Abrir menu principal

Fandom de My Little Pony: A Amizade É Mágica

Cosplays de numerosos personagens de My Little Pony: A Amizade é Mágica, na BronyCon apresentado no verão de 2012.

My Little Pony: A Amizade É Mágica é uma série animada de televisão, produzida pela Hasbro como parte da franquia de brinquedos My Little Pony, que está ligada ao lançamento de bonecos e linha de jogos de 2010 e programação original para o canal a cabo Discovery Family (anteriormente The Hub). Lauren Faust foi selecionada como desenvolvedora criativa e produtora executiva da série, com base em sua experiência de animação anterior com séries como The Powerpuff Girls e Foster's Home for Imaginary Friends. Sob a orientação da Hasbro, Faust desenvolveu a série para atrair público alvo de jovens e seus pais, mas criou personagens e configurações que desafiaram normas anteriormente estereotipadas de imagens "femininas" e adicionaram elementos humorísticos de aventura e para manter os pais interessados.

A série recebeu elogios de críticos para televisão e grupos de pais. Também encontrou, imprevisivelmente, uma audiência em um grande grupo de usuários adolescentes e adultos da Internet no final de 2010 e início de 2011, formando uma subcultura.[1][2] Esses fãs foram atraídos pasa as personagens, histórias, estilos de animação e influência da propagação da série como um meme.

Embora inicialmente tenha considerado propagado ao conceito humorístico e irônico de pessoas, que gostam de uma série para jovens, a fandom mostrou maior apreciação pela série, muito além desse conceito, e é considerado parte de uma tendência. Os seus membros experientes em tecnologia criaram inúmeras obras de escrita, música, arte e vídeo na base da série, estabeleceram sites e convenções de fãs para série e participaram dos eventos de caridade em torno da série e aqueles que o criaram.

A apreciação da série por uma audiência mais velha veio como uma surpresa para Hasbro, Faust e outros envolvidos com o seu desenvolvimento, mas abraçaram os fãs mais velhos, enquanto se concentram no público alvo do programa. Essa reciprocidade incluiu a participação em convenções de fãs pelos atores e produtores de dublagem da série, o reconhecimento da fandom no material promocional oficial e a incorporação de personagens de fundo foram popularizados pelos fãs (como o nome "Derpy Hooves") em piadas dentro da série. Como resultado desses esforços, My Little Pony: A Amizade é Mágica tornou-se um grande sucesso comercial com a série tornando-se a produção original mais bem classificada historicamente da transmissão de Hub Network.

DefiniçãoEditar

Os fãs ("fandom" em inglês) de My Little Pony: A Amizade É Mágica são chamados de "bronies", nome amálgama em inglês, sem gênero, formados por duas palavras "brother" e "pony" ("irmão" e "pônei" em português).[3] Os fãs femininos são chamados de "pegasisters", formados por palavras "pegasus" e "sister" ("pégaso" e "irmã" em português).

HistóriaEditar

Uma das primeiras críticas de A Amizade é Mágica, publicada pouco depois da transmissão inicial em outubro de 2010, foi escrita por Amid Amidi para o site de animação Cartoon Brew.[4] Amidi escreveu que a série era um sinal de "o fim da era impulsionada pelo criador na animação de TV". O ensaio de Amidi expressou preocupação de que, atribuir um talento como Faust a uma série centrada no brinquedo, que fazia parte de uma tendência para o foco em gêneros rentáveis ​​de animação, como brinquedos, para lidar com uma audiência fragmentada e, em geral, "uma admissão de derrota para todo o movimento, um momento de bandeira branca para o setor de animação de TV."[4][5][6] O artigo disse que essa preocupação era sobre o fato de que mais e mais séries parecem ser conduzidas por executivos das empresas que querem vender seus produtos, ao invés de criadores. Embora a série tenha sido discutida no quadro de quadrinhos e desenhos animados do 4chan antes da publicação do ensaio, a natureza alarmista do ensaio levou a mais interesse na série, resultando em uma resposta positiva para a série por sua trama, personagens e estilo de animação.[5][7] Esta reação logo se espalhou para as outras placas de 4chan, onde elementos da série rapidamente inspiraram piadas recorrentes e memes no site.[5] Algumas delas incluíam adotar frases da série como "anypony", "everypony" e "nopony", em vez de "anybody" ("qualquer um" em português), "everybody" e "everyone" ("todo mundo" em português) e "nobody" ("ninguém" em português),[8] ou dizendo que eles assistem a série para o "enredo", uma referência aos flancos dos pôneis.

O número de postagens de A Amizade é Mágica chamou a atenção no 4chan. Os fãs da série defenderam contra vários ataques troll de outros posts do 4chan, levando a uma proibição temporária sobre a discussão de qualquer coisa relacionada a pôneis.[7][8] Mas, logo após, o 4chan disponibilizou desde então um quadro dedicado para discussão da série e sua fandom. Embora a discussão da série tenha continuado no 4chan, os fãs criaram outros locais para discutir isso, e a fandom se espalhou para outros fóruns da internet.[7]


Referências

  1. «Bronies Are Redefining Fandom — And American Manhood». Wired. Consultado em 15 de junho de 2016 
  2. «The fascinating sub-culture of 'Bronies'». Newshub. Consultado em 15 de junho de 2016 [ligação inativa]
  3. Watercutter, Angela (6 de setembro de 2011). «My Little Pony Corrals Unlikely Fanboys Known as 'Bronies'». p. wired.com. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  4. a b Amidi, Amid (19 de outubro de 2010). «The End of the Creator-Driven Era in TV Animation». Cartoon Brew. Consultado em 9 de junho de 2011 
  5. a b c Dennis, Scott (10 de março de 2011). «Ponies overachieving, from feminism to 4chan». The Daily Barometer. Consultado em 11 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2013 
  6. Beck, Jerry (24 de setembro de 2011). «We've Created A Bronster!». Cartoon Brew. Consultado em 25 de setembro de 2011 
  7. a b c LaMarche, Una (3 de agosto de 2011). «Pony Up Haters: How 4chan Gave Birth to the Bronies». The New York Observer. Consultado em 3 de agosto de 2011 
  8. a b Weinman, Jaime (7 de setembro de 2011). «Men who love 'My Little Pony'». Maclean's. Consultado em 8 de setembro de 2011 
  Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre Internet é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre Cultura é um esboço relacionado ao Projeto Cultura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.