Abrir menu principal
Eugen Goldstein
Nascimento 5 de setembro de 1850
Gliwice
Morte 25 de dezembro de 1930 (80 anos)
Berlim
Nacionalidade Alemanha
Alma mater Universidade de Breslau
Prêmios Medalha Hughes (1908)
Campo(s) Física

Gotthilf-Eugen Goldstein (Gleiwitz, 5 de setembro de 1850Berlim, 25 de dezembro de 1930) foi um físico alemão que desempenhou fundamental papel nos estudos sobre raios X.[1]

Em 1886, Goldstein, provocando descargas elétricas num tubo a pressão reduzida (10 mmHg) e usando um cátodo perfurado, observou a formação de um feixe luminoso (raios canais) no sentido oposto aos raios catódicos e determinou que esses raios era constituídos por partículas positivas.[1][2]

Os raios canais variavam em função do gás contido no tubo. Quando o gás era hidrogênio, obtinham-se raios com partículas de menor massa, as quais foram consideradas as partículas fundamentais, com carga positiva, e denominadas prótons pelo seu descobridor, Rutherford, em 1904.

Está sepultado no Cemitério Judaico Berlim Weißensee.

Referências

  1. a b «Eugen Goldstein | German physicist». Encyclopædia Britannica (em inglês). Consultado em 20 de fevereiro de 2019 
  2. «Física Moderna | Raios positivos ou raios canais | e-física». efisica.if.usp.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2019 
  Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Precedido por
Ernest Howard Griffiths
Medalha Hughes
1908
Sucedido por
Richard Glazebrook