de 1922, o General Gouraud anunciou a Federação Síria (la Fédération Syrienne), que incluía os estados de Damasco, Alepo e o estado Alauíta. Em 1925, o Estado Alauíta foi separado novamente. A Federação Síria tornou-se o Estado da Síria em 1 de Janeiro de 1925.

PopulaçãoEditar

Distribuição Geral da População no Estado de Damasco de acordo com o recenseamento Francês em 1921-22[2]
Religião Habitantes Percentagem
Sunitas 447,000 75.1%
Cristãos 67,000 11.3%
Estrangeiros 49,000 8.2%
Xiitas duodecimanos 9,000 1.5%
Ismaelitas 8,000 1.3%
Judeus 6,000 1.1%
Alauitas 5,000 0.8%
Drusos 4,000 0.7%
Total 595,000 100%

Ver tambémEditar

Referências

  1. Syrian History: Timeline
  2. E.J. Brill's first encyclopaedia of Islam, 1913-1936, Volume 2, pagina 301