Evan Rachel Wood

Atriz americana
Evan Rachel Wood
Wood na San Diego Comic-Con, em 2019.
Nascimento 7 de setembro de 1987 (32 anos)
Raleigh, Carolina do Norte
EUA
Nacionalidade norte-americana
Ocupação Atriz
Atividade 1994–presente
Cônjuge Jamie Bell (c. 2012; div. 2014)
Filho(s) 1
Prémios Critics' Choice
Melhor Atriz em Série Dramática
2016 - Westworld
Outros prêmios
Satellite Awards - Melhor Atriz em Série Dramática
2017 - Westworld
IMDb: (inglês)

Evan Rachel Wood[1] (Raleigh, 7 de setembro de 1987)[2][3] é uma atriz norte-americana, modelo e cantora. Vencedora de um Prêmio Critics' Choice Television , além de possuir três indicações ao Primetime Emmy Award e três indicações ao Globo de Ouro por seu trabalho no cinema e na televisão.

Iniciou sua carreira na década de 1990, aparecendo em diversos seriados de televisão, entre eles American Gothic e Once and Again. Estreou como atriz de cinema aos nove anos de idade em Digging to China (1997). Foi bastante elogiada por seu papel como a adolescente problemática Tracy Freeland no filme de drama adolescente Aos Treze (2003)[4], sendo indicada ao Globo de Ouro. Continuou atuando principalmente em filmes independentes, incluindo Pretty Persuasion, (2005), Down in the Valley (2005), Running with Scissors (2006) e na grande produção de estúdio Across the Universe (2007).

A partir de 2008 Wood começou a aparecer em filmes mais populares, incluindo The Wrestler (2008), Whatever Works (2009) e The Ides of March (2011). Ela também voltou à televisão no ano seguinte, interpretando uma vampira chamada Sophie-Anne Leclerq em True Blood de 2009 a 2011. Retratou a filha de Veda Pierce na minissérie da HBO Mildred Pierce (2011), pela qual foi nomeada para o Globo de Ouro e para o Emmy de Melhor Atriz Coadjuvante. Destaca-se como a androide senciente Dolores Abernathy na série da HBO Westworld (2016-presente), pela qual ganhou um Prêmio Critics' Choice Television e indicações ao Globo de Ouro e ao Primetime Emmy Award. Wood também dublou a Rainha Iduna no filme de animação musical da Disney Frozen II (2019).

Início da Vida e FamíliaEditar

Evan Rachel Wood nasceu na cidade de Raleigh, Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Seu pai, Ira David Wood III nasceu em 19 de novembro de 1947, e também é ator, além de já ter trabalhado como cantor, diretor de teatro e dramaturgo, sendo atualmente diretor executivo de uma companhia de teatro local chamada Theatre in the Park. Sua mãe, Sara Lynn Moore nasceu em 6 de março de 1958, e também trabalha como atriz, além de ser diretora e professora de atuação. O irmão de Wood, Ira David Wood IV, também é ator. Wood possui dois outros irmãos, Dana e Thomas, e uma irmã chamada Aden. Sua tia paterna, Carol Winstead Wood, trabalha como designer de produção de Hollywood.

Wood e seus irmãos se envolveram ativamente no Theatre in the Park enquanto cresciam. A atriz fez uma aparição em uma de suas peças, em 1987, numa adaptação da comédia musical A Christmas Carol, quando tinha apenas alguns meses de idade. Posteriormente, participou de outra peça natalina, chamada Ghost of Christmas Past, e mais tarde interpretou Helen Keller ao lado de sua mãe (que interpretou Anne Sullivan), sob a direção de seu pai, em uma adaptação para o teatro do filme O Milagre de Anne Sullivan.[5][6] Os pais de Wood se separaram em 1996 e depois se divorciaram. E Wood se mudou com sua mãe para o condado natal de Los Angeles, Califórnia.[7][8][9]

Recebeu uma faixa preta no taekwondo aos 12 anos de idade.[10] Frequentou brevemente a Cary Elementary,[11] uma escola pública em Cary, Carolina do Norte. Posteriormente foi educada em casa e completou o Ensino Médio aos 15 anos.[12]

CarreiraEditar

Primeiros trabalhos: 1994-2000Editar

Wood começou sua carreira aparecendo em vários filmes feitos para a televisão a partir de 1994.[13] Também desempenhou um papel ocasional na série de televisão American Gothic[2][14]. Em 1996, os seus pais se separaram e depois se divorciaram, e Wood acabou se mudando com a sua mãe para a cidade natal dela, no Condado de Los Angeles, na Califórnia.[15][2] Nessa mesma época, ela entrou para o seriado Profiler do canal de televisão NBC, onde ficou por uma temporada;[16] e, logo depois, foi escalada para fazer a personagem Jessie Sammler na série televisiva Once and Again, onde ficou até o ano de 2002.[16] Com este seriado, Wood venceu a categoria "Melhor Elenco de Série de TV" da premiação Young Artist Awards de 2001.[17]

O primeiro papel principal de Wood foi no filme de baixo orçamento de 1997 Digging to China (no Brasil, com o título O Poder da Emoção), no qual fez a personagem Harriet Frankovitz, atuando ao lado de Kevin Bacon, Cathy Moriarty e Mary Stuart Masterson. O filme ganhou o Prêmio do Júri Infantil no Festival Internacional de Cinema Infantil de Chicago[18]. Wood disse que inicialmente fazer esse filme foi difícil, mas ela observou que: "eventualmente, o filme me levou a decisão de que atuar é algo que eu nunca poderia parar de fazer".[15] Nesse mesmo ano, ela também fez o filme Practical Magic (no Brasil, sob o título Da Magia à Sedução), um filme de fantasia familiar, onde contracenou ao lado de Nicole Kidman e Sandra Bullock, sendo o seu primeiro filme que teve um lançamento para os cinemas.[2][19]

2001-2005: Thirteen, The Missing, The Upside of Anger e Pretty PersuasionEditar

 
Evan Rachel Wood em 2005.

Wood estreou na adolescência como atriz principal em Little Secrets , de 2002 , dirigida por Blair Treu , onde interpretou a aspirante violinista de 14 anos Emily Lindstrom. Para esse papel, ela foi indicada para Melhor Atriz Jovem Líder no Young Artist Awards[20].  O filme recebeu uma aprovação de 60% no agregador de resenhas Rotten Tomatoes e teve um faturamento de US$ 405 mil dólares.[21][22] Nesse mesmo ano, Wood entrou no elenco do filme de ficção-científica dirigido por Andrew Niccol S1m0ne e estrelado por Al Pacino, onde interpretou a personagem Lainey Christian.[16]

Em 2003 Wood protagonizou o filme Thirteen (no Brasil, sob o título Aos Treze em Portugal - Treze Inocência Perdida). Desempenhou o papel de Tracy Louise Freeland, uma das duas jovens adolescentes da trama que mergulham em uma espiral descendente de drogas pesadas, sexo, automutilação e pequenos crimes.

Sua performance foi bastante elogiada e ela acabou recebendo indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz, vencido naquele ano por Charlize Theron com o filme Monster,[23] e ao Screen Actors Guild (SAG) de Melhor Atriz. Durante o lançamento deste filme, a Vanity Fair nomeou Wood como uma das It Girls de Hollywood, e a colocou na capa de julho de 2003 da revista, juntamente com as outras atrizes do filme. [24] Thirteen faturou 10 milhões de dólares nas bilheterias mundiais, e recebeu uma aprovação de 82% no agregador de resenhas Rotten Tomatoes.[25][26]

Nesse mesmo ano, trabalhou ao lado de Cate Blanchett e Tommy Lee Jones em Desaparecidas, de Ron Howard, onde interpretou a personagem Lilly Gilkeson, uma garota que é sequestrada e faz com que sua família se mobilize para tentar encontrá-la. Também em 2003, fez o papel de Nora Easton no episódio Got Murder?[27], da 3ª temporada do seriado CSI: Crime Scene Investigation.

Em 2005, Wood esteve no filme The Upside of Anger (no Brasil, sob o título A Outra Face da Raiva) do diretor Mike Binder. Atuou ao lado de Kevin Costner e Joan Allen, interpretando a personagem Lavender "Popeye" Wolfmeyer, uma das quatro irmãs que lidavam com a ausência do pai. Sua personagem também narrou o filme.[15] Este filme faturou 28 milhões de dólares mundialmente e recebeu uma aprovação de 75% dos críticos de cinema.[28][29]

Os  próximos dois papéis principais de Wodd foram em filmes independente. No filme indicado ao Prêmio do Grande Júri de 2005 no Festival Sundance de Cinema, Pretty Persuasion, (no Brasil, com o título Garotas Malvadas), um filme de humor negro, centrado no assédio sexual, na discriminação escolar e nas atitudes da mulher na mídia e na sociedade.[30] Wood interpretou Kimberly Joyce, uma estudante de Ensino Médio manipuladora e sexualmente ativa.[16] Um crítico comentou: "Wood inverte o cinismo com ritmos tão precisos, fáceis e com um prazer óbvio pela maldade que é impossível odiar"[31].

Em Down in the Valley(no Brasil sob o título O Vale Proibido), dirigido por David Jacobson , a personagem de Wood, Tobe, se apaixona por um homem mais velho, um cowboy que está em desacordo com a sociedade moderna (Edward Norton). De sua performance, escreveram que "Wood transmite toda a certeza inflexível e vulnerabilidade dolorosa inerente ao final da adolescência".[32]  Wood comentou sobre sua escolha de papéis com temas sexuais, dizendo que não busca o "shock factor" em suas escolhas de filmes.[33]

Ainda em 2005, Wood também protagonizou dois videoclipes, "At the Bottom of Everything" da banda Bright Eyes e "Wake Me Up When September Ends" do Green Day.

Sucesso contínuo: 2006–2008Editar

Em setembro de 2006, Wood recebeu o "Spotlight Award for Emerging Talent" da revista Premiere.[34]  Também em 2006, foi descrita pelo The Guardian como sendo "sábia apesar da idade" e como "uma das melhores atrizes de sua geração".[35]

Mais tarde, em 2006, Wood apareceu com um elenco de estrelas como Natalie Finch no drama de 2006 indicado ao Globo de Ouro , Running with Scissors. Dirigido por Ryan Murphy e estrelado por Annette Bening , o filme foi baseado na autobiografia de Augusten Burroughs, que relata a sua infância em uma família disfuncional. Wood recebeu o Trophée Chopard no Festival de Cinema de Cannes de 2007 de Revelação Feminina por sua atuação.

Wood teve papéis em dois filmes lançados em setembro de 2007. King of California, a história de um músico de jazz bipolar (Michael Douglas) e de sua filha adolescente, Miranda (Wood), que se reencontram após dois anos de internação em uma instituição mental e que embarcam em uma busca quixotesca pelo tesouro espanhol, filme que estreou no Festival Sundance de Cinema.[36] O desempenho de Wood foi citado como excelente.[37]

Across The Universe , um musical americano dirigido por Julie Taymor, indicado ao Globo de Ouro e ao Oscar e ambientado em Liverpool , Nova York e Vietnã , retratou as atribulações de vários personagens durante a revolução contracultural da década de 1960. Foi ambientada toda uma época através da obra dos Beatles. Wood interpretou Lucy, que desenvolve um relacionamento com Jude (Jim Sturgess).[38] O filme apresenta números musicais, e ela descreve o papel como o seu favorito, chamando a diretora Julie Taymor de "uma das mais incríveis diretoras por aí".[39] Um crítico descreveu que "Wood traz profundidade emocional necessária".[40]  

Wood forneceu a voz de um alienígena chamado Mala, em Battle for Terra, um filme de animação por computador, originalmente exibido como Terra, em 2007, baseado num curta-metragem com este nome, dirigido por Aristomenis Tsirbas, sobre um planeta alienígena pacífico que são atacados por humanos em busca de um novo lar. O filme ganhou o Grande Prêmio de 2008 no Festival Internacional de Animação de Ottawa. Foi exibido no Festival Internacional de Cinema de São Francisco, onde recebeu um prêmio no Midnight Awards junto com Elijah Wood. [41][42]

Wood estrelou The Life Before Her Eyes, dirigido em 2008 por Vadim Perelman, baseado no romance de Laura Kasischke com o mesmo nome, sobre a amizade de duas adolescentes de caráter oposto que estão envolvidas em um incidente de tiroteio na escola de Columbine e são forçadas a fazer uma escolha impossível. Wood interpretou a versão mais jovem da personagem de Uma Thurman, Diana. Um crítico citou seu desempenho como "simplesmente extraordinário".[43]  Wood afirmou que pretendia que o filme fosse o último em que ela interpretava uma adolescente.[44]

No mesmo ano, também co-estrelou The Wrestler, do diretor Darren Aronofsky, vencedor do Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Cinema de Veneza, sobre Randy "Ram" Robinson (Mickey Rourke), um lutador profissional da década de 1980, que é forçado a se aposentar após um ataque cardíaco ameaçar matá-lo na próxima vez que lutar. Wood interpretou Stephanie, a filha distante de Randy "Ram" Robinson.

Mais carreira no cinema e na televisão: 2009 – presenteEditar

Wood co-estrelou Whatever Works (no Brasil sob o título de Tudo Pode dar Certo), de Woody Allen, que estreou em 2009 no Festival de Cinema de Tribeca, atuando como a jovem esposa do personagem de Larry David.  Mais tarde, ela se arrependeu de ter assumido o papel e disse não trabalhar com Allen novamente.[45]  Em maio de 2009, ela interpretou Julieta, da peça de William Shakespeare Romeu e Julieta em seis performances para angariar fundos de para o Teatro No Parque. A produção foi dirigida por seu irmão, que também estrelou.[46]

Wood teve um papel recorrente na segunda e terceira temporadas da série de televisão norte-americana criada por Alan Ball, baseada na série de livros The Southern Vampire Mysteries da escritora Charlaine Harris, True Blood, de 2009 a 2011 como Sophie-Anne Leclerq.  Wood teve um papel no filme The Conspirator , que estreou no Ford's Theatre em Washington, DC, em abril de 2011, dirigido por Robert Redford (sobre a conspiração em torno do assassinato de Abraham Lincoln).[47] Ela também teve um papel em The Ides of March.[48]  Interpretou a filha do personagem-título na minissérie da HBO em 2011, Mildred Pierce , para a qual foi indicada ao Primetime Emmy Award de Melhor Atriz Coadjuvante em uma minissérie ou filme.[49]

Wood interpretou Gabi no filme de suspense romântico psicológico de 2013 Charlie Countryman com Shia LaBeouf e Rupert Grint .  Dublou Marianne no filme de 2015 Strange Magic. Foi destaque com Chris Evans em um anúncio de 2016 das fragrâncias Gucci Guilty Eau.[50]

Desde 2016, Wood interpreta a senciente androide Dolores Abernathy na série de ficção científica da HBO Westworld. Seu desempenho foi elogiado como "espetacular",  "tour-de-force, turn-on-dime",[51] além de "uma tremenda conquista técnica".[52]

Em agosto de 2019, Wood anunciou na D23 Expo que foi escolhida para dar voz à rainha Iduna em Frozen II.  O filme, um sucesso de bilheteria, foi lançado em novembro de 2019.[53]

Participou do filme Viena and The Fantomes (2020), de Gerardo Naranjo, que conta a história de Viena (Dakota Fanning), uma jovem que nos anos 1980 decide seguir uma banda de punk rock ao redor dos Estados Unidos, com lançamento via streaming.[54]

MúsicaEditar

Em 2012, Wood gravou "I'd Have You Anytime", que está no quarto CD de Chimes of Freedom: The Songs of Bob Dylan Honoring 50 Years of Amnesty International, uma produção beneficente da organização.[55] Formou a dupla de electropop Rebel and Basketcase com o multi-instrumentista Zach Villa em 2016.  A dupla se desfez em agosto de 2017.[56] Wood faz parte da dupla Evan+Zane, que ela formou com o guitarrista / cantor e compositor Zane Carney em 2018.[57]

Wood apareceu na Billboard Hot 100 pela primeira vez em 2019, quando "Show Yourself", o dueto que ela cantou ao lado de Idina Menzel da trilha sonora de Frozen II, estreando na posição 99.[58]

Participa da música "Can I Be Your Friend?" do cantor Chevy Mustang, que estreou no verão de 2020.[59]

Outras ApariçõesEditar

Wood apareceu no MTV Video Music Awards de 2010 em 13 de setembro de 2009.[60]

Em junho de 2016, a Human Rights Campaign (HRC) divulgou um vídeo em homenagem às vítimas do tiroteio em uma boate gay de Orlando em 2016[61]; no vídeo, Wood e outros contaram as histórias das pessoas que lá morreram.[62]

No documentário Showbiz Kids (2020), de Alex Winter para a HBO, conta sobre as suas experiências como estrela infantil em Hollywood e como sua vida se transformou ao trabalhar tão precocemente.[63][64]

Phoenix ActEditar

Em 2018 Wood foi Congresso dos EUA defender o projeto de lei contra violência doméstica que escreveu, Phoenix Act. Testemunhou perante o Subcomitê Judiciário da Câmara dos Estados Unidos sobre Crime, Terrorismo, Segurança Interna e Investigações como sobrevivente de violência doméstica e estupro.[65] [66]

O projeto foi aprovado na Califórnia em 2019 e aumentou o tempo para que as vítimas consigam denunciar seus agressores de três para cinco anos; também exige que os policiais tenham treinamento adicional sobre violência por parceiro íntimo.[67]

Vida pessoalEditar

RelacionamentosEditar

Wood começou a namorar o ator inglês Jamie Bell por um ano em 2005, depois de se conhecerem no Festival Sundance de Cinema. Wood estava ciente das alegações falsas de que haviam se conhecido pela primeira vez ao co-estrelar o videoclipe da música "Wake Me Up When September Ends", do Green Day, e afirmou que "já estavam namorando e muito apaixonados nessa época".[68]

Namorou, durante quatro anos, com Marilyn Manson. Se conheceram em 2006 no hotel Chateau Marmont, mas Manson era casado na época. Então, no começo, era apenas uma amizade que os dois compartilhavam. Após o casamento de Marilyn Manson acabar, eles oficialmente começaram a namorar. Ela é a inspiração por trás da música " Heart-Shaped Glasses ", de Manson , e apareceu no videoclipe da música.[69] Fez o clipe Heart Shaped Glasses ao lado do cantor. Após um término em 2008, eles voltaram em 2009 e ficaram noivos em 2010[70] rompendo o noivado no mesmo ano.[71]

Em 2011, Wood falou sobre sua sexualidade em uma entrevista à Marie Claire, dizendo: "essa é uma grande parte de quem eu sou, e sempre foi assim desde que me lembro".[72]   No mesmo ano, reacendeu seu relacionamento com Bell, cinco anos depois que terminaram.[73] [74]  Casaram-se em uma pequena cerimônia em 30 de outubro de 2012[75] [76]  e tiveram um filho, nascido em 30 de julho de 2013.[77] Wood teve um parto em casa com seu filho, e agradeceu publicamente Ricki Lake, criador do documentário The Business of Being Born, por inspirar sua decisão.[78] Em maio de 2014, Wood e Bell anunciaram que se separaram após 19 meses de casamento.[79] [80]

Em janeiro de 2017, Wood ficou noiva Zach Villa. [81] Em setembro de 2017, eles cancelaram o noivado.[82]

Agressão sexualEditar

Em 2016, Wood disse a um repórter da Rolling Stone que havia sido estuprada duas vezes "há muitos anos". Ela afirmou que ainda sofria com a experiência, mas que "não acreditava que vivemos em uma época em que as pessoas podem ficar em silêncio por mais tempo" e que ela estava recordando seu passado para ajudar outros sobreviventes de abuso doméstico.[83] [84] Em fevereiro de 2018, Wood testemunhou perante o Subcomitê Judiciário da Câmara dos Estados Unidos sobre Crime, Terrorismo, Segurança Interna e Investigações como sobrevivente de violência doméstica e estupro.[65]

Prestando um dilacerador depoimento, Wood contou no Congresso dos EUA como seu ex-namorado a maltratou física e psicologicamente, a torturou e a violentou. Também contou ter sofrido violência sexual por outro homem anos depois, em um depósito fechado de um bar.[85][86]

Ela discursou no Congresso Americano e no Senado da Califórnia sobre esses abusos sexuais, e sobre o relacionamento conturbado que viveu, no qual sofria violência doméstica e abusos psicológicos quase que diariamente. Porém, os nomes desses abusadores não foram divulgados pela atriz. [66]

Por conta desses abusos, aos 22 anos ela tentou suicídio. E foi internada por um curto período em um hospital Psiquiátrico.[87]

FilmografiaEditar

CinemaEditar

Ano Título Título em Português Papel Observações
1997 Digging to China br: O Poder da Emoção pt: O Caminho da Felicidade Harriet Frankovitz Lançamento Limitado
1998 Practical Magic br: Da Magia à Sedução pt: Magia e Sedução Kylie Owens
1998 Detour br: Desvios do Destino Daniella Rogers
2001 Little Secrets br: Pequenos Segredos Emily Lindstrom
2002 S1m0ne br: Simone Lainey Christian
2003 Thirteen br: Aos Treze Tracy Louise Freeland Indicada ao Globo de Ouro
2003 The Missing br: Desaparecidas Lily Gilkeson
2005 Pretty Persuasion br: Garotas Malvadas Kimberly Joyce Lançamento Limitado
2005 The Upside of Anger br: A Outra Face da Raiva Lavender "Popeye" Wolfmeyer
2005 Down in the Valley br: O Vale Proibido October "Tobe"
2006 Asterix and the Vikings br: Asterix e os Vikings Abba (voz) Versão em Inglês

Lançamento Limitado

2006 Shark Bait br: O Mar Não Está Pra Peixe Cordelia (voz)
2006 Running with Scissors br: Correndo com Tesouras Natalie Finch
2007 King of California br: O Rei da California Miranda
2007 The Life Before Her Eyes br: Sem Medo de Morrer Young Diana McFee
2007 Battle for Terra br: Batalha por T.E.R.A. Mala (voz)
2007 Across the Universe Lucy Carrigan
2008 The Wrestler br: O Lutador Stephanie Ramzinski
2009 Phantasmagoria: The Visions of Lewis Carroll Alice Projeto Cancelado
2009 Whatever Works br: Tudo Pode Dar Certo Melodie St. Ann Celestine
2010 The Conspirator br: Conspiração Americana Anna Surratt
2011 The Ides of March br: Tudo pelo Poder Pt: Nos Idos de Março Molly Stearns
2013 Charlie Countryman br: Conquistas Perigosas Gabi Ibanescu
2013 A Case of You br: Um Caso de Amor Birdie Hazel
2014 Barefoot br: O Seu Jeito de Amar Daisy Kensington
2014 10 Things I Hate About Life Inacabado / Cancelado
2015 Strange Magic br: Magia Estranha Marianne (voz)
2015 Into the Forest br: No Escuro da Floresta Eva
2017 Allure Laura Drake
2018 Flavors of Youth br: O Sabor da Juventude Yi Lin (voz) Segment: "Chiisana Fashion Show" English version
2019 Frozen II Rainha Iduna (voz)
2020 Kajillionaire Old Dolio Whitacre
2020 Viena and the Fantomes Susi

TelevisãoEditar

Ano Título Título em Português Papel Observação
1994 In the Best of Families: Marriage, Pride & Madness br: Sangue Amargo Pequena Susie Filme para Televisão
1994 Search for Grace br: À Procura de Grace Jovem Sarah / Robin Filme para Televisão
1995 A Father for Charlie br: Retrato de Coragem Tessa Filme para Televisão
1995 Death in Small Doses Anna Filme para Televisão
1995–96 American Gothic Rose Russell 3 episódios
1997 Get to the Heart: The Barbara Mandrell Story Jaime Dudney - 8 anos Filme para Televisão
1998–99 Profiler Chloe Waters 6 episódios
1999 Down Will Come Baby Robin Garr Filme para Televisão
1999–2002 Once and Again br e pt: Começar de Novo Jessie Sammler Elenco Principal; 55 episódios
2000 Touched by an Angel br: O Toque de um Anjo Sarah Radcliff Episódio: "Pandora's Box"
2002 The West Wing br: West Wing: Nos Bastidores do Poder Hogan Cregg Episódio: "The Black Vera Wang"
2003 CSI: Crime Scene Investigation br: CSI: Investigação Criminal Nora Easton Episódio: "Got Murder?"
2009–11 True Blood Sophie-Anne Leclerq 8 episódios
2011 Mildred Pierce Veda Pierce Minissérie; 2 episódios
2013 Robot Chicken br: Frango Robô Girl / Mother (voz) Episódio: "Botched Jewel Heist"
2015 Doll & Em Evan 5 episódios
2016–present Westworld Dolores Abernathy Papel Principal; 3 seasons
2018–19 Drunk History Vários 2 episódios
2019 What We Do in the Shadows Evan a Imortal Episódio: "The Trial"

Clipes MusicaisEditar

Ano Título Cantor Ref
2005 "Wake Me Up When September Ends" Green Day [88]
2005 "At the Bottom of Everything" Bright Eyes [89]
2007 "Heart-Shaped Glasses (When the Heart Guides the Hand)" Marilyn Manson [90]
2015 "Can't Deny My Love" Brandon Flowers [91]
2019 "Uneventful Days" Beck [92]
2020 "Can I Be Your Friend?" Chevy Mustang [93]

Premiações e IndicaçõesEditar

Ano Título Prêmio Categoria Prêmio Ref
1999 Practical Magic Young Artist Awards Melhor Performance de Longa-Metragem: Jovem Atriz Coadjuvante Indicada
Down Will Come Baby YoungStar Awards Melhor performance de uma Jovem Atriz em Minissérie / Filme para Televisão Indicada
2000 Profiler Young Artist Awards Melhor Performance em uma Série Dramas: Jovem Atriz Coadjuvante Indicada
Once and Again YoungStar Awards Melhor Jovem Atriz/Performance em Série Drama Indicada
2001 Young Artist Awards Melhor Conjunto Série de TV (Drama ou Comédia) Venceu
2002 Little Secrets Young Artist Awards Melhor Performance em um Longa Metragem: Principal Jovem Atriz Indicada
2003 The Missing Young Artist Awards Melhor Performance em um Longa Metragem: Principal Jovem Atriz Indicada
Thirteen Bratislava International Film Festival Prêmio Menção Especial Venceu
MTV Movie Awards Revelação Feminina Indicada
Washington DC Area Film Critics Association Awards Melhor Atriz Indicada
2004 Las Vegas Film Critics Society Juventude no Cinema Venceu
Phoenix Film Critics Society Melhor Performance de uma Atriz em um Papel Principal Indicada
Melhor Performance de um Jovem em um Papel Principal ou Coadjuvante Feminino Indicada
Desempenho Inovador na Tela Venceu
Prism Awards Performance em um Longa Metragem Teatral Venceu
Young Artist Awards Melhor Performance de Longa-Metragem: Principal Atriz Jovem Indicada
Satellite Awards Melhor Performance de Atriz em Filme: Drama Indicada
MTV Movie Awards Desempenho Feminino Inovador Indicada
Broadcast Film Critics Association Melhor Jovem Ator/Atriz Indicada
Golden Globe Awards Melhor Performance de Atriz em Filme: Drama Indicada
Screen Actors Guild Awards Melhor Performance Atriz no Papel Principal Indicada
2008 The Wrestler Utah Film Critics Association Melhor Performance de uma Atriz Coadjuvante Indicada
2011 Mildred Pierce Primetime Emmy Awards Melhor Atriz Coadjuvante em uma Minissérie ou Filme Indicada
Satellite Awards Melhor Atriz Coadjuvante em Série, Minissérie ou Filme Feito para Televisão Indicada
2012 Golden Globe Awards Melhor Atriz Coadjuvante em Série, Minissérie ou Filme Feito para Televisão Indicada
The Ides of March Broadcast Film Critics Association Melhor Conjunto Indicada
Central Ohio Film Critics Association Melhor Conjunto Indicada
2016 Westworld Critics' Choice Television Award Melhor Atriz em Série Dramática Venceu
2017 Satellite Awards Melhor Atriz – Séries de Televisão Drama Venceu
Golden Globe Awards Melhor Atriz – Séries de Televisão Drama Indicada
Screen Actors Guild Awards Melhor Elenco em Série Dramática Indicada
Saturn Awards Melhor Atriz Coadjuvante em Série de Televisão Indicada
Primetime Emmy Awards Melhor Atriz Principal em Série Dramática Indicada
Herself HRC North Carolina Gala Prêmio de Visibilidade HRC Venceu
2018 Westworld Primetime Emmy Awards Melhor Atriz Principal em Série Dramática Indicada


Referências

  1. Morris, Alex; Morris, Alex (17 de novembro de 2016). «How Evan Rachel Wood's Personal Demons Prepped Her for 'Westworld'». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  2. a b c d «"Evan Rachel Wood: Biography - People.com"». People (em inglês). Consultado em 26 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2012 
  3. Hibbard, Laura (7 de setembro de 2011). «Evan Rachel Wood, Michael Emerson & More: Famous Birthdays for September 7». HuffPost (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  4. «Wood re-lives high school bullying for inspiration». web.archive.org. 1 de julho de 2006. Consultado em 27 de junho de 2020 
  5. Kappes, Serena, Amy Longsdorf e Nick White (9 de março de 2005). «"Celeb Spotlight: Evan Rachel Wood."» (em inglês). People. Consultado em 26 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2012 
  6. Kennedy, Douglas (26 de outubro de 2007). «"Evan Rachel Wood lives life to the full"» (em inglês). couriermail.com.au. Consultado em 26 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2012 
  7. «Evan Rachel Wood: namorada de Marilyn Manson e estrela precoce». O Globo. 4 de janeiro de 2009. Consultado em 27 de junho de 2020 
  8. Staff, Guardian (24 de junho de 2006). «Distress princess». the Guardian (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  9. «Sean Penn Articles, Photos, and Videos - Chicago Tribune». www.chicagotribune.com. Consultado em 27 de junho de 2020 
  10. Stern, Marlow (24 de abril de 2013). «Evan Rachel Wood On Tribeca Film 'Case Of You,' Coming Out As Bisexual, Her Pregnancy, and More». The Daily Beast (em inglês) 
  11. «Evan Rachel Wood - PLAY Personajes». abc (em espanhol). 10 de março de 2017. Consultado em 27 de junho de 2020 
  12. «American Jewish Life Magazine». web.archive.org. 15 de julho de 2012. Consultado em 27 de junho de 2020 
  13. AdoroCinema. «Filmografia Evan Rachel Wood». AdoroCinema. Consultado em 27 de junho de 2020 
  14. AdoroCinema, American Gothic, consultado em 27 de junho de 2020 
  15. a b c O'Toole, Lesley (24 de junho de 2006). «"Distress princess"» (em inglês). The Guardian. Consultado em 26 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2012 
  16. a b c d «"Evan Rachel Wood Biography"» (em inglês). Yahoo!. Consultado em 26 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2012 
  17. «"22nd Annual Awards"» (em inglês). Young Artist Awards 
  18. «Chicago International Children's Film Festival (1998)». IMDb. Consultado em 27 de junho de 2020 
  19. «"Practical Magic - Box Office Mojo"» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 26 de agosto de 2012 
  20. «Young Artist Awards (2003)». IMDb. Consultado em 27 de junho de 2020 
  21. «"Little Secrets (2002) - Rotten Tomatoes"» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 26 de agosto de 2012 
  22. «"Little Secrets - Box Office Mojo"» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 26 de agosto de 2012 
  23. «"HFPA - Awards Search"» (em inglês). Hollywood Foreign Press Association. Consultado em 27 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 27 de agosto de 2012 
  24. «Teen Engines: Riding with the Kid Cultur». Vanity Fair. 157 páginas. Julho de 2003 
  25. «"Thirteen (2003) - Box Office Mojo"» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 27 de agosto de 2012 
  26. «"Thirteen (2002) - Rotten Tomatoes"» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 27 de agosto de 2012 
  27. «CSI: Crime Scene Investigation | TV Guide». TVGuide.com (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  28. «"The Upside of Anger - Box Office Mojo"» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 27 de agosto de 2012 
  29. «"The Upside of Anger - Rotten Tomatoes"» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 27 de agosto de 2012 
  30. «"DVD Garotas Malvadas"». Lojas Americanas. Consultado em 27 de agosto de 2012. Cópia arquivada em 27 de agosto de 2012 
  31. Denby, David. «Dirty Business». The New Yorker (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  32. Down in the Valley (2006) (em inglês), consultado em 27 de junho de 2020 
  33. Staff, Guardian (24 de junho de 2006). «Distress princess». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  34. «Cate Blanchett gets Hollywood gong | The Daily Telegraph». web.archive.org. 12 de outubro de 2007. Consultado em 27 de junho de 2020 
  35. Staff, Guardian (24 de junho de 2006). «Distress princess». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  36. «Family Room Crowns KING OF CALIFORNIA at Sundance Film Festival. | Trends & Events > Awards & Prizes from AllBusiness.com». web.archive.org. 22 de junho de 2008. Consultado em 27 de junho de 2020 
  37. «King Of California | TV Guide». TVGuide.com (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  38. «'Thirteen' no more: Evan Rachel Wood grows up - CNN.com». web.archive.org. 11 de outubro de 2007. Consultado em 27 de junho de 2020 
  39. venuszine.com http://venuszine.com/articles/art_and_culture/culture/5738/Evan_Rachel_Wood. Consultado em 27 de junho de 2020  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  40. «BBC - Movies - review - Across The Universe». www.bbc.co.uk. Consultado em 27 de junho de 2020 
  41. «AWARDS | MIDNIGHT AWARDS | San Francisco International Film Festival». fest09.sffs.org. Consultado em 27 de junho de 2020 
  42. mikejones; mikejones (26 de abril de 2009). «San Fran : Midnight with Evan Rachel Wood, Elijah Wood». IndieWire (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  43. LaSalle, Mick (25 de abril de 2008). «Movie review: 'Life Before Her Eyes' shimmers». SFGate. Consultado em 27 de junho de 2020 
  44. «TLS - Times Literary Supplement». TLS (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  45. «Atrizes de Hollywood: ″O tempo de Woody Allen acabou″ - DN». www.dn.pt. Consultado em 27 de junho de 2020 
  46. Hudson, Shane. «Auditions Set for Evan Rachel Wood Led ROMEO & JULIET Benefit Run». BroadwayWorld.com (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  47. AdoroCinema, Conspiração Americana, consultado em 27 de junho de 2020 
  48. Rapkin, Mickey. «Evan Rachel Wood Interview on 'Ides of March'». GQ (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  49. «Mildred Pierce». Television Academy (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  50. Schallon, Lindsay. «Evan Rachel Wood and Chris Evans' New Fragrance Ad Is So Steamy, It Could Melt Snow». Glamour (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  51. Poniewozik, James (18 de abril de 2018). «Review: 'Westworld' Gets a Partial Upgrade for Season 2». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331 
  52. VanDerWerff, Emily (9 de dezembro de 2016). «TV's 2 best performances in 2016 shared a surprising common trait». Vox (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  53. «'Frozen 2' Box Office: All the Records Broken». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  54. AdoroCinema, Viena and the Fantomes, consultado em 28 de junho de 2020 
  55. Jagernauth, Kevin; Jagernauth, Kevin (27 de fevereiro de 2012). «Watch: Video Of Evan Rachel Wood Covering "I'd Have You Anytime" For Amnesty International Album 'Chimes Of Freedom'». IndieWire (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  56. «Bio». Rebel and a Basketcase (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  57. «Evan+Zane». Evan + Zane (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  58. «Evan Rachel Wood's 'Frozen 2' Duet Debuts On Hot 100: See Her Reaction». Billboard. 3 de dezembro de 2019. Consultado em 27 de junho de 2020 
  59. Baltin, Steve. «Premiere: Chevy Mustang And Evan Rachel Wood Ask, 'Can I Be Your Friend'». Forbes (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2020 
  60. «Evan Rachel Wood's 'Frozen 2' Duet Debuts On Hot 100: See Her Reaction». Billboard. 3 de dezembro de 2019. Consultado em 27 de junho de 2020 
  61. G1, Do; Paulo, em São (12 de junho de 2016). «Ataque em boate gay deixa 50 mortos em Orlando, nos EUA». Mundo. Consultado em 27 de junho de 2020 
  62. «Vídeo reúne 49 celebridades para homenagear cada uma das vítimas de Orlando». MdeMulher. Consultado em 27 de junho de 2020 
  63. «"Showbiz Kids": documentário da HBO relembra trajetória de Cameron Boyce e outros jovens talentos». PAPELPOP. 25 de junho de 2020. Consultado em 28 de junho de 2020 
  64. «Showbiz Kids». HBO. Consultado em 28 de junho de 2020 
  65. a b CNN, Saba Hamedy. «'Westworld' star shares her story of sexual assault in emotional testimony». CNN. Consultado em 27 de junho de 2020 
  66. a b Squires, Bethy (10 de outubro de 2019). «Evan Rachel Wood's Domestic-Violence Bill Was Signed Into Law». Vulture (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  67. «Projeto criado por Evan Rachel Wood contra violência doméstica vira lei». www.uol.com.br. Consultado em 27 de junho de 2020 
  68. Stern, Marlow (24 de abril de 2013). «Evan Rachel Wood On Tribeca Film 'Case Of You,' Coming Out As Bisexual, Her Pregnancy, and More». The Daily Beast (em inglês) 
  69. «TLS - Times Literary Supplement». TLS (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  70. «Marilyn Manson and Evan Rachel Wood Are Engaged». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  71. «Marilyn Manson and Evan Rachel Wood Call It Quits (Again!)». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  72. Connor, Katie (14 de setembro de 2011). «Evan Rachel Wood Transforms Herself … Again». Marie Claire (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  73. «Toronto News | Latest Headlines & Breaking News | Toronto Sun» (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  74. «"Wood, Bell rekindle romance"» (em inglês). Toronto Sun. 1 de julho de 2011. Consultado em 3 de novembro de 2012 
  75. «Evan Rachel Wood Wedding, Marries Jamie Bell». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  76. «"Evan Rachel Wood e Jaime Bell se casam"». Ego. Globo.com. 2 de novembro de 2012. Consultado em 3 de novembro de 2012 
  77. Reuters, Da (31 de julho de 2013). «Nasce primeiro filho dos atores Jamie Bell e Evan Rachel Wood». Cinema. Consultado em 27 de junho de 2020 
  78. «Evan Rachel Wood and Jamie Bell welcome first baby - Celebrity news (…». archive.is. 1 de agosto de 2013. Consultado em 27 de junho de 2020 
  79. «Evan Rachel Wood and Jamie Bell confirm birth of son» (em inglês). BBC. 30 de julho de 2013. Consultado em 31 de julho de 2013 
  80. «Evan Rachel Wood and Jamie Bell Have Split After Two Years of Marriage». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  81. «Evan Rachel Wood Is Engaged». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  82. Group, Sinclair Broadcast (7 de setembro de 2017). «Report: Evan Rachel Wood calls off engagement with fiance». WJLA. Consultado em 27 de junho de 2020 
  83. Puente, Maria. «Evan Rachel Wood posts Twitter letter about being raped twice». USA TODAY (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  84. Wood, Evan Rachel. «What A Time To Be Alive». Nylon (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2020 
  85. Moda, S. (1 de março de 2018). «Evan Rachel Wood vai ao Congresso dos EUA defender lei contra agressão sexual». EL PAÍS. Consultado em 27 de junho de 2020 
  86. «Atriz Evan Rachel Wood revela ter sido violada duas vezes» 
  87. Vitória, Folha (1 de fevereiro de 2019). «Evan Rachel Wood abre o jogo sobre sua tentativa de suicídio e internação em clínica». Folha Vitória. Consultado em 27 de junho de 2020 
  88. G1, Do; Paulo, em São (11 de janeiro de 2013). «Evan Rachel Wood confirma gravidez do primeiro filho, diz site». Cinema. Consultado em 30 de junho de 2020 
  89. Wittmer, Carrie. «The life and rise of 'Westworld' star Evan Rachel Wood, who was nominated for a Golden Globe as a teenager and has a deep connection to music and activism». Business Insider. Consultado em 30 de junho de 2020 
  90. «Video: Westworld Star Evan Rachel Wood Testifies Before the California Senate About Her Abusive Relationship With Marilyn Manson». MetalSucks (em inglês). 25 de abril de 2020. Consultado em 30 de junho de 2020 
  91. «Brandon Flowers releases spooky new video for 'Can't Deny My Love'». The Tufts Daily (em inglês). 1 de abril de 2015. Consultado em 30 de junho de 2020 
  92. Reed, Ryan; Reed, Ryan (23 de outubro de 2019). «Beck Enlists Dev Hynes to Direct His Surreal 'Uneventful Days' Video». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 30 de junho de 2020 
  93. Baltin, Steve. «Premiere: Chevy Mustang And Evan Rachel Wood Ask, 'Can I Be Your Friend'». Forbes (em inglês). Consultado em 30 de junho de 2020 

Ligações externasEditar