Abrir menu principal

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie

Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie
Universidade Universidade Presbiteriana Mackenzie
Fundação 12 de agosto de 1947 Reconhecida pelo Decreto nº 23.275 de 07/07/1947)[1]
Tipo de instituição Unidade Integrante da Universidade Presbiteriana Mackenzie
Professores Corpo Docente - FAU Mackenzie
Graduação +3000
Localização São Paulo, SP Brasil
Campus Campus São Paulo (Itambé), Prédio 9
Site FAU Mackenzie - Site oficial

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie (FAU-Mackenzie) foi a primeira Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Estado de São Paulo,[2] criada em 12 de agosto de 1947 (Reconhecida pelo Decreto nº 23.275 de 7 de julho de 1947.[1] É uma das mais importantes escolas de Arquitetura e Urbanismo do país. Teve sua origem na Escola de Engenharia Mackenzie; onde funcionava o curso direcionado à formação de engenheiros-arquitetos, criado por Cristiano Stockler das Neves em 1917.[2]

Comumente denominada Arquitetura Mackenzie, a atual unidade possui mais de 3.000 alunos e concentra os cursos de Arquitetura e Urbanismo em níveis de graduação e pós-graduação[3] (mestrado, doutorado e especializações) e o curso de Desenho Industrial em nível de graduação com habilitações em Programação Visual e Projeto de Produto.

A FAU-Mackenzie teve grande influência na construção da arquitetura paulista(na), tendo formado vários de seus expoentes, como os arquitetos: Telésforo Cristofanni, Miguel Forte,[4] Pedro Paulo de Mello Saraiva, Joan Villà, Fábio Penteado, Oswaldo Bratke, Paulo Mendes da Rocha, Carlos Bratke, Chu Ming Silveira, Roberto Loeb, Júlio Neves, Isay Weinfeld, Márcio Kogan, Aron Kogan, Arthur Casas, Jorge Wilheim, Carlos Alberto Cerqueira Lemos, Décio Tozzi, Mario Biselli, Luiz Benedito Telles[5] dentre outros. Seus graduandos são frequentemente apontados como os principais arquitetos do cenário nacional. Nomes que se tornaram relevantes no cenário nacional como Renata Falzoni, Carlos Fajardo e Boris Kossoy também se graduaram na instituição. Andrea Tonacci, diretor membro do Cinema Marginal também foi aluno da instituição, apesar de não ter finalizado o curso.

Índice

Diretores e corpo docenteEditar

Seu primeiro diretor, e também fundador, foi o arquiteto Cristiano Stockler das Neves, formado na University of Pennsylvania,[6] autor do projeto da Estação Júlio Prestes em São Paulo; hoje revitalizada (também por um ex-aluno e professor, Nelson Dupré) e sede da Orquestra Sinfônica Estadual, a Sala São Paulo.[7] Foi prefeito interino da cidade de São Paulo.[8]

Sua atual diretora é a Profa. Dra. Angélica Aparecida Tanus Benatti Alvim,[9] cargo o qual já foi ocupado por Valter Luís Caldana Jr, Nádia Somekh, Carlos Egídio Alonso,[10] Walter Saraiva Kneese, Roberto Righi, Sidney de Oliveira, Hoover Américo Sampaio,[11] Luiz Teixeira Torres, Jun Okamoto, João Pedro de Carvalho Neto, Salvador Roque Augusto Cândia, Gustavo Ricardo Caron,[12] Roberto Frade Monte,[12] João Francisco Portilho de Andrade,[12] Francisco José Esteves Kosuta,[12] Serafim Orlandi,[12] Américo da Graça Martins[12] e Cristiano Stockler das Neves.

Seu corpo docente conta com: Pedro Paulo de Mello Saraiva, Luiz Gê, Carlos Guilherme Mota, Nelson Dupré, Abilio Guerra, Lizete Maria Rubano, Catherine Otondo, Luis Espallargas, Héctor Vigliecca, Mário Biselli, Lauresto Esher; Antônio Carlos Sant'Anna Jr.,Jun Okamoto,[13] Cândido de Malta Campos, Anne Marie Summer,[14] Gilda Collet Bruna,[15] Mário Lasar Segall, Gilberto Beleza, Igor Guatelli, Ivan Lubarino Piccoli dos Santos,[16] Joan Villà,[17] João Sette Whitaker Ferreira,[18] Cecília Rodrigues dos Santos, Eduardo Sampaio Nardelli,[19] Roberto Righi, Ana Gabriela Godinho Lima,[20]Rafael Antonio Cunha Perrone,[20] Ruth Verde Zein,[20] entre outros.

DestaquesEditar

Em 2006, o arquiteto mackenzista Paulo Mendes da Rocha recebeu o Prêmio Pritzker de Arquitetura, considerado o Nobel da área.

CuriosidadesEditar

A rivalidade entre a Arquitetura Mackenzie e a FAUUSP é grande, pelo fato destas serem as mais importantes e expressivas faculdades de arquitetura do Brasil. A Arquitetura Mackenzie é a primeira faculdade de arquitetura do estado de São Paulo.[2]

A rivalidade também entrou no meio esportivo: Foi criado o campeonato mais tradicional entre as duas Faculdades de Arquitetura a FAM FAU[21] (Arquitetura Mackenzie x Arquitetura USP).

Além disso, o intercâmbio entre as duas instituições é forte, tendo em vista que vários docentes da Arquitetura Mackenzie são provenientes da FAUUSP e vice-versa. Muitos professores são docentes nestas duas faculdades.

Referências

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

  • Alonso, Carlos Egidio, org. Universidade Mackenzie. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo 1947-1997
  • Breia, Maria Teresa de Stockler e, org. Universidade de São Paulo. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. O ensino de arquitetura na faculdade de arquitetura do Mackenzie: Do beaux-arts ao moderno (1947-1965)