Exposição Universal de 1855

A Exposição Universal de Paris de 1855 foi uma Exposição Internacional realizada nos Champs-Élysées em Paris de 15 de maio a 15 de novembro de 1855. Seu título oficial completo era Exposition Universelle des produits de l'Agriculture, de l'Industrie et des Beaux-Arts de Paris, 1855.[1] Hoje, o único remanescente físico da exposição é o Théâtre du Rond-Point des Champs-Élysées, projetado pelo arquiteto Gabriel Davioud, que originalmente abrigava o Panorama National.

Exposition Universelle des produits de l'Agriculture, de l'Industrie et des Beaux-Arts de Paris 1855

HistóriaEditar

A exposição foi um grande evento na França , então recentemente sob o reinado do imperador Napoleão III.[2] Seguiu-se à Grande Exposição de Londres de 1851 e tentou superar o Palácio de Cristal daquela feira com seu próprio Palais de l'Industrie.

As artes exibidas foram mostradas em um pavilhão separado na Avenue Montaigne.[3] Havia trabalhos de artistas de 29 países, incluindo os artistas franceses François Rude, Ingres, Delacroix[3] e Henri Lehmann,[4] e os artistas britânicos William Holman Hunt e John Everett Millais.[3] No entanto, Gustave Courbet, tendo tido várias de suas pinturas rejeitadas, expôs em um Pavillon du Réalisme temporário adjacente à mostra oficial.

De acordo com seu relatório oficial, 5 162 330 visitantes compareceram à exposição, dos quais cerca de 4,2 milhões ingressaram na exposição industrial e 0,9 milhão na exposição de Belas Artes.[1] despesas ascenderam a mais de $ 5 000 000, enquanto as receitas mal chegavam a um décimo desse montante. A exposição cobriu 16 hectares (40 acres) com 34 países participantes.[1]

Para a exposição, Napoleão III solicitou um sistema de classificação para os melhores vinhos de Bordeaux, que seriam exibidos para visitantes de todo o mundo. Os corretores da indústria do vinho classificavam os vinhos de acordo com a reputação do château e o preço de comercialização, que na época estava diretamente relacionado à qualidade. O resultado foi a importante Classificação Oficial dos Vinhos de Bordéus de 1855.[5]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b c «Les expositions universelles de Paris, de 1855 à 1937.». www.expositions-universelles.fr. Consultado em 5 de junho de 2021 
  2. Art Nouveau. «L' Exposition Universelle de 1855 à Paris». L'art nouveau. Consultado em 9 de janeiro de 2011 
  3. a b c Ratcliffe, Barrie M. (2008). «Paris 1855». In: Findling, John E.; Pelle, Kimberley D. Encyclopedia of World's Fairs and Expositions. [S.l.]: McFarland & Company, Inc. p. 23. ISBN 978-0-7864-3416-9 
  4. Océanides grief of the foot of the rock where Prometheus was chained, Fitzwilliam Museum, 2014 
  5. Peppercorn, David (2003). Bordeaux. London: Mitchell Beazley. 83 páginas. ISBN 1-84000-927-6 

Ligações externasEditar

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.