Fórum para o Progresso e Desenvolvimento da América do Sul

fórum internacional de países sul-americanos

Fórum para o Progresso e Desenvolvimento da América do Sul (PROSUL; em castelhano: Foro para el Progreso y Desarrollo de América del Sur, PROSUR) é um experimento de regionalismo na América do Sul iniciado em 2019 em meio à onda conservadora e propondo a substituição da União de Nações Sul-Americanas (UNASUL).[2]

Fórum para o Progresso e Desenvolvimento da América do Sul (PROSUL)

  Estados participantes
Mapa dos países signatários do documento da reunião de 22 de março de 2019
Tipo fórum internacional
Situação ativa
Abrangência América do Sul
Idealizado por Iván Duque e Sebastián Piñera[1]
Primeira edição Santiago, 2019
Última edição Cartagena das Índias, 2022
Participantes
Presidente pro tempore Paraguai Santiago Peña
Site Página oficial
Principais tópicos
integração sul-americana

História editar

O PROSUL foi idealizado pelo então presidente chileno Sebastián Piñera como um bloco "aberto a todos os países da América do Sul e sem ideologias" e "uma estrutura flexível, leve, barata, com regras de funcionamento claras e com um mecanismo ágil de tomada de decisões",[3] para substituir a Unasul. Esta estava sem um secretário-geral designado desde 2017. Todos os países do subcontinente sul-americano, exceto Venezuela,[4] foram convidados à primeira cúpula e à formação do bloco. Oito deles assinaram a declaração final da reunião: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Guiana, Equador, Paraguai e Peru. Já os líderes da Bolívia, do Uruguai e do Suriname não compareceram à cúpula, mas enviaram representantes, que apenas observaram a reunião sem assinarem o documento; a chancelaria chilena informou que estes podem vir a assinar depois, se desejarem.[5] Além deles, Costa Rica, Nicarágua, Panamá e República Dominicana também chegaram a constar como possíveis integrantes/convidados à cúpula[6] e o agrupamento chegou a ser designado "Fórum para o Progresso e Desenvolvimento da América Latina".[7]

Na 3ª cúpula do Prosul, em janeiro de 2022, o Suriname apresentou o desejo de seu país ingressar oficialmente como país membro do Prosul e formalizar a sua saída da Unasul.[8] Em 27 de fevereiro do mesmo ano, o ministro das Relações Exteriores do Suriname, Albert Ramdin, anunciou a adesão oficial de seu país ao Prosul, sendo reconhecido no mesmo dia pelo presidente Chan Santokhi. Essa foi a primeira expansão real do bloco desde a sua criação em 2019.[9]

Em 3 de abril de 2022, o governo do Chile, agora liderado pelo ex-líder estudantil de esquerda, Gabriel Boric, enviou uma solicitação formal para a suspensão do país no Prosul.[10]

Cúpulas editar

A primeira cúpula de chefes de Estado do Prosul ocorreu no Chile em março de 2019.[11]

Local Período Anfitrião Notas
1.ª   Santiago 22 e 23 de março de 2019 Sebastián Piñera, presidente [12]
2.ª   videoconferência 12 de dezembro de 2020 Sebastián Piñera, presidente [13]
3.ª   Cartagena das Índias 27 de janeiro de 2022 Iván Duque, presidente [14]

Presidentes Pro tempore editar

A presidência do Prosul ocorre de forma rotativa a cada cúpula.[15]

País Retrato Presidente Início do mandato Fim do mandato
1  
Chile
  Sebastián Piñera 22 de março de 2019 12 de dezembro de 2020
2  
Colômbia
  Iván Duque 12 de dezembro de 2020 27 de janeiro de 2022
3  
Paraguai
  Mario Abdo Benítez 27 de janeiro de 2022 15 de agosto de 2023
4  
Paraguai
  Santiago Peña 15 de agosto de 2023 até a atualidade

Ver também editar

Referências

  1. https://www.infobae.com/america/america-latina/2019/01/14/cierran-unasur-el-presidente-de-colombia-revelo-que-la-reemplazara-un-nuevo-organismo-llamado-prosur/
  2. https://www.folhape.com.br/politica/politica/politica/2019/03/22/NWS,99764,7,547,POLITICA,2193-OITO-PAISES-ASSINAM-ACORDO-PARA-CRIACAO-PROSUL-NOVO-BLOCO-SUL-AMERICANO.aspx
  3. Venaglia, Guilherme (22 de março de 2019). «Documento de criação prevê cláusula democrática para participar do Prosul». Veja. Consultado em 16 de janeiro de 2020 
  4. «América do Sul lança Prosul, novo bloco regional sem Venezuela». Agence France-Presse. Estado de Minas. 22 de março de 2019. Consultado em 16 de janeiro de 2020 
  5. Colombo, Sylvia (22 de março de 2019). «Oito países assinam acordo para criação do Prosul, novo bloco sul-americano». Folha de S. Paulo. Consultado em 16 de janeiro de 2020 
  6. Agência Brasil (ed.). «Bolsonaro viaja ao Chile para se reunir com líderes da América do Sul». Consultado em 20 de Março de 2019 
  7. «La Nación / "Unasur ya no tiene sentido para Paraguay"». www.lanacion.com.py (em espanhol). Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  8. https://www.dbsuriname.com/2022/01/28/minister-albert-ramdin-bevestigt-nogmaals-suriname-wordt-lid-van-regionaal-blok-prosur/
  9. https://www.waterkant.net/suriname/2022/04/10/suriname-sinds-kort-officieel-lid-prosur/
  10. Welle (www.dw.com), Deutsche. «Boric suspende participación de Chile en foro Prosur | DW | 04.04.2022». DW.COM (em espanhol). Consultado em 12 de maio de 2022 
  11. «Líderes sul-americanos assinam documento para criação do Prosul». G1. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  12. «Oito países assinam acordo para criação do Prosul, novo bloco sul-americano». Folha de S.Paulo. 22 de março de 2019. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  13. «Países sul-americanos defendem a cooperação para alcançar imunidade contra covid-19 [12/12/2020]». noticias.uol.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  14. «Colômbia abre cúpula do Prosul com discurso em defesa das liberdades». noticias.uol.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
  15. «Piñera assume presidência anual do bloco sul-americano Prosur» (em espanhol). 22 de março de 2019 

Ligações externas editar