Disambig grey.svg Nota: Para o patriarca de Constantinopla de mesmo nome, veja Eutímio Sincelo.
Eutímio Zigabeno
Nascimento 1050
Morte 1120 (70 anos)
Cidadania Grécia, Império Bizantino
Etnia gregos
Ocupação escritor, teólogo
Religião cristianismo ortodoxo

Eutímio Zigabeno (em latim: Euthymius Zigabenus; em grego: Εὐθύμιος Ζιγαβηνός ou Ζιγαδηνός; † após 1118), também Zigadenus ou Zygadenus, foi um monge e comentarista bíblico do século XII.

Vida e obrasEditar

Ele era amigo do imperador bizantino Aleixo I Comneno, para quem ele escreveu uma extensa obra sobre heresias, a Panoplia Dogmatica ou Panóplia. O texto inicia na Era Apostólica e continua até os bogomilos, alguns dos quais ele examinou pessoalmente. A entrada sobre eles na Panóplia é até hoje a principal fonte de informação contemporânea sobre eles que chegou até nossos dias. Nada mais se sabe sobre a sua vida[1].

Ele seguia à regra de São Basílio e vivia no Mosteiro da Virgem Maria perto de Constantinopla. Ele tinha as graças tanto do imperador quanto de sua filha, Ana Comnena, elogiou a sua erudição e sua piedade em sua "A Alexíada"[2].

Ele também escreveu comentários sobre os Salmos, um dos quatro Evangelhos e uma das epístolas paulinas, baseando-se principalmente em fontes patrísticas.

Obras espúrias em seu nome incluem "A Exposição do Credo niceno-constantinopolitano" e "Diálogo com um muçulmano".

A Perícopa da Adúltera em JoãoEditar

 Ver artigo principal: Perícopa da Adúltera

Bruce Metzger argumentou que "Nenhum padre grego antes de Eutímio Zigabeno (século XII) comentou sobre a esta passagem e Eutímio declarou que as cópias mais acuradas dos Evangelhos não a continham".[3]. Mas esta afirmação é algo incorreta, uma vez que Dídimo, o Cego, a discute (ainda que não na versão de João) e Jerônimo, entre outros, faz menção a ela.

Diz Zigabeno:

Mas é necessário saber que estas coisas que se encontram daqui até onde se diz: Assim Jesus novamente falou destas coisas dizendo, Eu sou a luz do mundo". Nas cópias mais exatas, elas não existem ou estão marcadas como obelus por parecerem ilegítimas ou interpolações. E um argumento em defesa disso é que Crisóstomo não menciona-a em lugar algum. Mas para nós, precisamos também declarar que, por não ser desprovido de utilidade, é o capítulo sobre a mulher pega em adultério que está neste trecho.
 
Eutímio Zigabeno[4]..

PublicaçõesEditar

Eutímio Zigabeno foi publicado por J.P. Migne em sua Patrologia Graeca, nos volumes CXXVIII e CXXIX.

Referências

  1. LIVINGSTONE, E. A. (2000). The Concise Oxford Dictionary of the Christian Church. Euthymius Zigabenus (em inglês). [S.l.]: Encyclopedia.com. Consultado em 4 de setembro de 2011 
  2. A Alexíada XV. 490, Migne, Patrologia Graeca CXXXI. col. 1176.
  3. Metzger, Bruce (1971). Daniel B. Wallace, ed. A Textual Commentary on the Greek New Testament (em inglês). Stuttgart: [s.n.] pp. 219–221. Consultado em 4 de setembro de 2011. Arquivado do original em 7 de janeiro de 2010 
  4. Patrologia Graeca CXXIX, col. 1280 C-D, disponível em Roger Pearse (2009). «Euthymius Zigabenus and the Pericope Adulterae» (em inglês). Consultado em 4 de setembro de 2011 

Ligações externasEditar