Eugen Goldstein

físico alemão

Gotthilf-Eugen Goldstein (Gleiwitz, 5 de setembro de 1850Berlim, 25 de dezembro de 1930) foi um físico alemão que desempenhou fundamental papel nos estudos sobre raios X.[1]

Eugen Goldstein
Nascimento 5 de setembro de 1850
Gliwice
Morte 25 de dezembro de 1930 (80 anos)
Berlim
Nacionalidade Alemanha
Alma mater Universidade de Breslau
Prêmios Medalha Hughes (1908)
Campo(s) Física

Em 1886, Goldstein, provocando descargas elétricas num tubo a pressão reduzida (10 mmHg) e usando um cátodo perfurado, observou a formação de um feixe luminoso (raios canais) no sentido oposto aos raios catódicos e determinou que esses raios era constituídos por partículas positivas.[1][2]

Os raios canais variavam em função do gás contido no tubo. Quando o gás era hidrogênio, obtinham-se raios com partículas de menor massa, as quais foram consideradas as partículas fundamentais, com carga positiva, e denominadas prótons pelo seu descobridor, Rutherford, em 1904.

Está sepultado no Cemitério Judaico Berlim Weißensee.

Referências

  1. a b «Eugen Goldstein | German physicist». Encyclopædia Britannica (em inglês). Consultado em 20 de fevereiro de 2019 
  2. «Física Moderna | Raios positivos ou raios canais | e-física». efisica.if.usp.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2019 
  Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Precedido por
Ernest Howard Griffiths
Medalha Hughes
1908
Sucedido por
Richard Glazebrook