Ezequiel Lavezzi

futebolista argentino

Ezequiel Ivánn Lavezzi (Villa Gobernador Gálvez, 3 de maio de 1985) é um ex-futebolista argentino que atuava como atacante.

Ezequiel Lavezzi
Ezequiel Lavezzi
Ezequiel Lavezzi em 2011 atuando pela seleção argentina.
Informações pessoais
Nome completo Ezequiel Iván Lavezzi
Data de nasc. 3 de maio de 1985 (35 anos)
Local de nasc. Villa Gobernador Gálvez, Argentina
Nacionalidade argentino
Altura 1,73 m
destro
Apelido El Pocho
Lave
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes de juventude
1995–2003 Boca Juniors
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2003–2004
2004–2007
2007–2012
2012–2016
2016–2019
Estudiantes
San Lorenzo
Napoli
Paris Saint-Germain
Hebei China Fortune
0039 000(17)
0097 000(26)
0190 000(49)
0161 000(35)
0075 000(35)
Seleção nacional3
2005
2008
2007–2016
Argentina Sub-20
Argentina Olímpica
Argentina
0007 0000(5)
0010 0000(7)
0051 0000(9)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 27 de novembro de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 21 de junho de 2016.

Medalhas
Jogos Olímpicos
Ouro Pequim 2008 Equipe

ClubesEditar

Infância e começo de carreiraEditar

Quando novo, Lavezzi já tinha grande vontade de se tornar jogador, mas enquanto isso não acontecia, ele vivia assistindo e torcendo pelo seu time, o Rosario Central.[1]

Desde cedo, seu talento era reconhecido, tendo jogado nos times inferiores do Boca Juniors dos seus dez aos dezoito anos. Em 2003, Lavezzi se transferiu para o Estudiantes (BA) da 1ª B Metropolitana Argentina, onde realizou 39 partidas, anotando dezessete gols.[1]

San LorenzoEditar

Após uma breve passagem pelo Genoa, da Itália, onde não chegou a atuar, em 2004 Lavezzi foi emprestado ao San Lorenzo, um dos grandes do futebol argentino. Em Almagro começaria a despontar.[2] Em seu primeiro campeonato pelo Ciclón, no Apertura 2004, Lavezzi marcou seis gols, terminando como o quarto melhor artilheiro do campeonato. Devido a esse belo desempenho, o San Lorenzo abriu seus cofres e o comprou em definitivo por 1,2 milhões de euros.[3]

Em 2005 anotou oito gols, sendo novamente o quarto artilheiro do campeonato. Foi campeão do Clausura 2007, marcando dois gols na vitória do Ciclón contra o Boca Juniors na La Bombonera, que os deixou mais perto do título. Na última partida, contra o Arsenal de Sarandí, Lavezzi contribui com duas assistências e um gol no jogo do título.

NapoliEditar

Após a bela campanha pelo San Lorenzo, muitos times demonstraram interesse em contratá-lo. O Napoli, time italiano aonde Diego Maradona atou nos anos 1980 e que tinha conseguido recentemente a volta à Serie A, depois de terminar como vice-campeão da temporada anterior na Serie B, fora o mais disposto a desbancar os seis milhões de euros para contar com o atacante em 2007. Lavezzi assinou um contrato de cinco anos no dia 5 de julho de 2007 e escolheu a camisa 7.[4] Logo no seu começo, El Pocho já mostrou o que sabia fazer. Saindo do banco, entrou e marcou três gols na virada napolitana contra o Pisa por 3 a 1. Após 14 anos, o Napoli tinha um jogador fazendo 3 gols em apenas um jogo. Seu primeiro gol pelo Campeonato Italiano aconteceu na esmagadora vitória do Napoli por 5 a 0 contra a Udinese, no dia 2 de setembro de 2007. Após essa partida, a imprensa italiana o chamou de "Inspiração", e dizia também que uma nova estrela Napolitana havia nascido.[5] O Napoli não ganhava com tal margem de gols desde 1988, quando ainda contava com Maradona na equipe.

 
Lavezzi no Napoli pelo Campeonato Italiano.

Ele completou a temporada 2007–08 com oito gols em 35 jogos. Na temporada 2008–09, ele marcou sete gols em 30 jogos. Na temporada 2009–10, ele marcou oito gols em 30 jogos, mas perdeu cerca de 10 jogos por causa de lesões. Por isso Lavezzi parou de jogar por um bom tempo pelo Napoli para a temporada 2010–11. Na mesma temporada, ele marcou dois gols na Liga Europa, contra IF Elfsborg e Liverpool, respectivamente, marcou seis e assistiu outros 12 na Série A e ainda marcou um gol na Copa da Itália contra o Bologna.

Lavezzi marcou seu primeiro gol na temporada 2011–12 com uma vitória por 3 a 1 sobre o Cesena no dia 10 de setembro, abrindo o placar aos 3 minutos após receber lançamento do zagueiro Hugo Campagnaro. Lavezzi foi nomeado "Homem do Jogo". Na rodada seguinte, deu assistência para seu companheiro de ataque Edinson Cavani marcar de voleio e definir a vitória do Napoli por 2 a 0 contra a Udinese, no dia 26 de outubro. Pouco antes da pausa de inverno, Lavezzi teve mais uma boa atuação e deu a assistência para um dos gols de Cavani, em uma vitória de 4 a 2 contra o Lecce.

Já no dia 17 de fevereiro de 2012, o Napoli venceu a Fiorentina por 3 a 0, com Lavezzi fechando o placar aos 90 minutos depois de um chute de fora da área.[6] Quatro dias depois, ele marcou seus dois primeiros na Liga dos Campeões em uma vitória de 3 a 1 contra o Chelsea.[7][8][9] No domingo seguinte, 26 de fevereiro, Lavezzi marcou o único gol do jogo em que o Napoli derrotou a Internazionale e subiu para o quinto lugar na Serie A.

No dia 4 de março de 2012, contra o Parma, aos 41 minutos do segundo tempo Lavezzi recebeu, e embora parecesse estar em posição de impedimento, marcou o gol que deu a vitória ao time napolitano. Já no dia 9 de março, Lavezzi marcou de pênalti e deu uma assistência na goleada de 6 a 3 contra o Cagliari.[10][11][12] Marcou seu nono gol na Serie A em uma derrota por 3 a 1 para a Atalanta, no dia 11 de abril, depois de receber de Goran Pandev e finalizar de carrinho contra a meta de Andrea Consigli.[13] Despediu-se do clube em junho, afirmando que carregaria uma enorme afeição pelo Napoli.[14]

Paris Saint-GermainEditar

No dia 2 de julho de 2012, acertou sua transferência para o Paris Saint-Germain por quatro temporadas, após o clube francês pagar aproximadamente 30 milhões de euros.[15] No dia 11 de agosto, Lavezzi fez sua estreia contra o Lorient com um empate por 2 a 2, na partida de abertura da Ligue 1 da temporada de 2012–13.[16] Seus dois primeiros gols para o PSG foram no dia 21 de novembro, na Liga dos Campeões, segurando a classificação contra o Dínamo de Kiev em uma vitória por 2 a 0 fora de casa.[17]

Fez um gol na vitória de 2 a 1 contra o Porto, em um chute dentro da área após falha do brasileiro Helton.[18][19] Marcou mais um gol contra o Évian, em uma vitória por 4 a 0 no Parc des Princes.[20] Já no dia 11 de dezembro, Lavezzi marcou o quarto gol do PSG depois de um hat-trick de Ibrahimović, contra o Valenciennes em mais uma vitória por 4 a 0.[21][22] Marcou o gol que garantiu o empate do Paris Saint-Germain contra o Valencia por 1 a 1, levando sua equipe para às quartas-de-final da Liga dos Campeões.[23][24] Já no dia 6 de maio, deu assistência para Alex no empate com o Valenciennes por 1 a 1, perdendo a chance de ficar muito próximo do título francês antecipado.[25]

Hebei China FortuneEditar

No dia 17 de fevereiro de 2016, perto do fim do contrato com o PSG, Lavezzi foi anunciado como novo reforço do Hebei China Fortune.[26][27] O valor pago pelos chineses foi de 5,5 milhões de euros (R$ 25 milhões) para adquirir o jogador antes do fim do contrato. Na China, Lavezzi foi um dos jogadores mais bem pagos do mundo, e em duas temporadas de contrato recebeu 29 milhões de euros (R$ 131 milhões).[28]

AposentadoriaEditar

Anunciou oficialmente a sua aposentadoria dos gramados no dia 14 de dezembro de 2019, por meio de uma postagem no Instagram.[29][30]

Seleção NacionalEditar

 
Lavezzi na Seleção Argentina em 2011.

Lavezzi teve poucas chances na Seleção Argentina. Sua estreia aconteceu contra o Chile, no dia 18 de abril de 2007. Ainda teve mais uma oportunidade de 45 minutos, na derrota da Argentina contra a Austrália.

Em 2008, Lavezzi foi selecionado para a Seleção Olímpica que representou a Argentina nas Olimpíadas de 2008.[31] Durante os Jogos Olímpicos, ele marcou dois gols, um contra a Austrália no dia 10 de agosto de 2008, e uma penalidade contra a Sérvia em 13 de agosto de 2008. Lavezzi também apareceu nos minutos finais da prorrogação contra a Nigéria, em um jogo Argentina venceu por 1 a 0.[32]

Disputou como titular a Copa América de 2011 sob o treinador Sergio Batista. Foi convocado para disputar a Copa do Mundo de 2014.[33]

EstatísticasEditar

Seleção Ano Jogos Gols
Argentina 2007 2 0
2008 1 0
2009 3 0
2010 3 0
2011 7 2
2012 4 0
2013 8 2
2014 9 0
2015 11 3
2016 3 2
Total 51 9

Vida pessoalEditar

Associação Civil Filhos do SulEditar

Em outubro de 2009, Ezequiel Lavezzi, junto com seu irmão Diego, criou a Associação Civil Filhos do Sul (Ansur), uma organização sem fins lucrativos que atende crianças de uma forma holística e tweens na necessidade de Villa Gobernador Gálvez, província de Santa Fé, Argentina.[34]

TítulosEditar

San Lorenzo
Napoli
Paris Saint-Germain
Seleção Argentina

Referências

  1. a b «III Tabellino - Lavezzi». Consultado em 5 de julho de 2020. Arquivado do original em 31 de março de 2012 
  2. «Lavezzi fue presentado en el Genoa» (em espanhol). Clarín. 16 de julho de 2005. Consultado em 5 de julho de 2020 
  3. Giovanni Porcella (2 de agosto de 2005). «Toccata e fuga per Lavezzi che lascia il Genoa» (em italiano). IlGiornale. Consultado em 5 de julho de 2020 
  4. Nicky Bandini (4 de setembro de 2007). «Livewire Lavezzi sparks Napoli into life, before the inevitable». The Guardian. Consultado em 5 de julho de 2020 
  5. «Torneo 1988-1989» (em italiano). Napolissimo.net. Consultado em 5 de julho de 2020 
  6. «Inter de Milão perde a 3a seguida; Napoli bate a Fiorentina». UOL Esporte. 17 de fevereiro de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  7. «Atacantes brilham, torcida empurra, e Napoli afunda o Chelsea na crise». GloboEsporte.com. 21 de fevereiro de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  8. Fernando Almeida (21 de fevereiro de 2012). «Com show da dupla Cavani-Lavezzi, Napoli vence o Chelsea por 3 a 1 na Itália». O Tempo. Consultado em 5 de julho de 2020 
  9. «Lavezzi e Cavani fazem carnaval do Napoli sobre o Chelsea». Trivela. 21 de fevereiro de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  10. «Com atuação avassaladora, Napoli faz seis no Cagliari». Trivela. 9 de março de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  11. «Warning for Chelsea as Ezequiel Lavezzi shines again for Napoli» (em inglês). The Guardian. 9 de março de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  12. «Napoli bate Cagliari por 6 x 3; Inter vence após 10 jogos». DomTotal. 10 de março de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  13. Padraig Whelan (11 de abril de 2012). «Napoli 1-3 Atalanta: Partenopei's Slump Continues With Shock Loss». Forza Italian Football. Consultado em 5 de julho de 2020 
  14. «Lavezzi: "Sempre carregarei uma enorme afeição pelo Napoli"». Trivela. 24 de junho de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  15. «Por 30 milhões de euros, PSG acerta com argentino Lavezzi». Terra. 2 de julho de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  16. Eduardo Donida (11 de agosto de 2012). «Ibrahimovic marca duas vezes, mas PSG tropeça em casa no Nacional». Jornal do Commercio. Consultado em 5 de julho de 2020 
  17. «Com dois gols de Lavezzi, PSG bate o Dínamo de Kiev e se classifica». GloboEsporte.com. 21 de novembro de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  18. «Thiago Silva faz, Hélton franga, e PSG passa em 1º com vitória sobre o Porto». GloboEsporte.com. 4 de dezembro de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  19. «Lavezzi sinks Porto to put PSG top» (em inglês). UEFA.com. 4 de dezembro de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  20. «PSG goleia o Évian e assume vice-liderança provisória da Ligue 1». Terra. 8 de dezembro de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  21. «Molezinha: Ibra faz três gols, e PSG goleia o Valenciennes fora de casa». GloboEsporte.com. 11 de dezembro de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  22. «Ibrahimovic marca 3, e PSG goleia o Valenciennes». Terra. 11 de dezembro de 2012. Consultado em 5 de julho de 2020 
  23. «Jonas marca, mas PSG, na retranca, avança às quartas da Champions». GloboEsporte.com. 6 de março de 2013. Consultado em 5 de julho de 2020 
  24. «PSG segura o Valencia e avança para as quartas da Liga dos Campeões». oGol. 6 de março de 2013. Consultado em 5 de julho de 2020 
  25. «Thiago Silva é expulso e PSG perde chance de colocar mão na taça». Terra. 6 de maio de 2013. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  26. «Oficial: Lavezzi aceita proposta da China e vai jogar pelo Hebei Fortune». GloboEsporte.com. 17 de fevereiro de 2016. Consultado em 5 de julho de 2020 
  27. «Lavezzi é anunciado como novo reforço do Hebei China Fortune». Terra. 17 de fevereiro de 2016. Consultado em 26 de maio de 2020 
  28. «Argentino completa um ano na China: milhões na conta e nenhum gol». VEJA. 14 de fevereiro de 2017. Consultado em 5 de julho de 2020 
  29. «Aos 34 anos, Lavezzi anuncia aposentadoria como jogador». UOL Esporte. 13 de dezembro de 2019. Consultado em 26 de maio de 2020 
  30. Bruno Bonsanti (14 de dezembro de 2019). «Lavezzi foi importante no renascimento do Napoli e no começo do projeto milionário do PSG». Trivela. Consultado em 26 de maio de 2020 
  31. «Argentina 2008 Olympic Football Squad» (em inglês). Sportslens. 10 de julho de 2008. Consultado em 5 de julho de 2020 
  32. «Argentina brave heat to take gold» (em inglês). BBC. 23 de agosto de 2008. Consultado em 5 de julho de 2020 
  33. Carolina Juliano (2 de junho de 2014). «Argentina define os 23 para Copa e corta zagueiro do Atlético-MG». UOL. Consultado em 5 de julho de 2020 
  34. Janaína Figueiredo (12 de julho de 2014). «Ao contrário da geração rebelde de Maradona, Messi cativa por comportamento mais profissional». O Globo. Consultado em 5 de julho de 2020 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ezequiel Lavezzi