Abrir menu principal

Exército Vermelho Chinês

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o Exército Vermelho Chinês. Para o Exército Vermelho Russo, veja Exército Vermelho. Para o exército atual da República Popular da China, veja Exército de Libertação Popular.
Exército Vermelho dos Operários e Camponeses da China

中國工農紅軍軍旗

中國工農紅軍軍旗.svg
País República da China (1912–1949) República da China
Corporação Partido Comunista da China
República Soviética da China
Subordinação Comissão Militar Central
Criação 1928
Período de atividade 1928 a 1937
História
Guerras/batalhas Segunda Guerra Sino-japonesa
Longa Marcha
Guerra Civil Chinesa
Comando
Comandante He Long
Peng Dehuai
Mao Zedong
Zhang Guotao
Zhou Enlai
Zhu De
Mais...

O Exército Vermelho dos Operários e Camponeses da China (chinês tradicional: 中國工農紅軍, chinês simplificado: 中国工农红军, pinyin: Zhōngguó Gōngnóng Hóngjūn) ou Exército Revolucionário dos Operários e Camponeses da China, rebatizado em 1936 como Exército Vermelho do Povo Chinês (chinês tradicional: 中國人民紅軍, chinês simplificado: 中国人民红军, pinyin: Zhōngguó Rénmín Hóngjūn), conhecido geralmente como o Exército Vermelho Chinês ou simplesmente o Exército Vermelho (chinês tradicional: 紅軍, chinês simplificado: 红军, pinyin: Hóngjūn), foi o conjunto das forças armadas do Partido Comunista da China de 1928 a 1937. O Exército Vermelho foi incorporado ao Exército Nacional Revolucionário como parte da Segunda Frente Unida com o Partido Nacionalista (Kuomintang) para lutar contra os japoneses durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa de 1937. Nos estágios finais da Guerra Civil Chinesa, o exército passou a se chamar Exército de Libertação Popular.

HistóriaEditar

Final dos anos 1920: Formação do Exército Vermelho ChinêsEditar

Durante o verão de 1927, o Partido Comunista da China assumiu as duas divisões das forças Nacionalistas e liderou um motim militar. O general das forças Nacionalistas, He Long, comandou o 20º Corpo para que se juntasse a eles. Com um total de 20 mil soldados, eles planejavam ocupar Cantão, mas foram derrotados antes de chegarem à cidade, com apenas alguns milhares de homens sobrevivendo à batalha. Zhu De liderou uma coluna de sobreviventes rumo à província de Hunan para lutar na Revolta da Colheita de Outono, onde foram derrotados novamente.[1] Após os levantes fracassados, Mao Zedong assumiu o comando dos mil sobreviventes e estabeleceu uma área de base revolucionária nas Montanhas Jinggang. Os dois exércitos juntaram forças no ano seguinte. No inverno de 1927, o Partido Comunista planejava conquistar Cantão; no entanto, a insurreição fracassou e milhares de insurgentes foram mortos pelo general Li Jishen, das forças nacionalistas.[2]

Entre 1928 e 1929, o Partido Comunista da China promoveu diversas revoltas. Embora a maioria tenha fracassado, várias unidades de pequena escala foram criadas, como o Quarto Exército de Mao Zedong e Zhu De, que totalizou cerca de 6 mil homens no verão de 1928 e combateu na província de Jiangxi. Também no verão de 1928, Peng Dehuai, Comandante Regimental das forças Nacionalistas, liderou um motim militar. O sobrevivente da Revolta de Nanchang, He Long, também criou um exército em sua cidade natal, tendo ex-soldados do governo como a principal força de combate.

Início dos anos 1930: O Sucesso inicial do Exército VermelhoEditar

 
Bandeira do Exército Vermelho dos Operários e Camponeses da China de 1930 a 1934.

No início de 1930, mais exércitos vermelhos foram criados e o número de soldados cresceu rapidamente. No verão de 1930, o Exército Vermelho Chinês tinha crescido para mais de 100 mil soldados e possuía várias áreas de base, como no sul e no norte da província de Jiangxi, oeste de Hubei e leste da Hunan, entre outros. O Quinto Exército de Peng Dehuai atacou e ocupou Changsha, a capital da província de Hunan. Após o ataque, a província de Jiangxi tornou-se a maior área de base do Exército Vermelho Chinês. No outono de 1930, o Sétimo Exército de Deng Xiaoping deixou sua área de base na província de Guangxi.

Em 1931, o Exército Vermelho Chinês derrotou as forças Nacionalistas três vezes com um ataque em larga escala, fazendo com que as forças Nacionalistas perdessem aproximadamente 100 mil soldados. Várias pequenos exércitos vermelhos se reuniram e formaram um exército de grupo. No verão de 1931, o general Zhang Guotao chegou à área de base do 4º Exército Vermelho e assumiu o controle do exército. A maioria dos oficiais superiores do 4º Exército Vermelho foram executados por ele, incluindo Xu Jishen, Zhou Weijiong e Xiaofang. Movimentos semelhantes também ocorreram em Hubei; na primavera de 1931, Xia Xi assumiu o exército de He Long e executou a maioria de seus oficiais superiores, incluindo Duan Dechang.

No outono de 1932, as forças Nacionalistas reuniram 300 mil soldados para atacar o Quarto Exército Vermelho. A maior parte dos futuros generais das forças Nacionalistas participaram dessa batalha, como Huang Wei, Du Yuming, Sun Li-jen e outros. Tendo perdido mais da metade de seus soldados, o Quarto Exército Vermelho foi derrotado e teve que se retirar de sua área de base. O Terceiro Exército de He Long também sofreu perdas significativas, com mais de 10 mil soldados perdendo suas vidas após deixarem a província de Hubei. Durante esse período, também houveram diversas batalhas entre as forças Nacionalistas e o Primeiro Exército Vermelho da Província de Jiangxi.

Na primavera de 1933, o Primeiro Exército Vermelho derrotou o quarto ataque em larga escala das forças Nacionalistas e eliminou duas divisões e meia de suas forças de elite. Vários generais das forças Nacionalistas também foram capturados. Em 1933, o Quarto Exército Vermelho chegou à província de Sichuan e recrutou mais de 80 mil soldados, fazendo com que o comandante da província, Liu Xiang, reunisse 200 mil soldados para atacar o Quarto Exército Vermelho no outono.

Meados dos anos 1930: Derrotas do Exército VermelhoEditar

 
Bandeira do Exército Vermelho dos Operários e Camponeses da China após janeiro de 1934.

Em 1934, as forças Nacionalistas compraram uma grande quantidade de novas armas alemãs e deram início a um quinto ataque em larga escala na área de base do Exército Vermelho em Jiangxi. O Primeiro Exército Vermelho perdeu mais de 50 mil soldados nesta batalha e teve que deixar a província para estabelecer uma nova base. Este evento marca o começo da Longa Marcha. Cerca de 30 mil soldados foram deixados para defender as áreas de base no sul da China. Durante o mesmo tempo, o Quarto Exército Vermelho derrotou os ataques de Liu Xiang, que perdeu mais de 80 mil soldados em batalha. Antes do Primeiro Exército Vermelho iniciar a Longa Marcha, a Sexta Legião de Xiao Ke chegou à província de Guizhou, unindo forças com o Terceiro Exército de He Long. Após isso, o Terceiro Exército mudou sua designação para Segunda Legião.

No outono de 1935, o Primeiro Exército Vermelho chegou ao norte da província de Xianxim com apenas 6 mil soldados, depois de perder mais de 80 mil ao longo do caminho. Nessa mesma época, o Quarto Exército Vermelho mudou-se para o norte da província de Sichuan e planejou atacar Chengdu. No final de 1935, eles haviam perdido mais de 40 mil soldados e foram derrotados. Desse modo, eles foram forçados a se mudar para o sul da província deGansu e esperar pela Segunda e Sexta Legião de He Long chegarem.

Final dos anos 1930: Formação de um novo exércitoEditar

No verão de 1936, a Segunda Legião, a Sexta Legião e o Trigésimo Segundo Exército formaram um novo exército de grupo. Foi nomeado como Segundo Exército Vermelho e He Long foi encarregado de ser seu comandante. O Segundo Exército Vermelho e o Quarto Exército Vermelho chegaram ao norte da província de Xianxim no outono de 1936. Nessa mesma época, cerca de 21 mil soldados do Quarto Exército Vermelho atacaram a província de Gansu, buscando encontrar um caminho para a União Soviética. No final de 1936, foram derrotados pelas forças Nacionalistas do general Ma Bufang com mais de 6 mil soldados sendo capturados. Apenas Xu Xiangqian e outros oficiais superiores sobreviveram. Devido a esse grande fracasso, o Comandante-em-Chefe do Quarto Exército Vermelho, Zhang Guotao, foi destituído de seu poder militar.

Quando a guerra antijaponesa eclodiu em 7 de julho de 1937, as forças militares Comunistas foram nominalmente integradas ao Exército Nacional Revolucionário da República da China, formando o Exército da Oitava Rota e as unidades do Novo Quarto Exército. O Primeiro Exército Vermelho foi integrado na 115ª Divisão das forças Nacionalistas. O Segundo Exército Vermelho foi integrado na 120ª Divisão das forças Nacionalistas. O Quarto Exército Vermelho foi integrado à 129ª Divisão das Forças Nacionalistas. Essas três divisões tinham 45 mil soldados ao todo. 10 mil foram deixados para defender as áreas de base ao norte de Xianxim. No sul da China, os 10 mil soldados do Novo Quarto Exército atuaram como uma força de guerrilha. Na época da Segunda Guerra Sino-Japonesa, esses dois exércitos continham cerca de um milhão de homens armados.

Depois que o Partido Comunista assumiu o poder em 1949, veteranos do Exército Vermelho passaram a ser venerados na cultura da China continental e se distinguiram daqueles que se uniram para lutar com o Partido Comunista após a integração com os Nacionalistas, ou durante a segunda guerra civil.

Eventos importantesEditar

Data Evento
1 de agosto de 1927 Revolta de Nanchang
1927 Revolta da Colheita do Outono
1930 a 1931 Primeira Campanha de Cercamento[3]
1931 Segunda Campanha de Cercamento[3]
Julho de 1931 Terceira Campanha de Cercamento[3]
1932 a 1933 Quarta Campanha de Cercamento[3]
1933 a 1934 Quinta Campanha de Cercamento[3]
1934 a 1936 Longa Marcha[3][4]

Liderança PrincipalEditar

Lideranças principais do quartel-general do Exército VermelhoEditar

Em maio de 1933, o Exército Vermelho Chinês começou a construir um sistema de regularização militar. Eles estabeleceram a sede do Exército Vermelho na linha de frente para comandar as operações.

Postes Militares Primeiro termo Segundo termo Terceiro termo
Oficial Período Oficial Período Oficial Período
Presidente da Comissão Militar Zhu De 05/1933 - 12/1936 Mao Zedong 12/1936 - 07/1937
Comandante em chefe Zhu De 05/1933 - 07/1937
Chefe Comissário Político Zhou Enlai 05/1933 - 07/1935 Zhang Guotao 06/1935 - 07/1937
Chefe de Gabinete Geral Liu Bocheng 05/1933 - 07/1937
Chefe Adjunto de Gabinete Geral Zhang Yunyi 05/1933 - 10/1934 Ye Jianying 10/1934 - 07/1937
Diretor do Departamento Político Geral Wang Jiaxiang 05/1933 - 06/1935 Cheng Changhao 06/1935 - 12/1936 Wang Jiaxiang 12/1936 - 07/1937
Diretor Adjunto do Departamento Político Geral He Chang 05/1933 - 10/1934 Yuan Guoping 10/1934 - 12/1936 Yang Shangkun 12/1936 - 07/1937
Diretor de Segurança Li Kenong 05/1933 - 12/1935 Luo Ruiqing 12/1935 - 07/1937
Ministro da Abastecimento Ye Jizhuang 05/1933 - 07/1937
Ministro da Saúde Pública Peng Longbo 05/1933 - 12/1933 He Cheng 12/1933 - 07/1937
Ministro da Estação Militar Yang Lisan 05/1933 - 07/1937

Comandantes dos exércitos de grupoEditar

O Exército Vermelho Chinês frequentemente afirmava que eles tinham três exércitos do grupo, embora, em 1931, o Segundo Exército Vermelho fosse muito menor do que os outros dois.

Exército Postes Militares Primeiro termo Segundo termo Terceiro termo
Postes Militares Oficial Período Oficial Período Oficial Período
Primeiro Exército Vermelho Comandante Zhu De 08/1930 - 10/1935 Peng Dehuai 10/1935 - 08/1937
Comissário Político Mao Zedong 08/1930 - 05/1933 Zhou Enlai 05/1933 - 10/1935 Mao Zedong 10/1935 - 08/1937
Chefe de Gabinete Zhu Yunqing 08/1930 - 06/1931 Ye Jianying 06/1931 - 08/1937
Diretor do Departamento Político Yang Yuebin 08/1930 - 06/1932 Yang Shangkun 06/1932 - 10/1935 Wang Jiaxiang 10/1935 - 08/1937
Segundo Exército Vermelho Comandante He Long 07/1936 - 08/1937
Comissário Político Ren Bishi 07/1936 - 10/1936 Guan Xiangying 10/1936 - 08/1937
Chefe de Gabinete Li Da 07/1936 - 10/1936 Zhou Shidi 10/1936 - 08/1937
Diretor do Departamento Político Gan Siqi 07/1936 - 10/1936 Zhu Rui 10/1936 - 08/1937
Quarto Exército Vermelho Comandante Xu Xiangqian 11/1931 - 08/1937
Comissário Político Cheng Changhao 11/1931 - 08/1937
Chefe de Gabinete Zeng Zhongsheng 11/1931 - 10/1933 Ni Zhiliang 10/1933 - 04/1936 04/1936 - 08/1937
Diretor do Departamento Político Liu Shiqi 11/1931 - 11/1932 Cheng Changchao 11/1932 - 04/1936 04/1936 - 08/1937

Lideranças principais das áreas baseEditar

Em 1930, o Exército Vermelho Chinês estabeleceu várias áreas base. Embora as designações do Exército Vermelho mudassem com frequência, as principais lideranças das áreas base não mudaram significativamente.

Área Base Duração Liderança Principal Observações
Jiangxi 1929 - 1934 Mao Zedong
Zhu De
Zhu De
Zhou Enlai
Norte de Jiangxi 1929 - 1934 Kong Hechong Traição em 1934
Fu Qiutao
Fang Buzhou Traição em 1937
Leste de Jiangxi 1929 - 1935 Fang Zhimin Morto em 1935
Zhou Jianping
Navio Shao
Norte de Fujian 1929 - 1934 Huang Dao
Huang Ligui Morto em 1937
Wu Xianxi Morto em 1937
Oeste de Jiangxi e Leste de Hunan 1930 - 1934 Ren Bishi
Wang Zhen
Xiao Ke
Cai Huiwen Morto em 1936
Oeste de Anhui, Leste de Hubei e Sul de Henan 1930 - 1932 Zhang Guotao
Xu Jishen Morto em 1931
Xu Xiangqian
Chen Changhao
Shen Zemin Morto em 1933
Oeste de Hubei 1930 - 1932 He Long
Zhou Yiqun Morto em 1931
Guan Xiangying
Xia Xi Morto em 1936
Norte de Sichuan 1933 - 1935 Zhang Guotao
Xu Xiangqian
Chen Changhao
Wang Weizhou
Norte de Xianxim 1932 - 1937 Liu Zhidan Morto em 1936
Xie Zichang Morto em 1935
Xi Zhongxun
Leste de Cantão 1930 - 1931 Gu Dacun
Guangxi 1930 - 1932 Deng Xiaoping
Li Mingrui Morto em 1931
Yu Zuoyu Morto em 1930
Wei Baqun Morto em 1932
Hainan 1930 - 1932 Wang Wenming Morto em 1930
Feng Baiju

PessoalEditar

Rebelião militarEditar

Nas primeiras fases de seu estabelecimento, a maioria dos oficiais militares do Exército Vermelho Chinês era composta de ex-oficiais das forças Nacionalistas, com a maioria deles se unindo secretamente ao Exército Vermelho entre 1925 e 1928. Muitos desses oficiais foram mortos nos primeiros anos da guerra. A maior rebelião foi a Revolta de Ningdu, ocorrida no inverno de 1931. O general Dong Zhentang, chefe do 26º Exército de Rota do Exército Nacional Revolucionário e seus 17 mil soldados foram os primeiros a se juntar ao Primeiro Exército Vermelho. Após a revolta, o Partido Nacionalista fortaleceu seu controle sobre o exército, tornando mais difícil uma possível rebelião militar. Apesar disso, o general Zhang Guotao, que considerava com desdém os ex-oficiais das forças Nacionalistas, liderou um ataque no verão de 1931 que matou mais de 2.500 oficiais do centro e do alto escalão do Quarto Exército Vermelho que eram originários das forças nacionalistas.

Classificações e títulosEditar

O Exército Vermelho Chinês não possuía fileiras. Oficiais e soldados eram considerados iguais. Logo no início, os oficiais foram eleitos pelos soldados; no entanto, durante as últimas partes da guerra, este sistema foi eliminado. Do regimento ao exército, o sistema de comando em cada nível tinha quatro comandantes: comandante, comissário político, chefe de gabinete e diretor do departamento político, com o comissário político detendo o maior poder.

Educação militarEditar

Como o número de ex-oficiais das forças Nacionalistas que compunham o Exército Vermelho diminuiu durante a guerra, o Exército Vermelho começou a desenvolver formas de educação militar para os novos oficiais que antes eram fazendeiros. Cada área base estabeleceu suas próprias academias militares, geralmente usando oficiais inimigos capturados como professores. O empreendimento foi muito bem-sucedido e, em 1936, a maioria dos oficiais militares do Exército Vermelho eram antigos fazendeiros.

ExpurgosEditar

Em 1931, os comandantes determinaram que havia um número de espiões no Exército Vermelho. Esta questão tornou-se particularmente relevante quando Zhu Yunqing, Chefe de Gabinete do Exército Vermelho, foi assassinado por um espião em um hospital. Após disso, cada Exército Vermelho começou a julgar e executar os oficiais e soldados suspeitos. Em 1931, o Primeiro Exército Vermelho executou cerca de 4 mil homens. O Quarto Exército Vermelho e o Terceiro Exército Vermelho também executaram milhares de oficiais, especialmente oficiais superiores. Esses expurgos foram provavelmente uma das razões pelas quais o Terceiro e o Quarto Exércitos foram rapidamente derrotados em 1932.

MilíciaEditar

Normalmente, a área base do Exército Vermelho era cercada por forças inimigas. Para proteger a área do ataque inimigo, o Exército Vermelho recrutou guardas vermelhos. Os guardas vermelhos eram comandados por oficiais do soviete local. Quando a guerra em larga escala estourou, os guardas vermelhos foram responsáveis por dar suporte logístico ao Exército Vermelho e fornecerem novos soldados para o Exército. Por exemplo, no inverno de 1932, o Oitavo Exército de Xiao Ke tinha 2.200 soldados vermelhos e 10 mil guardas vermelhos. Os oficiais dos guardas vermelhos, no entanto, nem sempre eram leais. Na primavera de 1933, um dos policiais dos guardas vermelhos matou o comandante do 29º Exército, Chen Qianlun, e entregou-se às forças Nacionalistas.

OrganizaçãoEditar

Normalmente, cada exército ou legião do Exército Vermelho Chinês tinha três ou duas divisões de infantaria. Cada divisão possui três regimentos de infantaria e uma companhia de morteiros. O número de soldados de cada divisão variou de acordo com o tempo. No começo, cada divisão tinha cerca de mil ou 2 mil homens. De 1933 a 1936, uma divisão geralmente tinha cerca de 5 mil ou 6 mil homens.

1928Editar

Após várias revoltas, o Exército Vermelho Chinês teve vários exércitos no verão de 1928.

Província Ordem de batalha Comandante Força da tropa
Jiangxi 4º Exército Zhu De 6.000
Hunan 5º Exército Peng Dehuai 2.000
Hubei 2º Exército He Long 1.500
Anhui 11º Exército Wu Guanghao 300

1930Editar

O Exército Vermelho Chinês tornou-se mais forte do que antes durante o verão de 1930.

Província Ordem de batalha Comandante Força da tropa
Jiangxi 4º Exército Lin Biao 5.000
6º Exército Huang Gonglue 5.000
10º Exército Fang Zhimin 2.000
12º Exército Deng Yigang 3.000
20º Exército Hu Shaohai 1.500
Hunan 5º Exército Peng Dehuai 4.000
8º Exército He Zhanggong 5.000
16º Exército Hu Yiming 2.000
Hubei 4º Exército He Long 2.000
6º Exército Duan Dechang 8.000
Anhui 1º Exército Xu Jishen 2.100
Zhejiang 13º Exército Hu Gongmian 3.000
Jiangsu 14º Exército He Kun 700
Guangxi 7º Exército Li Mingrui 6.000
8º Exército Yu Zuoyu 1.000

1932Editar

No verão de 1932, o Exército Vermelho Chinês formou três forças principais antes da Quarta Campanha de Cercamento.

Província Ordem de batalha Comandante Força da tropa
Jiangxi 1ª Legião Lin Biao 20.000
3ª Legião Peng Dehuai 18.000
5ª Legião Dong Zhentang 17.000
12º Exército Luo Binghui 7.400
22º exército Xiao Ke 2.000
Norte de Jiangxi 16º Exército Kong Hechong 17.000
Leste de Hunan 8º Exército Wang Zhen 2.200
12ª Divisão Ye Changgeng 1.200
Leste de Jiangxi 10º Exército Zhou Jianping 4.000
Oeste de Hubei 3º Exército He Long 14.000
Oeste de Anhui e Leste de Hubei 4º Exército Xu Xiangqian 30.000
25º Exército Kuang Jixun 12.000
1ª Divisão Zeng Zhongsheng 3.000
Norte de Xianxim 42ª Divisão Liu Zhidan 200
Guangxi 21ª Divisão Wei Baqun 1.000

1934Editar

O Exército Vermelho Chinês tinha quase 200 mil homens no inverno de 1934.

Província Exército Ordem de batalha Comandante Força da tropa
Jiangxi 1º Exército Vermelho 1ª Legião Lin Biao 22.400
3ª Legião Peng Dehuai 19.800
5ª Legião Dong Zhentang 12.000
8ª Legião Zhou Kun 10.900
9ª Legião Luo Binghui 11.500
Leste de Guizhou 2º Exército Vermelho 2ª Legião He Long 4.400
6ª Legião Xiao Ke 3.300
Sichuan 4º Exército Vermelho 4º Exército Wang Hongkun 20.000
9º Exército He Wei 18.000
30º Exército Yu Tianyun 16.000
31º Exército Sun Yuqing 16.000
33º Exército luo Nanhui 10.000
Fujian 7º Exército 7ª Legião Xun Huaizhou 6.000
Leste de Jiangxi Novo 10º Exército Novo 10º Exército Liu Chouxi 4.000
Norte de Jiangxi 16ª Divisão 47º Regimento Xu Yangang 1.500
Leste de Hubei 25º Exército 25º Exército Xu Haidong 3.100
Norte de Xianxim 26º Exército 78ª Divisão Liu Zhidan 2.000
Oeste de Anhui 28º Exército 82ª Divisão Gao Jingting 1.000

1936Editar

A maior parte do Exército Vermelho Chinês havia chegado ao norte da província de Xianxim no outono de 1936. Apenas uma minoria deles permaneceu no sul da China.

Província Exército Ordem de batalha Comandante Força da força
Norte de Xianxim 1º Exército Vermelho 1ª Legião Zuo Quan 10.000
15ª Legião Xu Haidong 7.000
28º Exército Song Shilun 1.500
2º Exército Vermelho 2ª Legião He Long 6.000
6ª Legião Xiao Ke 5.000
32º Exército Luo Binghui 2.000
4º Exército Vermelho 4º Exército Chen Zaidao 9.000
31º Exército Wang Shusheng 7.000
Gansu Exército de Rota Oeste 5º Exército Dong Zhentang 3.000
9º Exército Sun Yuqing 6.500
30º Exército Cheng Shicai 7.000
Sul de Xianxim 25º Exército 74ª Divisão Chen Xianrui 1.400
Oeste de Anhui e Leste de Hubei 28º Exército 82ª Divisão Gao Jingting 2.500
Norte de Jiangxi 16ª Divisão 47º Regimento Fang Buzhou 1.200
Leste de Fujian Comando Militar do Leste de Fujian Divisão Independente Ye Fei 1.000
Norte de Fujian Comando Militar do Norte de Fujian Divisão Independente Huang Ligui 3.000
Sul de Zhejiang Comando Militar do Sul de Zhejiang Divisão Independente Su Yu 1.600

EquipamentoEditar

RiflesEditar

As armas do Exército Vermelho Chinês eram todas capturadas do exército inimigo, com a arma mais importante e útil sendo o rifle. No inverno de 1934, as doze divisões do Primeiro Exército Vermelho tinham 72.300 soldados e 25.300 fuzis. Comparado ao Primeiro Exército Vermelho, o Quarto Exército Vermelho tinha mais fuzis que permitiram recrutar muitos novos soldados na província de Sichuan. No entanto, as forças locais não possuíam rifles. No verão de 1934, a Sétima Legião de Xun Huaizhou tinha 6 mil soldados, mas apenas 1.200 fuzis, o que levou à rápida derrota da Sétima Legião quando eles tentaram atacar Fuzhou.

MetralhadorasEditar

Normalmente, todos os regimentos do Exército Vermelho Chinês possuíam uma companhia de metralhadoras, e cada companhia possuía seis ou mais metralhadoras. A taxa de equipamentos de metralhadora do Exército Vermelho não era menor do que a das tropas de elite das forças Nacionalistas. Esta foi uma das razões importantes pelas quais o Exército Vermelho conseguiu derrotar as forças Nacionalistas em diversas ocasiões. As metralhadoras mais comuns eram a Maxim, ZB vz. 26, Fuzil automático M1918 Browning, e a metralhadora Hotchkiss M1914.

 
As metralhadoras do Exército Vermelho Chinês em 1936.

Armas FriasEditar

Devido à falta de rifles, o Exército Vermelho Chinês foi forçado a usar armas frias como espadas, lanças, sabres e assim por diante. Em particular, a maioria dos soldados das tropas de milícia do Exército Vermelho estavam armados com armas frias em todos os momentos. No outono de 1930, Zeng Zhongsheng comandou 30 mil guardas vermelhos que estavam armados com armas frias. Apesar do grande número de soldados vermelhos, mil soldados inimigos armados com rifles foram capazes de derrotar as forças de Zhongsheng.

SubmetralhadorasEditar

A submetralhadora usada pelo Exército Vermelho Chinês foi a MP 18. As MP 18 eram capturadas das forças Nacionalistas que as haviam comprado da Alemanha. As tropas de elite do Exército Vermelho frequentemente usavam essas armas para derrotar rapidamente as forças inimigas.

ArtilhariaEditar

O Exército Vermelho Chinês fez uso da artilharia apreendida das forças inimigas. Na maioria das vezes, os Exércitos Vermelhos só tinham morteiros, e normalmente cada exército tinha de três a cinco destes. Durante o verão de 1930, o Quinto Exército de Peng Dehuai capturou dois canhões de montanha de 75mm em Yuezhou, mas eles não dispunham da munição necessária.

AeronaveEditar

Na primavera de 1931, o Quarto Exército Vermelho capturou um avião de reconhecimento das forças Nacionalistas na província de Hubei. O piloto, Long Enguia, juntou-se ao Exército Vermelho e ajudou-os a atacar o exército inimigo. Antes do Quarto Exército Vermelho recuar de sua área base, a aeronave foi escondida por fazendeiros locais e encontrada novamente em 1951. O Primeiro Exército Vermelho também capturou dois aviões de reconhecimento em 1932.

Referências

  1. https://www.globalsecurity.org/military/world/china/pla-history.htm
  2. Rhoads, E., Friedman, E., Joffe, E., & Powell, R. (1964). THE EARLY YEARS, 1927-1937. In The Chinese Red Army, 1927–1963: An Annotated Bibliography (pp. 17-33). Cambridge, Mass.: Harvard University Asia Center. Retrieved from http://www.jstor.org/stable/j.ctt1tg5nnd.8
  3. a b c d e f 李涛 (1 de novembro de 2012). 湘江血淚:中央紅軍長征突破四道封鎖線紀實. [S.l.: s.n.] ISBN 9787802047488 
  4. 《中國國民黨史》:“赤匪自稱這次流竄為長征。這次長征開始於民國二十三年十月,到二十四年一月,紅軍主力已到達貴州的遵義。”

NotasEditar