Abrir menu principal

Estreito de Câmara de Lobos

freguesia de Câmara de Lobos
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Portugal Portugal Estreito da Câmara de Lobos 
  Freguesia  
Estreito de Camara.JPG
Localização no concelho de Câmara de Lobos
Localização no concelho de Câmara de Lobos
Estreito da Câmara de Lobos está localizado em: Madeira
Estreito da Câmara de Lobos
Localização de Estreito da Câmara de Lobos na Madeira
Coordenadas 32° 40' 17" N 16° 58' 48" O
País Portugal Portugal
Região Flag of Madeira.svg Madeira
Concelho CMT1.png Câmara de Lobos
Administração
- Tipo Junta de freguesia
- Presidente Gabriel da Silva Pereira (PPD/PSD)
Área
- Total 8,14 km²
População (2011)
 - Total 10 269
    • Densidade 1 261,5 hab./km²
Código postal 9325-000

Estreito da Câmara de Lobos é uma freguesia portuguesa do concelho de Câmara de Lobos, com 8,14 km² de área e 10 269 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 1 261,5 hab/km². Localiza-se a uma latitude 32.667 (32°40') Norte e a uma longitude 16.9833 (16°59') Oeste, estando a uma altitude de 460 metros.

No Estreito de Câmara de Lobos existe uma das estradas regionais mais antigas, que o liga ao concelho da Ribeira Brava e ao do Funchal. As actividades principais são a agricultura e a construcção civil. Faz fronteira com a freguesia de Câmara de Lobos a sul e oeste, com a freguesia do Jardim da Serra a norte, com a freguesia da Quinta Grande a oeste e com o concelho do Funchal a leste. Foi elevada à categoria de vila em 1994.

Tem montanhas a norte, onde se situam algumas das levadas da Madeira - cursos de água que usam a força da gravidade para uso da agricultura local. A freguesia é famosa pela producção de Vinho Madeira - sendo talvez a freguesia que mais produz em toda a Região - e pela "Espetada" - carne de vaca num espeto de louro (tradicionalmente).

HistóriaEditar

A paróquia do Estreito de Câmara de Lobos foi criada em 1509, ao passo que a origem da denominação da data da freguesia, aposta para 1515. Admite-se no entanto, que antes da criação da paróquia ou freguesia, esta tenha sido um curato, com sede numa pequena ermida, construída em madeira, por frades franciscanos no ano de 1440.

Designação do localEditar

A designação de lugar não definido no registo cadastral enquanto espaços administrativos, pertence ao domínio da tradição oral dos seus habitantes. Apesar de não existirem dados precisos sobre a origem da denominação da freguesia, o Estreito de Câmara de Lobos deve o seu nome a um pequeno lugar, que ficava situado muito perto do local onde se encontra implantada a igreja paroquial e que devido às suas características físicas ou orográficas, era conhecido por estreito.

EconomiaEditar

Esta é uma freguesia, tal como muitas outras, cuja economia local assenta no sector primário. Embora pouco atractiva para os mais novos, a agricultura, de tipo familiar e artesanal, emprega um importante volume de mão-de-obra, sobretudo na produção vitivinicultura. É a terra onde se produz grande parte da uva que sustenta a fama do Vinho Madeira. Em 1999, o número total de explorações agrícolas era de 149 para uma superfície agrícola utilizada de 46 hectares e uma superfície agrícola não utilizada de 10 hectares. A par da restauração, desenvolvem-se na freguesia outras actividades ligadas ao pequeno comercio, a alguns serviços e à pequena industria, em sectores como a construção civil, panificação, serralharia, móveis, blocos de betão. Na verdade, a construção civil e os serviços são as áreas do tecido económico local que mais emprego e riqueza geram. Em termos de artesanato têm maior expressão os bordados, as obras de vime, a cestaria e os trabalhos de ferreiro, latoeiro, tanoaria e as artes plásticas. Segundo dados do INE, a freguesia do Estreito de Câmara de Lobos regista uma taxa de actividade de 42,1%.

PopulaçãoEditar

População da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
3 933 4 601 4 063 4 745 6 202 6 251 7 280 8 604 10 172 11 112 12 402 11 734 12 151 10 236 10 269

Em 1996, desta freguesia foi criada, pelo Decreto Legislativo Regional nº 11/96/M, de 04/04/1996,a freguesia de Jardim da Serra.

Distribuição da população por grupos etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 2 628 1 897 4 809 902 25,7% 18,5% 47,0% 8,8%
2011 2 134 1 620 5 438 1 077 20,8% 15,8% 53,0% 10,5%

Média do país no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do país no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

EducaçãoEditar

De entre os estabelecimentos de ensino encontra-se a Escola Básica do 2º e 3º Ciclos do Estreito de Câmara de Lobos, com vista a substituir a que existiu anteriormente. A obra foi realizada pelo MEIC, tendo sido projectada por Maria do Carmo. De relevo, o facto de ter sido a primeiro do seu género a ser construída na Madeira. Foi sofreu vários melhoramentos ao longo do tempo.[2]

PatrimónioEditar

  • Centro Cívico do Estreito
  • Igreja do Garachico - Esta igreja está situada no sítio do Garachico. Invoca Nossa senhora do Bom Sucesso. Esta destinava-se à prestação de serviços religiosos à comunidade. Após anos, a ermida ficou sem serviço e em poucos anos ficou em ruínas. No ano de 1777 Caetano Luís de Faria, procedeu à sua reedificação, tendo para o efeito, celebrado a escritura de dotação da capela de Nossa Senhora do Bom Sucesso. O facto dos atos religiosos aí realizados serem muito concorridos por pessoas não só da localidade como também de muitos sítios vizinhos, fez com que o pároco de Câmara de Lobos, não satisfeito com este facto, levantasse a questão da localização da capela e a sua jurisdição. Em consequência disso, a 14 de Julho de 1807, foi efetuada uma vistoria para que as pessoas pudessem manifestar a sua opinião. Após ouvidas as pessoas mais antigas da localidade, foi declarada a capela como ficando na partilha das duas freguesias, Estreito e Câmara de Lobos, mas que por ter sido construída em terra da freguesia do Estreito, deveria continuar filial da matriz de Nossa Senhora da Graça desta freguesia. A capela de Nossa Senhora do Bom Sucesso está associada ao assassinato do padre Joaquim André dos Santos Passos ocorrido no dia 22 de Maio de 1927. Após a celebração da missa dominical foi barbaramente assassinado por um indivíduo, a quem havia recusado casar, em segundas núpcias, pelo facto da sua primeira mulher ainda se encontrar viva. Com a criação da paróquia do Garachico, a 1 de Janeiro de 1961 passou esta capela a servir de sua sede paroquial, tendo em 1963, seria destruída para dar lugar à construção da atual igreja.
  • Igreja da Encarnação - Esta situada no lugar de Vargem, Estreito de Câmara de Lobos. O início da construção desta igreja foi em 1966, tendo sido benzida no ano seguinte. As obras só foram concluídas em 1995, com o arranjo do adro e a construção do salão e do centro paroquial. O projeto adotou um estilo neogótico sóbrio e equilibrado, com a frontaria de empena rasgada por um portal ogival com uma rosácea por cima e duas frestas estreitas e altas dos lados. No interior, assinala-se a abside poligonal da capela-mor, que, em coerência com o ambiente neogótico do conjunto, apresenta nervuras radiantes de um fecho central superior, abrindo-se frestas nos panos verticais assim definidos.
  • Igreja de Nossa Senhora da Graça
  • Capela de Santo António - Atual capela com a invocação de Santo António, existente na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, situa-se no sítio da Quinta de Santo António. Foi mandada construir, por volta de 1778/80, por D. José de Brito em substituição de uma outra capela já existente, erguida em 1705 e que se encontrava em grande estado de degradação. A sua bênção teve lugar a 25 de Junho de 1780, mediante autorização dada ao vigário local, por provisão do dia 23 do mesmo mês.
  • Capela do Calvário - Esta capela foi construída em 1963, por iniciativa de Maria Virgínia da Encarnação Pestana, com o apoio de várias pessoas da localidade, em terreno cedido, para o efeito, pelo Dr. Castro Jorge. Uma capela com a invocação da Vera Cruz, localizada no Calvário, na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos. Em 2004, devido à construção da rua do Calvário e necessidade de alargamento do arruamento, esta capela foi destruída. Em sua substituição foi construída uma outra capela com a mesma invocação, mas implantada a alguns metros a norte. As obras desta capela viriam a ser inauguradas no dia 27 de Abril de 2004.
  • Capela das Almas
  • Capela de Santa Ana - Localizada na Ribeira Fernanda, na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, a capela da evocação de Santa Ana, foi, segundo o Elucidário Madeirense, mandada construir por um tal morgado Cardoso. Segundo a descrição existente na pia de água benta, a capela terá sido construída no ano de 1768, junto a uma casa solarenga. Em meados do seculo XX, João Justino dos Santos adquiriu a capela e mandou reconstruí-la, devido ao seu estado de degradação. As obras de reconstrução da capela terminaram a 7 de Agosto de 1963. Atualmente a capela pertence à igreja paroquial de Nossa Senhora da Graça do Estreito de Câmara de Lobos, na sequência de uma doação feita pelos herdeiros de João Justino dos Santos. Na capela existe apenas a pia de água benta, bem como uma tela representando Santa Ana a ensinar a sua filha, Nossa Senhora.

[3]

  • Mercado municipal do estreito de câmara de lobos: O mercado Municipal do Estreito de Câmara de Lobos, situa-se no centro da freguesia no local onde antes fora construído e funcionara um armazém de vinhos da empresa "Silva Vinhos, Lda.", entre a Alameda do Mercado e Rua do Mercado. A sua inauguração teve lugar em Julho de 2005 e veio substituir um outro primitivamente construído na rua Prof. José Joaquim da Costa. No edifício mais tarde veio a ser inaugurado, em 2008, o Centro Comunitário e Social do Estreito de Câmara de Lobos. [4]

GaleriaEditar

Referências


  Este artigo sobre geografia da Região Autónoma da Madeira, integrado no Projecto Madeira é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.