Abrir menu principal

Wikipédia β

Estrada Real Persa

(Redirecionado de Estrada real persa)
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
mapa do Império Aquemênida e o Caminho Real

A Estrada Real Persa foi uma antiga via construída pelo xá aquemênida Dario I no século V. Dario construiu a estrada para proporcionar uma comunicação rápida por todo seu grande império, desde Susa até Sardes.

Os mensageiros poderiam percorrer 2.699 km em sete dias. Acerca destes mensageiros, o historiador grego Heródoto registrou: "Não há nada no mundo que viaje mais rápidos que esses mensageiros persas". E ainda: "Nem a neve, nem a chuva, nem o calor e nem a escuridão da noite impedem que realizem a tarefa proposta a eles com a máxima velocidade".

Índice

O trajeto da Estrada RealEditar

O traçado da estrada foi reconstruído a partir dos escritos de Heródoto, de outras fontes históricas e de pesquisa arqueológica. Iniciava-se no Oeste do Império, em Sardes (cerca de 60 milhas a Leste de Izmir na atual Turquia), em direção ao Leste através do atual meio-norte da Turquia até Nínive, a antiga capital Assíria (atual Moçul, no Iraque) onde então infletia para o Sul, até à Babilônia (atual Bagdá, no Iraque). Próximo à Babilônia, acredita-se que se dividia em duas rotas, uma dirigindo-se para o Noroeste e então para o Oeste através de Ecbátana e então através da Rota da Seda, e outra prosseguindo para o Leste até à futura capital persa, Susa (atual Irão) e então para o Sudeste até Persépolis.

A históriaEditar

Por não seguir exatamente o caminho mais curto e fácil entre as cidades mais importantes do Império Aquemênida, arqueólogos acreditam que a parte oeste da estrada foi, originalmente, construída pelos reis da Assíria, já que ela avança por dentre o coração desse antigo império. As partes mais ao leste da estrada (hoje em dia, o norte do Irã) coincidem com a maior rota de comércio já conhecida, a Rota da Seda.

Entretanto, Dário I fez a Estrada Real como é conhecida hoje ao investir na estrutura da estrada e ao unir suas partes completamente, primeiramente como um modo rápido de comunicação usando os pirradaziš do reino, ou mensageiros.

A construção da estrada melhorada por Dário era de tamanha qualidade que ela continua a ser usada até os tempos romanos. Uma ponte em Diarbaquir, Turquia, ainda está lá desde o período de uso da estrada.

Referências Culturais da Estrada RealEditar

É dito que Euclides respondeu ao rei Ptolomeu I à sua pergunta de como aprender matemática mais facilmente que: "Não há estrada real para a geometria". Essa frase foi citada num contexto moderno no ensaio "No Silver Bullet", onde Fred Brooks contou sobre os avanços da engenharia de softwares: "Não há estrada real, mas há uma estrada".

Ligações externasEditar