Abrir menu principal

A estercobilina é um pigmento escuro, presente nas fezes humanas, que é formado no final da digestão a partir da oxidação do estercobilinogênio, que, por sua vez, é produto da digestão da bílis.[1]

Referências

  1. «Revista Mundo Estranho: Por que o cocô flutua?». Consultado em 21 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 22 de janeiro de 2009