Euzóio de Antioquia

Euzoio de Antioquia (em latim: Euzoïus) foi bispo de Antioquia entre 360 e 370[1] ou em 360,[2] dependendo da fonte.

Ele era semi-ariano.

Aliado de ÁrioEditar

Euzoio era um amigo de infância de Ário e foi um dos onze presbíteros e diáconos depostos juntamente com ele por Alexandre, o bispo de Alexandria, por volta de 320 d.C.[3][4][5] Ele foi novamente condenado e banido com Ário pelo Primeiro Concílio de Niceia (325). Quando Ário foi reconvocado em 330, Euzoio estava com ele e já era padre, e ambos conseguira recuperar a confiança do imperador romano através de uma confissão evasiva de sua fé e uma suposta aceitação do Credo de Niceia.[6][7] Ele acompanhou Ário até Jerusalém para a grande reunião de bispos eusebianos na dedicação da Igreja da Anastasis ("Ressurreição") em 335 e com ele foi recebido em comunhão pelo concílio que ali se realizou.[8]

Bispo de AntioquiaEditar

 Ver artigo principal: Cisma meleciano

Em 361, Constâncio II, tendo banido Melécio de Antioquia de sua , convocou Euzoio, que estava em Alexandria, e ordenou que os bispos da diocese o consagrassem. Uns meses depois, Constante, acometido por uma febre fatal, convocou o bispo recém-consagrado para que ficasse ao seu lado e, em 3 de novembro de 361, Euzoio o batizou. Não se sabe ao certo se o evento ocorreu em Antioquia ou em Mopsucrene, na Cilícia[8]. Com a ascensão de Valente, Euzoio foi convencido por Eudóxio a reunir os bispos em Antioquia para tentar retirar a sentença que havia sido imposta sobre o ultra-ariano Aécio de Antioquia, o que eventualmente se tornou o Concílio de Antioquia de 364 Com a morte de Atanásio em 373, Euzoio foi, a seu próprio pedido, despachado por Valente, juntamente com o tesoureiro imperial e tropas, para instalar o candidato imperial em Alexandria, o ariano Lúcio de Samósata, ao invés do candidato eleito e já entronado, Pedro II de Alexandria. Esta tarefa foi realizada de forma brutal e levou à perseguição dos cristãos não arianos.[9][10][11]

Anos finaisEditar

Ele foi também bispo de Cesareia Palestina entre os anos de 373 e 379 d.C., forçando Gelásio de Cesareia para fora de sua sé[12]:p. 211.

Sócrates Escolástico relata a morte de Euzoio como tendo ocorrido em Constantinopla[13]

Ver tambémEditar

Precedido por
Eudóxio
Bispo de Antioquia
entre 360 e 370
Sucedido por
Doroteu ou
Melécio

Referências

  1. «Primates of the Apostolic See of Antioch» (em inglês). St. John of Damascus Faculty of Theology, University of Balamand. Consultado em 24 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 31 de julho de 2011 
  2. «Patriarchs of Antioch: Chronological List» (em inglês). Syriac Orthodox Resources. Consultado em 24 de dezembro de 2011 
  3. «6». História Eclesiástica. Division begins in the Church from this Controversy; and Alexander Bishop of Alexandria excommunicates Arius and his Adherents. (em inglês). I. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  4. «4». História Eclesiástica. The Letter of Ariusto Eusebius, Bishop of Nicomedia. (em inglês). I. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  5. «27». História Eclesiástica. Of the Council of Antioch and what was done there against the holy Meletius. (em inglês). II. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  6. «25». História Eclesiástica. Of the Presbyter who exerted himself for the Recall of Arius. (em inglês). I. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  7. «27». História Eclesiástica. Concerning the Presbyter by whom Constantine was persuaded to recall Arius and Euzoïus from Exile; the Tractate concerning his Possibly Pious Faith, and how Arius was again received by the Synod assembled at Jerusalem. (em inglês). II. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  8. a b   Este artigo incorpora texto do verbete Euzoïus, Arian bp. of Antioch no "Dicionário de Biografias Cristãs e Literatura do final do século VI, com o relato das principais seitas e heresias" (em inglês) por Henry Wace (1911), uma publicação agora en domínio público.
  9. «21». História Eclesiástica. The Ariansare allowed by the Emperor to imprison Peter and to set Lucius over the See of Alexandria. (em inglês). IV. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  10. «18». História Eclesiástica. On the overthrow of Petrus and the introduction of Lucius the Arian. (em inglês). IV. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  11. «19». História Eclesiástica. Narrative of events at Alexandria in the time of Lucius the Arian, taken from a letter of Petrus, Bishop of Alexandria. (em inglês). IV. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  12. Tixeront, Joseph (1923). A Handbook of Patrology (em inglês). [S.l.: s.n.] 
  13. «35». História Eclesiástica. Abatement of Persecution against the Christiansbecause of the War with the Goths. (em inglês). IV. [S.l.: s.n.]  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)