Abrir menu principal
Farol do Bazaruto
Bazaruto Lighthouse.jpg
Localização
Coordenadas
Endereço
Localização
Altitude
116 m
História
Período de construção
1894
Inauguração
1913 (torre actual)
Arquitetura
Altura
26
Equipamento
Ótica original
Ótica
PRB-46 MKII
Alcance luz
Luz característica
Identificadores
internacional
D-6540
№ da ARLHS
MOZ-002
№ da NGA
112-31788[1]

O farol do Bazaruto, é um farol Moçambicano localizado no Cabo Bazaruto, na extremidade norte da ilha de mesmo nome, no distrito de Inhassoro, província de Inhambane.

Torre cilindrica em alvenaria, com 26 metros, pintada de branco com edifícios adjacentes.

HistóriaEditar

Na grande lanterna, esteve instalado desde 1913 um aparelho ótico hiper-radiante de Fresnel, uma das cerca de duas dúzias que foram fabricadas em todo o mundo, mas em 1985 já havia relatos de que, embora instalada na torre, se encontrava inoperacional desde há largos anos e em muito mau estado de conservação.[2] Um inquérito realizado em 2000 por um investigador da história dos faróis, apontava para a existência de apenas nove aparelhos ópticos hiper-radiantes a funcionar em todo o mundo.[3]

Em Fevereiro de 2007 a passagem do ciclone tropical Favio que causou grande destruição, terá posto fim a este belo equipamento, um dos sobreviventes da tecnologia, e da arte do século XIX, que se terá perdido para sempre.[4]

Dados cronológicosEditar

  • 1893 - Anuncio da construção de um farol no cabo Bazaruto
  • 1894 - Início do funcionamento do primeiro farol
  • 1897 - Apagamento do farol por não responder às necessidades da navegação
  • 1910 - Início da construção do novo farol
  • 1913 - Entrada em funcionamento, com uma aparelho BBT, lente catadióptrica de 1 330 mm
  • 1922 - Passou a funcionar com luz de incandescência
  • 1926 - Inicio do funcionmento de uma estação radiotelegráfica
  • 1985 - O farol estaria já apagado
  • 1996 - Reabilitado, com instalação de um aparelho PRB-46 MKII
  • 2007 - Fevereiro, o farol foi severamente danificado pelo Ciclone Tropical Favio.[5]
  • 2008 - O farol parece abandonado, sem sinais do primitiva aparelho BTT, nem do posterior PRB-46 MKII

InformaçõesEditar

  • Operacional: Sim
  • Acesso: Em 4x4 ou caminhada desde os empreendimentos turísticos.
  • Aberto ao público: Só área envolvente.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Cabo Bazaruto». NGA List of Lights - Pub. 112 - Aid No. 31788 (em inglês). NGA - National Geospatial-Intelligence Agency. 26 de setembro de 2009. Consultado em 31 de agosto de 2010 
  2. Sopa, António; Chirindja, Laura (2000). «Faróis de Moçambique». Ndjira. Consultado em 18 de novembro de 2009 
  3. «O Aparelho Óptico do Farol do Cabo de S. Vicente». Revista da Armada. Marinha de Guerra Portuguesa. Novembro de 2002. Consultado em 18 de novembro de 2009 
  4. fawcettjeremy (11 de julho de 2007). «Bazaruto Lighthouse after the Hurricane». Flickr. Consultado em 18 de novembro de 2009  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  5. Russ Rowlett (29 Junho de 2009). «Mozambique Lighthouses» (em inglês). The Lighthouse Directory. Consultado em 18 de novembro de 2009 


  Este artigo sobre um farol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.