Abrir menu principal
Question book-4.svg
Este artigo cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disposição das forças invasoras em 31 de agosto de 1939, segundo o plano alemão.

Fall Weiss ou Fall Weiß ("Caso Branco", em alemão) foi o plano estratégico criado pela Alemanha nazista para a invasão da Polônia. Foi preparado antes de 1939 e implementado em 1º de setembro de 1939.

O PlanoEditar

O Fall Weiss foi arquitetado por Günther Blumentritt e Erich von Manstein, oficiais membros do staff do General Gerd von Rundstedt, com o exército do sul na Silésia. O plano previa um início de hostilidades antes da declaração de guerra. Unidades alemãs deveriam invadir a Polônia em três direções:

  • um ataque principal a partir da Alemanha através da fronteira ocidental polonesa
  • uma rota secundária de ataque, a partir do norte, da Prússia Oriental
  • um ataque terciário por forças alemãs e eslovacas do território da Eslováquia

Todos os três ataques deveriam convergir para Varsóvia,[1] enquanto a maior parte do exército polonês deveria ser cercada e destruída ao oeste do Vístula.

O Fall Weiss foi executado a partir de 1º de setembro de 1939 e foi a primeira operação militar e o estopim da Segunda Guerra Mundial. Após um mês de bombardeios da Luftwaffe sobre cidades polonesas, como Wieluń, que foram arrasadas, e sobre o chamado corredor polonês, a Polônia capitulou.

 
A cidade de Wieluń, em 1 de setembro de 1939, após bombardeio da Luftwaffe.

Planos SimilaresEditar

Além do Fall Weiss, a Alemanha teve outros planos ofensivos:

Havia também um plano defensivo:

Referências

  1. «Second World War: Why we delayed declaration of war». Daily Telegraph. 31 de agosto de 2009. Consultado em 31 de agosto de 2009 

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre um conflito armado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.