Abrir menu principal

Wikipédia β

Física de altas energias

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde junho de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fermilab com os anéis do Tevatron.
A cadeia de aceleração do Grande Colisor de Hádrons (LHC).

A física experimental de altas energias é uma área de estudo da física que procura estudar, quase sempre a partir de simulações, as quatro forças fundamentais da natureza: força gravitacional, eletromagnética, fraca e forte. Estuda também as partículas mediadoras dessas forças, as partículas fundamentais.

Diante da complexidade e do custo dos experimentos os pesquisadores dessa área tem que se contentar com análises feitas no chamado microcosmos, ou realidade montada. Dessa forma, nessa ciência são usadas muitas simulações computacionais, com o objetivo de facilitar o trabalho e baratear os gastos com pesquisa.

No mundo são poucos os laboratórios de pesquisa capazes de realizar grandes experimentos com microcosmos, por isso são feitas parcerias entre diversos países, como no projeto do LHC que se tornou possível graças ao envolvimento de diversos países, entre eles o Brasil.

FermilabEditar

Fermilab (de Fermi National Accelerator Laboratory) é um laboratório especializado em física de partículas localizado em Batavia, Estados Unidos, próximo a Chicago, Illinois. Foi fundado em 1967 com o nome National Accelerator Laboratory e em 1974 foi renomeado em homenagem ao físico Enrico Fermi, um dos primeiros a pesquisar o fenômeno da fissão nuclear. O acelerador de partículas Tevatron (que descobriu o quark top) é o mais importante experimento do Fermilab.

LHCEditar

Large Hadron Collider - LHC (em português: Grande Colisor de Hádrons (português brasileiro) ou Grande Colisionador de Hadrões (português europeu)) é o maior acelerador de partículas do mundo, localizado no CERN. O LHC entrou em funcionamento em 10 de Setembro de 2008.[1]

Referências