Estado de Rurik



Rússia de Novgorod
Estado de Rurik

Estado Histórico

Northern part of Eastern Europe 01.png
862 – 882 Blank.png

Brasão de Estado de Rurik

Brasão



Northern part of Eastern Europe 01.png
Norte da Europa Oriental (Séc. IX)
Continente Europa
Capital Fortaleza de Rurik e Staraya Ladoga
Língua oficial Russo antigo, fino-úgrico, nórdico antigo (ou dialeto germânico do norte próximo a ele)
Governo Monarquia
Duque
 • 862–879 Rodrigo
 • 879–882 Olegue
História
 • 862 Fundação
 • 882 Dissolução

Estado de Rurik (em russo: Госуда́рство Рю́рика) ou Rússia de Novogárdia (em russo: Новгородская Русь) é o nome condicional (historiográfico) de um Estado ou uma formação pré-estatal[1] na parte norte da planície do leste europeu, o período predecessor de formação do Antigo Estado Russo liderado pela dinastia ruríquida.[2][3]

De acordo com a mais antiga crônica russa existente O Conto dos Anos Passados do início do século XII, o Estado de Rurik foi precedido por uma Confederação de Tribos Eslavas e Fino-úgricas, que expulsaram e depois convidaram os varangianos para reinar.[4] A fundação do Estado está ligada pela crônica com o Chamado dos Varangianos, liderados por Rodrigo (de acordo com a crônica em 862). Depois de estabelecer o controle sobre Kiev e transferir a capital para lá (de acordo com o Conto dos Anos Passados ​​em 882), na historiografia é costume chamar de Antigo Estado Russo ou Rússia de Kiev. A Fortaleza de Rurik e Velha Ladoga reivindicam o direito de serem denominados de Capital do Estado de Rurik e Olegue (no início de seu reinado).

NomeEditar

Um único nome para o Estado de Rurik-Olegue com seu centro na Região de Volcova não foi ratificado pela ciência histórica. Há uma opinião de que nas fontes árabes do século X, o Estado de Rurik é descrito sob o nome de al-Slaviya. No período de Kiev (950), o imperador bizantino Constantino Porfirogênito (r. 913–959) em seu tratado Sobre a Administração Imperial chamou as terras dos novogárdios de Rússia Exterior, em contraste com as possessões de Kiev mais próximas de Bizâncio, a Rússia.[5]

Referências

  1. Melnikova E. A. Sobre a tipologia das formações pré-estatais e iniciais do estado no norte e nordeste da Europa (Declaração do problema) // Melnikova E. A. Ancient Russia and Scandinavia: Selected Works / ed. G.V. Glazyrina e T.N. Jackson . M. : Fundação Russa de Assistência à Educação e Ciência, 2011. P. 15-18.
  2. «К. Цукерман. Два этапа формирования древнерусского государства // Археологія.- 2003.- №1.». www.iananu.kiev.ua. Consultado em 25 de abril de 2022 
  3. Puzanov VV À questão da natureza política do antigo estado russo na historiografia pós-soviética // Boletim da Universidade de São Petersburgo. Série 2. História: revista. - São Petersburgo. : Universidade Estadual de São Petersburgo , 2006. - Edição. 3 . - S. 10.
  4. Pashuto V. T. Tradição da crônica sobre “príncipes tribais” e a questão varangiana // Crônicas e Crônicas. 1973. M., 1974. S. 103-114.
  5. «Константин Багрянородный - Комментарий к главе 9». www.hrono.info. Consultado em 25 de abril de 2022