Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo satélite de Saturno, veja Febe (satélite).
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela santa cristã, veja Santa Febe.
Febe
Titânide da Lua cheia, do intelecto brilhante e da profecia
Febe e Astéria, Altar de Pérgamo no Museu de Pérgamo em Berlim
Nome nativo Φοίβη
Cônjuge(s) Céos
Pais Urano e Gaia
Irmão(s) Titãs:
Oceano, Céos, Crio, Jápeto, Hiperião, Cronos
Titânides:
Tétis, Mnemosine, Teia, Reia, Têmis
Ciclopes:
Arges, Brontes, Estéropes
Hecatônquiros:
Briareu, Coto, Giges
Outros irmãos:
Gigantes, Erínias, Melíades
Filho(s) Leto e Astéria

Febe ou Foibe (em grego: Φοίβη, transl.: Phoíbē), na mitologia grega, era uma titânide, filha de Urano e Gaia.[1]

Era conhecida como "a mais bela entre as titânides". Seu nome está ligado aos vocábulos gregos phoibos ("brilhante" ou "radiante""), phoibaô ("purificar") e phoibazô ("profetizar").

MitologiaEditar

Ela era uma das seis titânides, filhas de Urano e Gaia, além dos titãs: Oceano, Céos, Crio, Hiperião, Jápeto, Teia, Reia, Têmis, Mnemosine, a coroada de ouro Febe e a amada Tétis e Cronos.[2]

Talvez a primeira deusa da Lua que os gregos conheceram, Febe é confundida com sua sobrinha Selene (filha de Hiperião e Teia), e também com suas netas Ártemis e Hécate.

Febe é a deusa da lua, relacionada com as noites de lua cheia. Seu nome quer dizer "brilhante", nome que foi emprestado ao seu neto Apolo, chamado de Febo.

Febe se uniu a Céos e tiveram as deusas Leto (mãe de Ártemis e Apolo) e Astéria (mãe de Hécate), que simbolizam respectivamente os oráculos da luz e da escuridão.[3] Higino ainda acrescenta entre suas filhas o nome de Afirafes.[4]

Febe era uma antiga deusa da profecia e a terceira a presidir o oráculo de Delfos, após Gaia (sua mãe) e Têmis (sua irmã). Mais tarde deu o oráculo a seu neto Apolo como presente de aniversário.[5]

GenealogiaEditar

Árvore genealógica de Febe [6]
UranoGaiaPonto
OceanoTétisHiperiãoTeiaCrioEuríbia
Os PotamoiAs OceânidesHélioSelene [7]EosAstreuPalasPerses
CronosReiaCeosFEBE
HéstiaHeraPoseidonZeusLetoAstéria
DeméterHadesApoloÁrtemisHécate
JápetoClimene (ou Ásia[8]Têmis(Zeus)Mnemosine
Atlas [9]MenoécioPrometeu [10]EpimeteuAs MusasAs Horas

Ver tambémEditar

  • Febe, um dos satélites de Saturno, descoberto em 1899, adotou o nome desta titânide.

Referências

  1. Pseudo-Apolodoro, Biblioteca, 1.1.3
  2. Hesíodo, Teogonia, Cosmogonia, 134-138
  3. Theoi Greek Mythology
  4. Higino, Fábulas, prefácio
  5. Ésquilo, Eumênides, citado em Theoi Greek Mythology
  6. Hesíodo, Teogonia 132–138, 337–411, 453–520, 901–906, 915–920; Caldwell, pp. 8–11, tabelas 11–14.
  7. Embora geralmente seja filha de Hiperião e Teia, como na Teogonia de Hesíodo371–374, no Hino Homérico de Hermes (4), 99–100, Selene é filha de Palas, que é filho de Megamedes.
  8. De acordo com a Teogonia de Hesíodo507–511, Climene, uma das Oceânides, filhas de Oceano e Tétis, na Teogonia351, com Jápeto era a mãe de Atlas, Menoécio, Prometeu, e Epimeteu, equanto que segundo Pseudo-Apolodoro, 1.2.3, Ásia, outra Oceânide, com Jápeto era mãe deles.
  9. De acordo com Critias de Platão 113d–114a, Atlas era filho de Poseidon e da mortal Cleito.
  10. Em Prometeu Acorrentado de Ésquilo 18, 211, 873 (Sommerstein, pp. 444–445 n. 2, 446–447 n. 24, 538–539 n. 113) Prometeu é filho de Têmis.
  Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.