Abrir menu principal
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.


Expelled: No Intelligence Allowed
 Estados Unidos
2008 •  cor •  97 min 
Direção Nathan Frankowski
Produção Premise Media:
Logan Craft
Walt Ruloff
John Sullivan
Roteiro Kevin Miller
Ben Stein
Walt Ruloff
Elenco Ben Stein
Música Andy Hunter°
Robbie Bronnimann
Edição Simon Tondeur
Distribuição Rocky Mountain Pictures
Lançamento 18 de Abril de 2008[1]
Idioma inglês
Orçamento 3,5 milhões de dólares
Receita 7,7 milhões de dólares

Expelled: No Intelligence Allowed é um filme documentário de 2008, dirigido por Nathan Frankowski e estrelado por Ben Stein.[2][3] O filme argumenta que o estabelecimento da ciência dominante suprime acadêmicos que acreditam ver evidência de design inteligente na natureza e que criticam as evidências que suportam a evolução de Darwin e a síntese evolutiva moderna como uma conspiração corrente para manter Deus fora dos laboratórios de ciências e salas de aula.[4][5]

Índice

Acusações de Racismo, Eugenia, NazismoEditar

A teoria científica da evolução é retratada no filme como contribuindo para o fascismo, o nazismo o Holocausto, o comunismo, o ateísmo e a eugenia,[6][7] supostas contribuições do darwinismo para o racismo e a ideia de que os seres "superiores" terminam por exterminar aqueles considerados "fracos".

Argumentos científicos do Design InteligenteEditar

O filme mostra ainda teorias científicas alternativas à evolução do darwinismo, e defende que vários cientistas discordantes do Darwinismo são perseguidos no meio acadêmico pelo Establishment da ideologia dominante corrente, de tendência neoatéia. A Complexidade Irredutível é minudenciada em uma linguagem clara e acessível para o leigo.

O filme retrata o design inteligente como motivado pela ciência, ao invés de religião, embora ele não dê uma definição detalhada da frase ou a tentativa de explicá-lo em um nível científico. Exceto por abordar brevemente questões sobre a complexidade irredutível, o documentário Expelled o examina como uma questão política.[8][6][9][10]

O debate Stein x DawkinsEditar

Um dos momentos mais interessantes é o confronto "mano a mano" entre Stein e Dawkins, este último, conhecido como uma espécie de mentor do movimento ateu militante anti-religioso. Dawkins admite indícios da possibilidade de um "Design Inteligente", citando que possivelmente se encontrem evidências bioquímicas e biomoleculares de um "Desenhador Inteligente" com um plano inteligente no projeto dos organismos, mas que possivelmente foi causado por uma inteligência superior de fora de nosso mundo.Dawkins teoriza que o "desenhador" inteligente que planejou a complexidade dos seres vivos possa ter sido um extraterrestre vindo de outra galáxia, semeando a vida na Terra, afirmação esta que prova que o "guru" ateu admite o design inteligente ao menos como hipótese, sendo contrário apenas a ideia de Deus e aceitando outra inteligência no lugar. No debate, postado no you tube com grande número de acessos(Dawkins admite: extraterrestres semearam vida na Terra), vemos um dawkins inseguro, acuado, diante de um Stein direto e incisivo.

RepercussãoEditar

O filme, conforme já esperado, foi enxovalhado pela mídia de massas, mas foi um sucesso de bilheteria, sendo considerado o filme-documentário de maior bilheteria dos Estados Unidos.

Em setembro de 2012, Expelled arrecadou mais de 7,7 milhões dólares se tornando a 20º maior bilheteria de todos os tempos, e a sétima maior bilheteria de filmes do tipo 'documentário político' de todos os tempos.[11]

Referências

  1. Tatania Siegel (15 de fevereiro de 2008). «New mutation in Darwin debate - Entertainment News, Weekly, Media - Variety». Variety (revista). Consultado em 24 de fevereiro de 2008 
  2. «Expelled Press Kit». expelledthemovie.com. 2008. Consultado em 16 de abril de 2008 
  3. Shannon Colavecchio-Van Sickler (13 de Março, 2008). «Politics: State: New legislation to keep debate on evolution alive» 🔗. St. Petersburg Times. Consultado em 15 de março de 2008  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. Cornelia Dean (27 de Setembro de 2007). «Scientists Feel Miscast in Film on Life's Origin». The New York Times. Consultado em 28 de setembro de 2007 
  5. Lesley Burbridge-Bates (22 de agosto de 2007). «Expelled Press Release» 🔗 (PDF). Premise Media. Consultado em 29 de Setembro de 2007 
  6. a b Dan Whipple (16 de Dezembro de 2007). «Colorado Confidential: Science Sunday: Intelligent Design Goes to the Movies». Colorado Confidential. Consultado em 16 de fevereiro de 2008. Arquivado do original em 27 de março de 2008 
  7. Jeannette Catsoulis (18 de Abril de 2008). «Resentment Over Darwin Evolves Into a Documentary». New York Times. Consultado em 3 de dezembro de 2008 
  8. Chang, Justin (2008). «Expelled: No Intelligence Allowed (Documentary)». Variety (publicado em 14 de abril de 2008). Consultado em 10 de junho de 2008 
  9. «Ben Stein: No argument allowed». Chicago Sun-Times 
  10. Blogs.suntimes.com Um porta-voz chega perto de articular um pensamento sobre o Design Inteligente: "Se você definir a evolução precisamente, no entanto, para significar a origem comum de toda a vida na Terra a partir de um único ancestral via mutações não direcionadas e seleção natural - que é uma definição de neo-darwinismo encontrada nos livros - os biólogos de primeira ordem tem questões reais... "O Design Inteligente é o estudo de padrões na natureza, que são melhor explicados como resultado da inteligência."
  11. «Expelled: No Intelligence Allowed Box Office Analysis». Box Office Mojo. 21 de abril de 2008. Consultado em 21 de abril de 2008 
  Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.