Abrir menu principal
Carros de Fórmula Vee.

Fórmula Vee, antigamente chamada de Fórmula Vê, é uma competição junior de automobilismo disputada com veículos Monopostos de baixo custo[1], sendo a maior categoria monoposto do mundo.[2]

No Brasil, além de ser a competição de menor custo do automobilismo nacional[2], ela ajudou a revelar muitos talentos do automobilismo, como Chico Lameirão, Ingo Hoffman, Nelson Piquet e os irmãos Wilson e Emerson Fittipaldi.[1]

A modalidade também é realizada em países como Irlanda, Austrália, EUA e Inglaterra, sempre com a mesma proposta.

HistóriaEditar

A Formula Vee surgiu nos EUA, quando o dono de uma concessionária da Volkswagen, Hubert Brundage, buscava uma forma e fortalecer a marca e seus produtos no país, o que poderia ser feito com o Automobilismo.[3]

Em 1962 foram fabricados alguns carros, que participaram de algumas corridas. Em 1963 a SCCA (Sports Car Club of America) reconheceu a categoria e oficializou as corridas. A partir daí, a categoria começou a crescer muito rapidamente, inclusive internacionalmente, uma vez que os carros da VW tinham grande popularidade em muitos países do mundo.[3]

No BrasilEditar

No Brasil a categoria começou a se difundir no final da década de 1960, sendo conhecida por Fórmula Vê.[3]

A primeira temporada foi disputada no ano de 1967, encerrando o ano com em evento especial, os 500 km de Interlagos. Nos anos seguintes a categoria enfrentou dificuldades, visto que o Autódromo de Interlagos foi fechado para reformas que duraram até 1970, sendo as corridas realizadas em sua maioria no Rio de Janeiro. Assim, a competição ganhou status de categoria regional, perdendo muitos apoios, inclusive da VW, e logo foi extinta.[3]

Em 1974, surge a Fórmula Super-Vê, contando com um forte apoio da VW, essa categoria teve grande sucesso, o que viabilizou também o retorno da Fórmula Vê em 1975, como categoria de acesso. A perda do apoio da montadora em 1981 colocou um novo fim à categoria.[3]

Em 2011, depois de 30 anos de ausência, a categoria foi re-criada por Joaquim Lopes Filho, e o engenheiro Roberto Zulli no, com corridas realizadas dentro do Campeonato Paulista de Automobilismo.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b motorshow.com.br/ A volta da Fórmula Vee
  2. a b carrosecorridas.com.br/ Alberto Cesar Otazú garante teste de Fórmula Vee
  3. a b c d e f kartbuzz.com.br/ CATEGORIAS ESCOLA PARTE 1 – A FÓRMULA VEE